EVOLUÇÃO TEMPORAL DOS ANOS POTENCIAIS DE VIDA PERDIDOS EM ÓBITOS POR AGRESSÃO

Fernanda Carolina Camargo, Luan Augusto Alves Garcia, Helena Hemiko Iwamoto, Sybelle de Souza Castro, Regiane Máximo de Souza, Gilberto de Araújo Pereira

Resumo


Objetivo: analisar a evolução temporal dos óbitos por agressão e seu impacto no potencial de vida perdido no estado de Minas Gerais. Método: Trata-se de estudo observacional, ecológico e série temporal por coeficiente de mortalidade, anos potenciais de vida perdidos, variação percentual bruta e tendência temporal. Foram incluídos os registros de óbitos por Agressão (CID-10: X85-Y09) entre 1996 a 2014, disponíveis em sistema de informação. Resultados: A média de mortalidade (30,7; IC95% 25,4 - 35,9) por arma de fogo foi maior entre homens, com idade do óbito de 30,5 anos, potencial de vida perdido para 100.000 habitantes com variação percentual positiva 288,7%. Regressão linear foi significativa (p<0,001), com coeficiente de determinação >70% havendo evolução temporal crescente dos óbitos. Conclusão: Foi identificado expressivo impacto da mortalidade por agressão no potencial de vida perdido, sendo oportuno reconhecer vulnerabilidades e contexto dos óbitos no delineamento de intervenções intersetoriais, como também contribuir para vigilância epidemiológica da violência.


Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


Organização Mundial da Saúde. Classificação estatística internacional de doenças e problemas relacionados à saúde. 8ª ed. São Paulo: EdUSP, 2002.

Oliveira LP, Camargo FC, Iwamoto HH. Violência relacionada ao trabalho das equipes de saúde da família. REAS [Internet]. 2013 [citado em 02 jul 2018]; 2(2):46-56. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/view/388/417.

Carrara S, Mora C, Aguião S. Perspectives on Violence and care: contributions and challenges. Sex, Salud Soc [Internet]. 2016 [citado em 02 jul 2017]; (23):3-7. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1984-6487.sess.2016.23.01.e.

Moreira LS, Branco AMCUA. Processo de socialização e promoção da Cultura de Paz na perspectiva de policiais militares. Estud psicol [Internet]. 2016 [citado em 02 jul 2017]; 33(3):553-63. doi: http://dx.doi.org/10.1590/1982-02752016000300018.

Organização das Nações Unidas no Brasil. [Internet]. Agenda 2030 [citado em 02 jul 2017]. Disponível em: https://nacoesunidas.org/pos2015/ods16/.

Machado CB, Daher DV. Violence in the area and its repercussions upon health care actions: descriptive-exploratory study. Online Braz J Nurs (Online) [Internet]. 2013 [citado em 25 jun 2017]; 12(Suppl):674-76. Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/4540.

Minayo MCS. Violência social sob a perspectiva da saúde pública. Cad Saúde Pública [Internet]. 1994 [citado em 25 jun 2017]; 10(Suppl 1):S7-S18. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X1994000500002.

Miagusko E. Esperando a UPP: Circulação, violência e mercado político na Baixada Fluminense. Rev Bras Ci Soc. [Internet]. 2016 [citado em 25 jun 2017]; 31(91):e319101. doi: http://dx.doi.org/10.17666/319101/2016.

Garcia LAAG, Camargo FFC, Gomes THM, Rezende MP, Pereira GA, Iwamoto HH et al. Production of knowledge of Nursing about potential life years lost: bibliometric study. REFACS [Internet]. 2017 [Citado em 02 jul 2017]; 5(1):34-46. doi: http://dx.doi.org/10.18554/refacs.v5i1.1911.

Lim F. Why Florence Nightingale still matters. Nursing. 2010; 40(11):46-7.

Barbosa TAGS, Coelho KR, Andrade GN, Bittencourt SDA; Leal MC; Gazzinelli A. Determinants of infant mortality in cities of the Jequitinhonha Valley, Minas Gerais, Brazil. REME Rev Min Enferm [Internet]. 2014 [citado em 01 jul 2017]; 18(4):915-22. doi: http://www.dx.doi.org/10.5935/1415-2762.20140067.

Romeder JM, McWhinnie JR. Le développement des années potentielles de vie perdues comme indicateur de mortalité prématurée. Revue d’Epidémiologie et de Santé Publique. 1978; 26(1): 97-115.




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v7i2.2352

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/