POESIA A QUATRO MÃOS: DUAS JANELAS DE ANA MARTINS MARQUES & MARCOS SISCAR

RODRIGO GARCIA BARBOSA

Resumo


O trabalho busca identificar e analisar alguns dos elementos característicos do livro duas janelas, publicação conjunta dos poetas Ana Martins Marques e Marcos Siscar, considerando a “experiência de escrita” que os autores procuram registrar na obra, observando aspectos como a relação com a palavra alheia, a condições dos sujeitos poéticos, a volubilidade dos poemas submetidos ao trânsito imposto pela concepção do livro. O trabalho também busca situar duas janelas no contexto da poesia brasileira contemporânea, a partir de questões como a “crise da poesia”, elaborada por Siscar, a impessoalidade da linguagem e a inaptabilidade ao tempo. Para tanto, ele se apoia em leituras de Georges Didi-Huberman, Giorgio Agamben e Roland Barthes, entre outros.

Texto completo:

p.34-55


DOI: https://doi.org/10.18554/ri.v11i2.3436

Apontamentos

  • Não há apontamentos.