NÃO É CHATO APRENDER! CONTRIBUIÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL NO AMBIENTE ESCOLAR: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Kátia Ariana Borges, Danielle Ferreira Mazetto, Larissa Silva Alves, Mariana Fernanda Braga, Beatriz Lopes Pachelli

Resumo


A dificuldade de aprendizagem influência diretamente na motivação interesse e atençãodespendida pela criança em sala de aula e o brincar é uma ferramenta importante paraconectar a criança à aprendizagem. Este estudo tem como objetivo apresentar umaexperiência vivenciada durante o Estágio Supervisionado I do Curso de Terapia Ocupacionalde uma universidade pública, realizado no 2º semestre de 2013, com a finalidade de expor osresultados obtidos com a intervenção. O trabalho se caracteriza como estudo de caso denatureza qualitativa. Houve significativo envolvimento e interesse das crianças com asatividades desenvolvidas através de brincadeiras, bem como melhor desempenho naresolução das mesmas. O brincar possibilita o meio pelo qual se estabelece o elo da criançacom a aprendizagem significativa.

Descritores: Criança; Terapia ocupacional; Jogos e brinquedos.


Referências





DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v3i3.1098

Apontamentos

  • Não há apontamentos.