A fundação da Escola Família Agrícola do Sertão: ensaio a respeito dos sentidos da escola em um mundo em crise / The foundation of the Rural Family School of Sertão: an essay about...

Denizart Busto de Fazio

Resumo


Em meio a violentos conflitos agrários, a legitimação estatal da grilagem histórica, a baixa expectativa de vida, a seca e a fome, a falta de oferta educacional consistente e a expressiva migração de jovens, as emboscadas e mortes de lideranças comunitárias, em 13 de março de 1998 agricultores da região de Monte Santo (BA) fundam, no meio da caatinga, a Escola Família Agrícola do Sertão (Efase). O presente ensaio parte da pesquisa de mestrado em andamento “A fundação da Escola Família Agrícola do Sertão: narrar e compreender como tarefas da filosofia da educação”, propondo um percurso pela história deste acontecimento, evidenciando seu caráter de ruptura em relação a um fluxo esperado de continuidade e reprodução das condições sociais, fiando-se nas narrativas dos agricultores ouvidas em pesquisa de campo para tentar depreender delas gestos que concernem à reflexão filosófica em educação. O objetivo é compreender os sentidos atribuídos a esse acontecimento e à experiência escolar que desde então ele tem engendrado, destacando narrativas dos próprios fundadores. Trata-se de um exercício de pensamento – tal como o concebe Hannah Arendt – no qual a filosofia da educação é concebida não como a busca pelo estabelecimento dos fins últimos da educação, mas como um esforço com vistas à atribuição de um significado existencial a experiências concretas nas quais estamos inseridos.

Palavras-chave: Acontecimento; Fundação; Escola; Crise.

 

ABSTRACT: Amidst violent land conflict, historical land appropriation with state legitimation, low life expectation, drought and famine, lack of consistent educational services, significative youth migration, and ambushes and assassinations of community leaders, farmers from the Monte Santo region, in Bahia, Brazil, founded in the caatinga landscape, in March 13th, 1998, the Rural School of Sertão (Escola Agrícola do Sertão, or Efase). This essay is based on the ongoing master's research "The foundation of the Rural Family School of Sertão: narrating and understanding as tasks for philosophy of education". It undertakes the examination of this event’s history, highlighting its character of rupture in relation to an expected flow of continuity and reproduction of social conditions. It relies on the farmers’ accounts, collected during field work, aiming to capture, on those narratives, gestures that concern philosophical thinking in Education. In order to understand which meanings are attributed to this event, and to the scholar experience it has produced ever since, the essay focuses on school founders’ narrative. It is an exercise of thought – as Hannah Arendt conceives it – in which philosophy of education is conceived not as a quest to establish the definitive goals of education, but as an effort that aims to attribute existential meaning to concrete experiences in which we are inserted.

Keywords: Event; Foundation; School; Crisis.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/cimeac.v8i1.2849

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


   

International Standard Serial Number (International Centre)

Licença Creative Commons A revista eletrônica Cadernos CIMEAC (ISSN 2178-9770) está licenciada com uma licença Creative Commons.

Creative Commons License Electronic journal Cadernos CIMEAC (ISSN 2178-9770) is licensed under a Creative Commons License.

Google Scholar Citations