CARACTERIZAÇÃO DAS INTERNAÇÕES DE ADOLESCENTES EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA

Gabriela de Souza Bandeira, Abigail de Paulo Andrade, José Jeová Mourão Netto, Késia Marques Moraes, Sara Cordeiro Eloia

Resumo


Objetivo: caracterizar as internações de adolescentes em Unidades de Terapia Intensiva. Métodos: pesquisa documental, retrospectiva de abordagem quantitativa. Os dados foram coletados de prontuários de adolescentes entre 10 e 19 anos, internados nas Unidades de Terapia Intensiva, adulto e pediátrica, de dois Hospitais de Referência, no Ceará, entre julho de 2013 e junho de 2014. Os dados foram tabulados e processados no programa Epi Info. Resultados: 62,7% das internações ocorreram no Hospital 1, sendo a maioria do sexo masculino (63,9%) com idades entre 10 e 14 anos (57,8%). As causas externas foram responsáveis por 46,9% do total de internações. Contatou-se, ainda, que 26,5% dos pacientes internados evoluíram para óbito. Conclusão: adolescentes estão ocupando leitos de terapia intensiva em idades cada vez menores, de forma que parte significativa evoluiu com morte. As principais causas de internamento foram acidentes de trânsito, suicídio e agressões, expondo um grave problema de saúde pública.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Situação Mundial da Adolescência: resumo executivo [Internet]. 2011. [citado 2016 Ago 28]. Disponível em: http://www.unicef.org/brazil/pt/br_sowcr11_resexecweb.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Marco teórico e referencial: saúde sexual e saúde reprodutiva de adolescentes e jovens. Brasília: Ministério da Saúde; 2006.

Maakaroun MF. Considerações gerais sobre a adolescência. In: Maakaroun MF (org). Tratado de adolescência: um estudo multidisciplinar. Rio de Janeiro: Cultura Médica; 1991.

Dornellas PMR. Adolescentes no Brasil: internações hospitalares no Sistema Único de Saúde. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão de Serviços de Saúde) – Universidade Estadual de Londrina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão de Serviços de Saúde, Londrina, PR, 2011.

Filho NA, Rouquayrol MZ. Introdução à Epidemiologia. 3. ed. Rio de Janeiro: Medsi; 2002.

Brasil. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Informações de saúde. Dados epidemiológicos e morbidade [Internet]. 2015. [citado 2015 Mai 27]. Disponível em: http://www2.datasus.gov.br/ DATASUS/index.php

Martins CBG, Andrade SM. Causas externas entre menores de 15 anos em cidade do sul do Brasil: atendimentos em pronto-socorro, internações e óbitos. Rev Bras de Epidemiol [Internet]. 2005. [citado 2016 Mai 27];8(2):194-204. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbepid/v8n2/12.pdf

Silva MAI, Pan R, Melo L, Bortoli PS, Nascimento LC. Perfil dos atendimentos a crianças e adolescentes vítimas de causas externas e morbimortalidade, 2000-2006. Rev Gaúcha de Enf [Internet]. 2010 Jun [citado 2015 Ago 28]; 31(2):351-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v31n2/21.pdf

Lanetzki CS, Oliveira CAC, Bass LM, Abramovici S, Troster EJ. O perfil epidemiológico do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital Israelita Albert Einstein. Einstein [Internet]. 2012 Mar [citado 2017 Maio 21];10(1):16-21. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1679-45082012000100005.

Yamaguchi UM, Otto GLG, Maia GB; Costa CKF. Principais causas de hospitalização de adolescentes em unidade de terapia intensiva na região de Maringá – PR. Adolesc Saude [Internet]. 2014 out/dez [citado 2017 Maio 21];11(4):36-44. Disponível em: http://adolescenciaesaude.com/detalhe_artigo.asp?id=465&idioma=Portugues

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 737/GM, de 16 de maio de 2001. Política Nacional de Redução da Morbimortalidade por Acidentes e Violências [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde; 2001 [citado 2011 abr 15]. Disponível em: http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/portaria737

Word Health Organizatioon. WHO calls for stronger focus on adolescent health. 2014. Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/news/releases/2014/focus-adolescent-health/en/

Oliveira EN, Félix TA, Mendonca CBL, Lima PSF, Freire AS, Moreira RMM. Aspectos epidemiológicos e o cuidado de enfermagem na tentativa de suicídio. Rev enferm contemporâne [Internet]. 2016 [citado 2017 Maio 21]; 5(2):184-92. Disponível em: https://www5.bahiana.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/967

Vidal CEL, Gontijo ED. Tentativas de suicídio e o acolhimento nos serviços de urgência: a percepção de quem tenta. Cad saúde colet. [Internet]. 2013 June [cited 2017 Mai 21];21(2): 108-14. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-462X2013000200002&lng=en

Félix TA, Oliveira EM, Lopes MVO, Parente JRF, Dias MAS, Moreira RMM. Fatores de risco para tentativa de suicídio: produção de conhecimento no Brasil. Revista Contexto & Saúde [Internet]. 2016 [cited 2017 Mai 20];16(31):174-85. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoesaude/article/view/6079/5141

Mendonça JG, Guimarães MJB, Portugal JL, Mendonça CG. Perfil das internações em unidades de terapia intensiva pediátrica do Sistema Único de Saúde no Estado de Pernambuco. Cienc saud colet [Internet]. No prelo [cited 2017 Mai 20]. Disponível em: http://www.cienciaesaudecoletiva.com.br/ingles/artigos/artigo_int.php?id_artigo=16187

Gaspar VLV, Souza ECO, Carmo JH, Pereira WD. Características de crianças e adolescentes hospitalizados em decorrência de causas externas. Rev Med Minas Gerais [Internet]. 2012 [cited 2017 Mai 19];22(3):287-95. Disponível em: http://www.rmmg.org/artigo/detalhes/79

Souza ER, Mello-Jorge MHP. Impacto da violência na infância e adolescência brasileiras: magnitude da morbimortalidade. In: Brasil. Ministério da Saúde. Violência faz mal à saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2006. p. 23-8.

Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). 25 anos de eca no brasil: avanços e desafios para a infância e a adolescência no Brasil. Brasília: UNICEF; 2015. https://www.unicef.org/brazil/pt/ECA25anosUNICEF.pdf

Borges JPA, Moura-Ferreira MC. Orientação sexual para adolescentes: conhecimento e prática de docentes das escolas públicas. Rev Enferm Atenção Saúde [Internet]. 2015 Jan/jun [cited 2017 Mai 21];4(1):89-96. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/view/1266/1137




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v7i2.2155

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/