Vulnerabilidade social e autocuidado relacionado à prevenção do câncer de mama e de colo uterino

Joquebede Cristina Luchetti, Maria Cristina Traldi, Márcia Regina Campos Costa da Fonseca

Resumo


O objetivo do estudo foi analisar a associação entre vulnerabilidade social e o autocuidado através daanálise da adesão às ações dos programas de prevenção do câncer de mama e de colo uterino em umacomunidade fechada de mulheres. Estudo transversal com corte no período de 2008 e 2014, com amostrade 495 mulheres ≥ 40 anos, moradoras da área de abrangência de uma Unidade de Saúde da Família emmunicípio do sudeste brasileiro. A média anual de Papanicolaou e mamografias e/ou ultrassonografias foide 150,0 e 150,6, entre todas pesquisadas respectivamente. Não houve associação significativa entreadesão aos exames preventivos do câncer de mama e de colo uterino e os dois grupos: semvulnerabilidade social (77,8%) e nesta condição (22,2%). Conclui-se que as ações da Estratégia de Saúdeda Família estão alcançando efetividade em promover a equidade do acesso e facilitar o autocuidado coma saúde dos grupos mais vulneráveis.

Descritores: Vulnerabilidade em saúde; Neoplasias da mama; Neoplasias do colo do útero; Saúde damulher


Referências





DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v4i2.1639

Apontamentos

  • Não há apontamentos.