DO LOGOS AO MITO: A UNIVERSALIZAÇÃO POÉTICA DO REGIONALISMO EM TRÊS “ESTÓRIAS” DE JOÃO GUIMARÃES ROSA

Autores

  • Manoel Francisco Guaranha

DOI:

https://doi.org/10.18554/ri.v6i2.923

Resumo

 Este trabalho analisa três narrativas de João Guimarães Rosa pertencentes à obra Primeiras Estórias: “O Cavalo que bebia cerveja”, “Sorôco, sua mãe e sua filha” e “A Terceira margem do rio”. Os textos são analisados sob a perspectiva do conceito de literariedade e da visão do fenômeno literário centrado numa compreensão do estilo como um modo de unir a palavra ao pensamento; o estudo destaca Guimarães Rosa, como um autor que procura, por meio do uso especial da linguagem, a universalização do regionalismo.  

 

Biografia do Autor

Manoel Francisco Guaranha

Professor da Universidade Cruzeiro do Sul – UNICSUL, São Paulo, São Paulo, Brasil e da Faculdade de Tecnologia – FATEC, São Paulo, São Paulo, Brasil; m-guaranha@uol.com.br.

Downloads

Edição

Seção

ARTIGOS