Com a palavra as mães: uma compreensão da forma e do significado da ocupação de cuidar de recém nascidos pré-termos no método canguru

Rafaela Freires do Carmo, Victor Augusto Cavaleiro Corrêa

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi compreender a forma e o significado da ocupação de mães de recém-nascidos que se encontravam na segunda etapa do Método Canguru. O estudo consistiu em uma pesquisa qualitativa de caráter exploratório e descritivo. Foi desenvolvida em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal Canguru de um Hospital público de referência na assistência materno infantil na Região Norte do Brasil. Participaram da pesquisa dez mães de recém-nascidos que se encontravam na segunda etapa do Método Canguru, sendo aplicada uma entrevista semiestruturada e a análise de conteúdo temática como estratégia de tratar os dados. Os resultados foram agrupados em duas categorias: 1) Sobre a forma ocupacional: como se apresentam as Atividades da Vida Diária (AVD’S) de mães em uma enfermaria Canguru; 2) Sobre o significado ocupacional de cuidar de recém-nascidos pré termos em uma enfermaria Canguru.A pesquisa possibilitou compreender os medos, as dúvidas, as expectativas, os desejos referentes à ocupação de cuidar, revelando como se apresentam os fazeres diários nestas condições. Possibilitou a compreensão da forma e do significado ocupacional de ser mãe de crianças prematuras e que se encontravam em uma enfermaria Canguru.


Palavras-chave


Mães; Método Canguru; Terapia Ocupacional

Referências


Volpini M, Brandão MB, Pereira LÁR, Mancini MC, Assis MG. Mobilidade sobre rodas: a percepção de pais de crianças com paralisia cerebral. Cad Ter Ocup UFSCar. 2013; 21(3): 471-8. http://dx.doi.org/10.4322/cto.2013.049

Galvão BAP, Veloso MP, Freita LPC, Magalhães LC. Perspectiva dos pais sobre as consequências funcionais do Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC): revisão da literatura. Cad Ter Ocup UFSCar. 2014; 22(1):187-93. http://dx.doi.org/10.4322/cto.2014.020

Silva CCB, Ramos LZ. Reações dos familiares frente à descoberta da deficiência dos filhos. Cad Ter Ocup UFSCar. 2014; 22(1): 15-23. http://dx.doi.org/10.4322/cto.2014.003.

Rodrigues SM, Aoki M, Oliver FC. Diagnóstico situacional de pessoas com deficiência acompanhadas em terapia ocupacional em uma unidade básica de saúde. Cad Ter Ocup UFSCar. [Internet]. 2015 [citado em 23 jan 2016]; 23(4):781-94. Disponível em: http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/1352. Doi: http://dx.doi.org/10.4322/0104-4931.ctoAO0713.

Garcia NBC, Magalhães LC, Santos JLF. Coordenação fina e escrita de crianças de 6 a 9 anos. Rev Ter Ocup. [Internet]. 2015 [citado em 23 jan 2016]; 26(2):166-75. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rto/article/view/90029/101711. Doi: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i2p166-175.

Souza AB, Assis SM, Rezende lk, Cymrot. Caracterização do desempenho funcional de indivíduos com síndrome de Down. Rev Ter Ocup. [Internet]. 2015 [citado em 23 jan 2016]; 26(1):102-8. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rto/article/viewFile/62266/96383. Doi: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i1p102-108

Kramec K, Nascimento GCC. A orientação à família de pessoas com deficiência. Rev Ter Ocup. [Internet]. 2015 [citado em 23 jan 2016]; 26(1):128-35. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rto/article/viewFile/84459/96385. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v26i1p128-135.

Burnagui JG, Rosa MP, Nascimento GCC. Autonomia e independência: percepção de adolescentes com deficiência visual e de seus cuidadores. Rev Ter Ocup. [Internet]. 2016 [citado em 23 jan 2016]; 27(1):21-8. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rto/article/view/104407/114556. Doi: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v27i1p21-28.

Toma TS. Método mãe canguru: o papel dos serviços de saúde e das redes familiares no sucesso do programa. Cad Saúde Pública [Internet]. 2003 [citado em 03 nov 2015]; 19 (Sup.2):S233-S42. Disponível em http://www.ibfan.org.br/documentos/outras/MMCttoma2003.pdf.

Venancio SLAH. Método mãe canguru: aplicação no Brasil, evidências científicas e impacto sobre o aleitamento materno. J Pediatr. [Internet]. 2004 [citado em 29 set 2015]; 80(5 Supl.):S173-S180. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jped/v80n5s0/v80n5s0a09.

Costa R, Monticelli M. Método mãe-canguru. Acta Paul Enferm. 2005; 18(4):427-33.

Ministério da Saúde (Br). Atenção humanizada ao recém-nascido de baixo peso: método canguru [Internet]. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2014 [citado em 02 dez 2015]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_humanizada_recem_nascido_canguru_1ed.pd.

Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará. A Santa Casa [Internet]. Belém, PA: Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará; 2014 [citado em 29 set 2015]. Disponível em: http://www.santacasa.pa.gov.br/?q=node/50.

Riego SSD. Terapia ocupacional: del siglo XIX al XXI: historia y concepto de ocupación. Rehabilitación (Madrid). 2005; 39:179-84.

Clark F, Lawlor MC, A elaboração e o significado da ciência ocupacional. In: Crepeau EB, Cohn ES, Schell BAB. Terapia ocupacional. 10ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2011. p. 2-14.

Dickie V. O que é ocupação? In: Crepeau, EB, Cohn ES, Schell BAB. Terapia ocupacional. 10ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2011. p. 15-21.

Marcelino JFQ. A diferença no cenário familiar, a inclusão escolar e a terapia ocupacional. Cad Ter Ocup UFSCar. [Internet]. 2013 [citado em 23 jan 2016]; 21(1):187-93. Disponível em: http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/744/429. Doi: http://dx.doi.org/10.4322/cto.2013.023.

Baleotti LR, Omote S. A concepção de deficiência em discussão: ponto de vista de docentes de terapia ocupacional. Cad Ter Ocup UFSCar. [Internet] 2014 [citado em 23 jan 2016]; 22(1):71-8. Disponível em: http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/586/489. DOI: http://dx.doi.org/10.4322/cto.2014.008.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo. Hucitec; 2013.

Bardin L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2011. 229p.

Rowles GD. O significado do lugar. In: Crepeau EB, Cohn ES, Schell BAB. Terapia ocupacional. 10ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2011. p. 81-90.

Oliveira AKC, Matsukura TS. Estresse e apoio social em cuidadores de crianças com paralisia cerebral. Cad Ter Ocup UFSCar. [Internet]. 2013 [citado em 23 jan 2016]; 21(3):493-503. Disponível em: http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/909/461. Doi: http://dx.doi.org/10.4322/cto.2013.051.

Sassa AH, Marcon SS. Avaliação de famílias de bebês nascidos com muito baixo peso durante o cuidado domiciliar. Texto & Contexto Enferm. [Internet]. 2013 [citado em 03 nov 2013]; 22(2):442-51. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v22n2/v22n2a21.pdf

Rosa R, Martins FE, Gasperi, BL, Monticelli M, Siebert ERC, Martins NM. Mãe e filho: os primeiros laços de aproximação. Esc Anna Nery Rev Enferm. [Internet]. 2010 [citado em 23 jan 2016]; 14(1):105-12. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v14n1/v14n1a16.pdf. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-81452010000100016




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v6i1.2140

Apontamentos

  • Não há apontamentos.