Do grotesco: etimologia e conceituação estética.

Fernanda Lima

Resumo


Resumo: O presente artigo objetiva depreender a estrutura da estética grotesca, abordando-a sob uma dupla perspectiva: uma perspectiva genealógica, que dará conta dos fatores linguísticos e extralinguísticos que determinaram a primeira conceituação do grotesco, num momento histórico preciso, e uma perspectiva que compreenderá a trajetória do conceito, sua gradativa expansão no campo artístico, destacando as diferentes significações que lhe foram atribuídas ao longo dos séculos, até a sua configuração como um vasto e complexo domínio conceitual. Entretanto, deve-se ressaltar que neste trabalho, a análise da expansão conceitual do grotesco limita-se ao espaço de tempo que abrange a época do surgimento do conceito até o advento do romantismo francês. As épocas de efervescência ou latência do conceito serão assinaladas, assim como seus diferentes percursos, em vários países, apontando também as circunstâncias que conduziram à sua cisão em duas noções distintas: uma trágica e outra cômica.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/ri.v9i1.1539

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 ISSN 1981-0601

 Qualis B2 (LINGUíSTICA E LITERATURA/ Quadriênio 2013-2016)