CALVINO E DRUMMOND: UM OLHAR SOBRE AS CIDADES

Autores

  • Danielle de Almeida Menezes

DOI:

https://doi.org/10.18554/ri.v3i2.107

Resumo

A partir de uma leitura comparativa das obras As Cidades Invisíveis, de Ítalo Calvino, e do poema "Edifício Esplendor", de Carlos Drummond de Andrade, este artigo objetiva problematizar a situação do homem moderno em meio à transformação e crescimento desenfreado dos centros urbanos. Apesar de tal crescimento variar, visto que os contextos possuem características que lhes são peculiares, faz-se possível perceber a existência de aspectos semelhantes durante o processo, os quais independem dos espaços urbanos em si. Drummond e Calvino fazem o que Bueno (2002, p.233) classifica como "exame atento e cuidadoso, irônico e amoroso, racional e sensível, da condição humana vivida no contexto da cidade e da metrópole capitalista e contemporânea". Os escritores conseguem lançar um olhar distanciado sobre realidade, como se dela não fizessem parte. Este distanciamento torna-se essencial para que sejam capazes de perceber detalhes discretos da vida moderna no século XX.


Downloads