NECESSIDADES DE AUTOCUIDADO NO PERÍODO PÓS-PARTO IDENTIFICADAS EM GRUPOS DE PUÉRPERAS E ACOMPANHANTES

Eryjosy Marculino Guerreiro Barbosa, Dafne Paiva Rodrigues, Albertina Antonielly Sydney de Sousa, Ana Virginia de Melo Fialho, Perla Guimarães Feitosa, Anna Laurita Pequeno Landim

Resumo


Este estudo objetivou identificar as necessidades de autocuidado no pós-parto em grupos de puérperas e acompanhantes. Trata-se da Fase 1 - Sistematização de conteúdo do processo de construção da cartilha proposto por Reberte, Hoga e Gomes. Para a construção do material, sistematizou-se seu conteúdo através de grupos de puérperas e acompanhantes. Participaram 36 mulheres, sendo 30 puérperas e seis acompanhantes. A partir das reuniões surgiram os seguintes temas para discussão sobre o autocuidado da mulher no pós-parto: higiene, cuidado com os pontos, cuidados do cabelo e pele, nutrição, cuidado das mamas, benefícios da amamentação para a mulher, atividade sexual, planejamento familiar, atividade física, perda de peso, uso de cinta, repouso, atividades do lar, comparecimento às consultas, saúde mental e apoio familiar. Possibilitou-se a aproximação teórica para desenvolver assistência direcionada às reais demandas das puérperas a partir da identificação das necessidades de autocuidado e expectativas das próprias participantes. 


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


Queirós PJP, Vidinha TSS, Almeida Filho AJ. Autocuidado: o contributo teórico de Orem para a disciplina e profissão de Enfermagem. Revista de Enfermagem Referência. 2014; 4(3):157-64.

Hickman JS. Introdução à teoria da enfermagem. In: George JB. Teorias de enfermagem: os fundamentos à prática profissional. 4ª ed. Porto Alegre (RS): Artes Médicas Sul; 2000. p.11-20.

Orem DE. Nursing: concepts of practice. 6ª ed. New York (NY): McGraw-Hill; 2001.

Nascimento SP. Conhecimento e autocuidado em mulheres com diabetes mellitus gestacional [dissertação] Vitória: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem/UFES; 2013.

Queiroz FS. Autocuidado e qualidade de vida de idosas com Parkinson e disfunção miccional [dissertação]. Salvador (BA): Universidade Federal da Bahia. Escola de Enfermagem; 2012.

Pereira MMM, Xavier SSM, Araújo MGP, Valença CN, Menezes RMP, Germano RM. A teoria do autocuidado de Orem e sua aplicabilidade como marco teórico: análise de uma pesquisa. Rev enferm UFPE on line. 2011; 5(4):896-900.

Vitor AF, Lopes MVO, Araujo TL. Teoria do déficit de autocuidado: análise da sua importância e aplicabilidade na prática de enfermagem. Esc Anna Nery. 2010; 14(3):611-6.

Porras CV, Molina LMH. Validez y confiabilidad del cuestionario “Prácticas de cuidado que realizan consigo mismas las mujeres en el posparto”. Avances en Enfermería. 2010; 28(1):96-106.

Dodou HD. Representações sociais de puérperas sobre o autocuidado e o cuidado de enfermagem no puerpério [dissertação]. Fortaleza (CE): Universidade Estadual do Ceará. Programa de Pós-graduação em Cuidados Clínicos em Enfermagem e Saúde; 2015.

Reberte LM, Hoga LAK, Gomes ALZ. O processo de construção de material educativo para a promoção da saúde da gestante. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2012; 20(1) [08 telas].

Barbosa EMG, Sousa AAS, Vasconcelos MGF, Carvalho REFL, Oriá MOB, Rodrigues DP. Educational technologies to encourage (self) care in postpartum women Rev Bras Enferm. 2016;69(3):545-53.

Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional de Saúde, Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Resolução No 466 de 12 de dezembro de 2012: diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília (DF): MS; 2012.

Baraldi NG. Período pós-parto: práticas de cuidado adotadas pela puérpera [dissertação]. São Paulo (SP): Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem; 2012.

Acosta DF, Gomes VLO, Kerber NPC, Costa CFS. Influências, crenças e práticas no autocuidado das puérperas. Rev Esc Enferm USP. 2012; 46(6):1327-33.

Costa NS, Soares MBO, Melo MM, Parreira BDM, Silva SR. Prática do autocuidado e demandas por cuidados de enfermagem pelas puérperas. REAS. 2013; 2(1):75-88.

Otilia CCY, Teodora RMD, Sabina TPE. Influencia de una intervención educativa en el nivel de conocimiento sobre prácticas de autocuidado durante el puerperio en adolescentes. Rev. enferm. Herediana. 2008; 1(1):11-8.

Nazik E, Eryilmaz G. The prevention and reduction of postpartum complications: Orem's Model. Nursing Science Quarterly. 2013; 26(4):360-4.

Coelho ACM, Villas Boas LCG, Gomides DS, Foss-Freitas MC, Pace AE. Self-care activities and their relationship to metabolic and clinical control of people with diabetes mellitus. Text Context Nursing. 2015; 24(3):697-705.




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v7i1.1921

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/