O DISCURSO INSTITUCIONAL LEGAL DO ENSINO RELIGIOSO E OS ATRAVESSAMENTOS DISCURSIVOS

Irma Beatriz Araújo Kappel

Resumo


Este estudo fundamenta-se na base teórica da Análise do Discurso de vertente
francesa ao buscar as noções de interdiscurso, polifonia e paráfrase, e, acerca dos
aspectos legal e doutrinário, em uma base complementar em Reale (1995), para
empreender uma reflexão acerca dos fatores sócio-histórico e ideológicos que
constituem os sentidos do Discurso Institucional Legal no que se refere ao Ensino
Religioso. Para isso, efetuamos o cotejo entre os artigos das Constituições Federais e
leis que os regulamentaram ou silenciaram, a partir da hipótese de que, antes da
elaboração final do texto jurídico, há um jogo político para o seu estabelecimento.  A
análise procurou demonstrar que o Discurso Institucional Legal se inscreve em
formações discursivas e ideológicas conflitantes, sobrepondo o dizer dos dominantes
na elaboração conceitual e teórica que serve para instrumentalizar instituições e
grupos privilegiados. Conhecer parte do discurso institucional legal que normatiza um
aspecto da educação, possibilitar-nos-á compreender um pouco mais a sociedade em
que vivemos, da mesma forma que, ao analisar a sociedade, poderemos entender os
discursos que nela são produzidos.

Palavras-chave: Interdiscurso; Ensino Religioso; Polifonia e Silêncio.



Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/ri.v1i01.67

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 ISSN 1981-0601

 Qualis B2 (LINGUíSTICA E LITERATURA/ Quadriênio 2013-2016)