Osteomielite grave por Proteus mirabilis e Escherichia coli na Doença Falciforme: Relato de Caso

Nathália Borges de Melo, Valéria Cardoso Alves Cunali, Jussara Silva Lima, Kellen Cristina Kamimura Barbosa Silva, Valquiria Cardoso Alves, Vanessa de Paula Tiago

Resumo


Este é um estudo do caso de um lactente de um ano e seis meses portador de doença falciforme com internação prolongada para o tratamento de osteomielite em diversos ossos de membros superiores e inferiores no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM). O caso foi relatado baseado na análise retrógrada de prontuário médico. O paciente descrito realiza acompanhamento no Serviço de Hematologia Pediátrica do Hemocentro Regional de Uberaba – Fundação Hemominas. Os achados são compatíveis com os encontrados na literatura e evidenciam que o diagnóstico precoce e a terapêutica oportuna colaboram para a redução das sequelas da osteomielite.


Palavras-chave


Anemia falciforme; Lactente; Osteomielite

Referências


Cançado RD, Jesus JA. A doença falciforme no Brasil. Rev Bras Hematol Hemoter. 2007; 29(3):204-6.

Brunetta DM, Clé DV, TM, Roriz-Filho JS, Moriguti JC. Manejo das complicações agudas da doença falciforme. Medicina (Ribeiräo Preto) [Internet]. 2010 [citado em 20 nov 2016]; 43(3):231-7. Disponível em: http://revista.fmrp.usp.br/2010/vol43n3/Simp2_Manejo%20das%20complica%E7%F5es%20agudas%20da%20doen%E7a%20falciforme.pdf.

Di Nuzzo DVP, Fonseca SF. Anemia falciforme e infecções. J Pediatr. 2004; 80(5):347-54.

Silva Junior GB, Daher, Francesco E, Rocha FAC. Osteoarticular involvement in sickle cell disease. Rev Bras Hematol Hemoter. 2012; 34(2):156-64.

Almeida A, Roberts I. Bone involvement in sickle cell disease. Br J Haematol. 2005; 129:482-90.




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v5i3.1839

Apontamentos

  • Não há apontamentos.