GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE LEITURA EM LE: NA TEORIA, EM GERAL

Autores

  • Alessandra Baldo

DOI:

https://doi.org/10.18554/ri.v3i01.101

Resumo

Desde a publicação dos PCNs há mais de uma década, abordagens sociointeracionistas de ensino-aprendizagem de língua materna e estrangeira, com a indissociável ênfase na concepção de ensino via gêneros textuais, têm recebido cada vez mais destaque, como atestam o crescente número de publicações e de eventos organizados a partir dessas propostas. Ainda que alguns estudos já tenham mostrado o descompasso entre os parâmetros elaborados pelo Ministério da Educação e a prática de sala de aula de professores (Bonini, 2001; Biasi-Rodrigues, 2002; Antunes, 2002; Baldo, 2005; Silva, 2007),  pouco tem sido dito sobre o graduando em Licenciatura em Letras. Este artigo representa uma tentativa de contribuir nesse sentido, ao buscar avaliar em que medida este licenciando utiliza o conhecimento teórico-metodológico adquirido ao longo de seu curso nas disciplinas de estágio, momento em que a preparação de materiais didáticos é realizada com vistas à prática docente.  Essa avaliação é realizada a partir de quatro amostras de atividades elaboradas por alunos matriculados na disciplina de Estágio de Língua Inglesa - Ensino Médio no ano de 2010, sob minha supervisão. A dificuldade de transposição didática verificada nessas atividades reflete uma situação comum também a outros graduandos, e teve como consequência uma reflexão sobre essa realidade, apresentada ao longo deste trabalho.


Downloads