CONFLITOS GERENCIAIS: DIFICULDADES PARA O ENFERMEIRO GERENTE

Ariele do Nascimento Lampert, Daniella Dal Forno Kinalski, Bruna Parnov Machado, Suzinara Beatriz Soares Lima

Resumo


RESUMO

O presente trabalho refere-se a uma revisão de literatura que teve como objetivo verificar o que está sendo pesquisado a respeito de conflitos gerenciais vividos por enfermeiros e como esses estão lidando com os mesmos a fim de garantir a qualidade da assistência prestada aos pacientes. Sendo assim questionou-se: qual o papel dos enfermeiros gerentes enquanto mediadores de conflitos entre a equipe de enfermagem? Quais são as principais dificuldades gerenciais encontradas na intercessão dos conflitos dentro do ambiente de trabalho pelo enfermeiro gerente? O corpus do estudo foi constituído por 7 publicações. Os resultados mostraram que esta temática não é muito explorada e refletida pelos profissionais, em contrapartida nota-se a partir da literatura consultada a presença de conflitos nos serviços hospitalares, e a dificuldade de gerenciá-los.

Descritores: Conflitos; Enfermagem; Supervisão de Enfermagem.


Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

- Houaiss A, Villar MS. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. 1ª. ed. Rio de Janeiro: Objetiva; 2001. conflito.p. 797.

- Massaro M, Chaves LDP. A produção científica sobre gerenciamento em enfermagem hospitalar: uma pesquisa bibliográfica. Cogitare Enferm. 2009;14(1):150-8.

– Lakatos EM, Marconi MA. Fundamentos da Metodologia Cientifica. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1991.

- Leopardi MT (Org) et al. Metodologia da Pesquisa na Saúde. 2 ed., Florianópolis: Palloti, 2002.

- Cordeiro AM. et al . Revisão sistemática: uma revisão narrativa. Rev. Col. Bras. Cir. Rio de Janeiro, v. 34, n. 6, Dez 2007. Disponível em: . Acesso em 20 de Abril 2012.

- Agostini R. O conflito como fenômeno organizacional: identificação e abordagem na equipe de enfermagem de um hospital público. Dissertação(Mestrado em Enfermagem). Universidade de São Paulo - Escola de Enfermagem,

Ribeirão Preto, 2005.

- Cecílio LC. O. É possível trabalhar o conflito como matéria-prima da gestão em saúde? Cad. Saúde Pública. 21(2):508–516, 2005.

- Prochnow AG. et al . O conflito como realidade e desafio cultural no exercício da gerência do enfermeiro. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 41, n.4, Dec. 2007.

- Andrade ROB, Alyrio, RD, Macedo, MAS. Princípios de negociação: ferramentas e gestão. São Paulo: Atlas; 2004.

- Mallory GA. Believe it or not: conflict can be healthy once you understand it and learn to manage it. Nursing81, New York, p. 97- 102, Junho 1997.

- Falk ML. A competência gerencial nos conflitos interpessoais. Disponivel em: . Acesso em 20 de abril de 2012.

- Brandt MA. How to make conflict work for you. Nursing management, Chicago, v. 32, n.11, p.32-35, Nov. 2001.

- Bocatto SBG. Como gerenciar um grupo em conflito. In: Malagutti W, Caetano KC. Gestão do serviço de enfermagem no mundo globalizado. Rio de Janeiro: Rubio; 2009. p. 85-100.

- Spagnol CA, L’Abbate S. Conflito Organizacional: Considerações teóricas para subsidiar o gerenciamento em enfermagem. Cienc Cuid Saude 2010 Out/Dez; 9(4):822-827

- Spagnol CA. A trama de conflitos vivenciada pela equipe de enfermagem no contexto da instituição hospitalar: como explicitar seus “nós”?. 2006. [Tese]. Campinas (SP): Universidade Estadual de Campinas; 2006.




DOI: https://doi.org/10.18554/

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/