Identidade de gênero entre adolescentes escolares: abordagens sociais e psicanalíticas

Rodrigo Eurípedes da Silveira, Álvaro da Silva Santos, Araceli Albino

Resumo


Esta pesquisa teve como objetivo identificar as normas e expectativas sociais que permeiam o imaginário do(a) adolescente no tocante à construção de sua identidade de gênero. É um estudo qualitativo realizada com adolescentes de uma escola pública municipal de uma cidade do interior mineiro, que usou como técnica de coleta o grupo focal, e para organização dos dados, a análise de conteúdo temática. Verificou-se 11 categorias entre os (as) adolescentes, das quais sete relativas à identidade positiva e quatro ligadas à identidade negativa. Verificou-se a existência de traços identificatórios constitutivos na formação da sexualidade masculina e feminina, o que indica que estão inseridos dentro de um padrão normativo sexual e social. Uma visão de machismo, possivelmente perpetuado pela família e escola também foi verificado. O papel de cuidadora, de reprodução humana e da busca da beleza a todo custo, se mostrou na fala das meninas. Tais resultados mostram a necessidade de melhor formação aos professores para lidarem com estes conceitos, bem como, a inclusão de ações de educativas com as famílias para a possibilidade de melhores relações entre os gêneros, num grupo em processo de desenvolvimento psicossocial.

Descritores: Identidade de gênero; Adolescente; Saúde escolar.


Referências





DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v4i3.1775

Apontamentos

  • Não há apontamentos.