Tendência temporal da morbidade e mortalidade por neoplasia de mama e fatores de risco em mulheres residentes das capitais da região sudeste do Brasil: 2008-2014

Marco Aurélio Ferreira de Jesus Leite, Carlo José Freire de Oliveira, Hugo Ribeiro Zanetti, César Augusto França Abrahão, Guilherme Morais Puga

Resumo


Este estudo tem como objetivo descrever a taxa de mulheres insuficientemente ativas, excesso de peso, internações e óbitos por neoplasia de mama das capitais da região sudeste do Brasil. Trata-se de pesquisa quantitativa utilizando dados informatizados do Ministério da Saúde, sendo estes os de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico e Banco de Dados do Sistema Único de Saúde com foco nos níveis de atividade física, índice de massa corporal, número de internações e óbitos por neoplasia da mama entre o período de 2008 a 2014. No decorrer dos anos analisados houve maior similaridade nas alterações do percentual de mulheres com excesso de peso e do número de internações por neoplasia da mama em todas as capitais do sudeste. Contudo o sobrepeso é um dos principais fatores de risco para morbidades da neoplasia mamaria em mulheres residentes da região sudeste do Brasil.

Descritores: Neoplasias da mama; Obesidade; Estilo de vida sedentário; Saúde pública.


Referências





DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v4i3.1777

Apontamentos

  • Não há apontamentos.