ANÁLISE VARIACIONISTA DA AQUISIÇÃO DO /p/ EM CODA SILÁBICA POR APRENDIZES DE INGLÊS COMO LE

Rubens Marques de Lucena, Fernando Cabral Alves

Resumo


Este artigo se propõe a observar as implicações da língua materna (no caso específico, o dialeto falado na cidade de João Pessoa – Paraíba) na aquisição fonológica do inglês como LE, a partir de um fenômeno específico: a coda encerrada pela obstruinte /p/.  O estudo contou com dados de produção de LE obtidos de falantes do dialeto de João Pessoa. Os dados coletados foram estratificados em cinco variáveis independentes (nível de proficiência, tipo de coda, posição da coda, tonicidade e instrução explícita) e, em seguida, submetidos a uma análise estatística pelo software Goldvarb X (SANKOFF, TAGLIAMONTE & SMITH, 2005). Duas variáveis externas foram selecionadas como estatisticamente relevantes: nível de proficiência e instrução fonológica explicita.  Os resultados revelaram semelhança relevante entre os índices de epêntese na LE encontrados na Paraíba e em outros estados, como o Rio Grande do Sul e o Pará.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/ri.v5i2.310

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 ISSN 1981-0601

 Qualis B2 (LINGUíSTICA E LITERATURA/ Quadriênio 2013-2016)