CONHECIMENTOS E POSICIONAMENTOS DE ADOLESCENTES SOBRE DOAÇÃO DE ÓRGÃOS ANTES E APÓS UMA AÇÃO EDUCATIVA

Maicon de Araujo Nogueira, Danielle Oliveira Maciel, Jéssica Adriana Barbosa Dias, Thayná Desireé Rodrigues Martins, Márcio Almeida Lins, Karla Christina Bernardes, Marcos Renan Miranda Neres, Antonia Margareth Moita Sá

Resumo


Objetivo: analisar o conhecimento dos adolescentes sobre doação e transplante de órgãos antes e após uma ação educativa. Método: pesquisa descritiva, exploratória com abordagem quanti-qualitativa, alicerçada na Pesquisa-Ação. Participaram do estudo 45 adolescentes do ensino médio de uma escola privada de Belém-Pa. Foi aplicado um questionário antes e após uma intervenção educativa, com posterior análise comparativa das respostas. Resultados: a idade variou de 13 a 17 anos, a maioria 26 (57,8%) do gênero feminino, católicos 33 (73,3%). Houve aumento significativo das respostas adequadas, confirmando que a educação em saúde promove o conhecimento e esclarecimento, despertando o interesse pelo assunto e discussão no meio social. Conclusão: a educação em saúde é uma grande aliada na promoção de doação de órgãos e tecidos. Após a ação, houve o aumento nível de conhecimento, diminuição nas dúvidas existentes e mudanças no posicionamento, optando a maioria em ser doador e consentir a doação.

Descritores: Obtenção de tecidos e órgãos; Educação em saúde; Adolescentes.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


Nogueira MA, Leite CRA, Reis Filho EV, Medeiros LM. Vivência das Comissões Intra-hospitalares de doação de órgãos/tecidos para transplante. Revista Científica de Enfermagem [internet]. 2015 [acesso em: 25 dez 2015]; 5(14): 5-11. Disponível em: http://www.recien.com.br/index.php/Recien/article/view/105/169

Associação Brasileira de Transplantes. ABTO. Registro Brasileiro de Transplantes. Dimensionamento dos Transplantes no Brasil e em cada Estado (2007-2014). 2014. [acesso em: 21 de jun 2016]. Disponível em: http://www.abto.org.br/abtov03/Upload/file/RBT/2014/rbt2014-lib.pdf

Kumar L. Brain death and care of the organ donor. J Anaesthesiol Clin Pharmacol [internet]. 2016 [acesso em: 21 de jun 2016]; 32(2): 146-152. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4874065/?report=printable

Negreiros FDS, Marinho AMCP, Garcia JHP, Morais APP, Aguiar MIF, Carvalho SL. Captação do fígado do doador para transplante: uma proposta de protocolo para o enfermeiro. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem [internet]. 2016 [acesso em: 18 jun 2016]; 20(1): 38-47. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v20n1/1414-8145-ean-20-01-0038.pdf

Fernandes MEN, Bittencourt ZZLC, Boin IFSF. Vivenciando a doação de órgãos: sentimentos de familiares pós consentimento. Revista Latino-Americana de Enfermagem [internet]. 2015 [acesso em: 18 jun 2016]; 23(5): 895-901. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v23n5/pt_0104-1169-rlae-23-05-00895.pdf

Maynard LOD, Lima IMSO, Lima YOR, Costa EA. Os conflitos do consentimento acerca da doação de órgãos post mortem no Brasil. Revista de Direito Sanitário São Paulo [internet]. 2016 [acesso em: 25 jun 2016]; 16(3): 122-144. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rdisan/article/view/111657/109688

Pessoa JLE, Schirmer J, Roza BA. Avaliação das causas de recusa familiar a doação de órgãos e tecidos. Acta Paulista de Enfermagem [internet]. 2013 [acesso em: 18 jun 2016]; 26(4): 323-330. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v26n4/v26n4a05.pdf

Morais TR, Morais MR. Doação de órgãos: é preciso educar para avançar. Revista Saúde em Debate [internet]. 2012 [acesso em: 20 jun 2016]; 36(95): 633-639. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v36n95/a15v36n95.pdf

Cossa APP, Jardim DP. O enfermeiro na educação em saúde na adolescência nos últimos dez anos. Rev Enferm UNISA [internet]. 2011[acesso em: 20 jun 2016]; 12(1): 58-63. Disponível em: http://www.unisa.br/graduacao/biologicas/enfer/revista/arquivos/2011-1-10.pdf

Monteiro AMC, Fernandes EC, Araújo EC; Cavalcanti AMTS, Vasconcelos MGL. Doação de órgãos: compreensão na perspectiva de adolescentes. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant Recife [internet]. 2011[acesso em: 20 jun 2016]; 11(4): 389-396. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbsmi/v11n4/v11n4a05.pdf

Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE). Ministério do Planejamento, orçamento e gestão. Censo Demográfico 2010: características gerais da população, religião e pessoas com deficiência, Rio de Janeiro, p. 1-215. 2010. [acesso em: 21 de jun 2016]. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/94/cd_2010_religiao_deficiencia.pdf

Marcelo JS, Maria CKBM. Fatores que facilitam a entrevista no processo de doação de órgãos e tecidos para transplante. ACTA Paul Enferm. 2011; 4(24): 472-478.

Carlos FAR, Adriano SS, Bernardo B, Guilherme SC. Morte encefálica, uma certeza? O conceito de “morte cerebral” como critério de morte. Revista Bioethikos. 2013; 7(3): 271-281.

Ferrazzo S, Vargas MAO, Mancia JR, Ramos FRS. Crença religiosa e doação de órgãos e tecidos: revisão integrativa da literatura. Revista de Enfermagem da UFSM [internet]. 2011 [acesso em: 17 nov 2015]; 1(3):449-460. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/2790/2410

Ana LM, Adelaide MR, João PAFF, Maria HB, Michelle BR, Mithla BO. Análise das dificuldades no processo de doação de órgãos: uma revisão integrativa da literatura. Revista Bioethikos [internet]. 2010 [acesso em: 17 nov 2015]; 4(1): 66-74. Disponível em: http://www.saocamilo-sp.br/pdf/bioethikos/73/66a74.pdf

Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO). Registro Brasileiro de Transplantes (RBT) [internet]. 2015 [acesso em: 17 nov 2015]. Disponível em: http://www.abto.org.br/abtov03/default.aspx?c=1077.

Lisiane P, Maria HLK. Mídia e doação de órgãos: a produção de sujeitos doadores [dissertação de mestrado]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2008.

Soares LM, Leite RG, Rocha FCV. Conhecimento dos graduandos de uma instituição de ensino superior sobre a doação de órgãos. R. Interd [internet]. 2015 [acesso em: 17 nov 2015]; 8(2): 158-168. Disponível em: http://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/index.php/revinter/article/view/505/pdf_218

Brandão TS, Mota N, Pizzolato AS. Conhecimento de estudantes de ensino médio da rede particular e pública a respeito de transplante e doação de órgãos e tecidos. Revista Amazônia Science & health [internet]. 2016 [acesso em: 17 nov 2015]; 4(1): 2-9. Disponível em: http://ojs.unirg.edu.br/index.php/2/article/view/182/405

Santos MJ, Massarollo MCKB, Moraes EL. Entrevista familiar no processo de doação de órgãos e tecidos para transplante. Acta Paul Enferm [internet]. 2012 [acesso em: 17 nov 2015]; 25(5): 788-94. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v25n5/22.pdf




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v5i2.1560

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/