A FORÇA DE TRABALHO DA ENFERMAGEM BRASILEIRA E A PANDEMIA DO COVID-19

Lúcia Hisako Takase Gonçalves

Resumo


Nos dias atuais, encontramo-nos atônitos assistindo, no mundo todo e no país, ao desenrolar dessa pandemia do covid-19. E... o que observamos?   Quem está na linha de frente cuidando das vítimas do corona vírus, em todos os cantos do Brasil? É a enfermagem, esse corpo de enfermagem representado por enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, sempre atuantes em quaisquer circunstâncias de atendimento dos pacientes, desde unidades de pronto atendimento a hospitais, expostos a toda sorte de riscos decorrentes da precariedade dos serviços de saúde.  Destaquem-se aqui as más condições de trabalho dos profissionais da enfermagem, que sequer dispõem dos Equipamentos de Proteção Individual adequados, para o seu mais longo plantão de 8 ou 12 horas diárias junto aos pacientes.

Texto completo:

PDF PDF ENGLISH

Referências


WORLD HEALTH ORGANIZATION 2020. States of the World’ Nursing 2020, investing in education, jobs and leadership. Geneva: World Health Organization; 2020. Licence CC BY-NC-SA 3.0 IGO.

Rev. ENFERMAGEM EM FOCO (2016) v.7 n. ESP. 685 Doi: https://doi.org/10. 21675/2357-707x.2016.v7.nESP.685 [ Publica 14 artigos relativos à síntese do relatório de pesquisa: Perfil de Enfermagem do Brasil 2010-2015, realizado por convênio entre COFEN e FIOCRUZ ].




DOI: https://doi.org/10.18554/reas.v9i1.4808

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/