Utilização de recursos audiovisuais no processo ensino-aprendizagem em terapia ocupacional na saúde e no trabalho

Heloísa Cristina Figueiredo Frizzo, Rhaiane Aparecida Lopes Souza, Jonathan Benedito Bezerra, José Henrique da Silva Cunha

Resumo


Este é um relato de experiência que tem como objetivo ilustrar o processo de ensino-aprendizagem em Terapia Ocupacional na Saúde e no Trabalho a partir da produção de recursos audiovisuais que retratam a complexidade das relações entre processo de trabalho, saúde e doença. O total de produções audiovisuais geradas durante o período coberto por este estudo (2007-2011) foi de 36 análises de situação de trabalho nas áreas de indústria, comércio, prestação de serviço e trabalho informal que são marcadas pela divisão de tarefas e alienação do trabalhador. Este estudo foi uma estratégia de ensino aprendizagem que possibilitou a compreensão da atuação terapêutica ocupacional na saúde do trabalhador de forma crítica e reflexiva em prol da promoção e vigilância em saúde desse indivíduo.


Palavras-chave


Terapia ocupacional; Saúde do trabalhador; Ensino; Recursos audiovisuais

Referências


Antunes R, Praun L. A sociedade dos adoecimentos no trabalho. Serv Soc Soc. [Internet]. 2015 [citado em: 23 maio 2017]; 1(123):407-27. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0101-6628.030

Rocha LF, Simonelli AP. A utilização da análise ergonômica do trabalho como ferramenta do terapeuta ocupacional no estudo da atividade de trabalho de cabeleireiros. Cad Ter Ocup UFSCar. [Internet]. 2012 [citado em: 23 maio 2017]; 20(3):413-24. doi: http://dx.doi.org/10.4322/cto.2012.041

Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Resolução nº459, de 20 de novembro de 2015. Dispõe sobre as competências do terapeuta ocupacional na saúde do trabalhador, atuando em programas de estratégicas inclusivas, de prevenção, proteção e recuperação da saúde [Internet]. D.O.U., Brasília, DF, 09 dez 2015 [citado em: 20 maio 2017]. Disponível em: https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=3220

Silva FMN, Vendrúsculo-Fangel LM, Rodrigues DS. A terapia ocupacional e a saúde do trabalhador: panorama de produção bibliográfica. Cad Ter Ocup UFSCar. [Internet]. 2016 [citado em: 28 mar 2017]; 24(2):351-61. doi: http://dx.doi.org/10.4322/0104-4931.ctoAR0604

Nunes CMP. Saúde do trabalhador e ergonomia. In: Cavalcanti A, Galvão C. Terapia ocupacional: fundamentação & prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2011. p.278-289.

Souza SO, Chiapetti RJN. O trabalho de campo como estratégia no ensino em geografia. Rev Ens Geogr. [Internet]. 2012 [citado em: 23 maio 2017]; 3(4):3-22. Disponível em: http://www.revistaensinogeografia.ig.ufu.br/N.4/Art1v3n4.pdf

Neves KFTV. Os trabalhos de campo no ensino de geografia: reflexões sobre a prática docente na educação básica. Ilhéus: UESC; 2015.

Lobo ASM, Maia LCG. O uso das TICs como ferramenta de ensino-aprendizagem no ensino superior. Cad Geogr. [Internet]. 2015 [citado em: 18 jun 2017]; 25(44):16-26. doi: http://dx.doi.org/10.5752/P.2318-2962.2015v25n44p16

Freitas ACO. Utilização de recursos visuais e audiovisuais como estratégia no ensino da Biologia. [trabalho de conclusão de curso]. Beberibe: Universidade Estadual do Ceará, Centro de Ciências da Saúde, Curso de Ciências Biológicas a Distância; 2013.

Gil AC. Como elaborar projetos de pesquisa. 6ed. São Paulo: Atlas; 2017.

Giongo CR, Monteiro JK, Sobrosa GMR. Psicodinâmica do trabalho no Brasil: revisão sistemática da literatura. Temas Psicol. [Internet]. 2015 [citado em: 18 jun 2017]; 23(4): 803-14. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-389X2015000400002

Abrahão J, Sznelwar L, Silvino A, Samet M, Pinho D. Introdução à ergonomia: da prática à teoria. Rio de Janeiro: Blucher; 2009.

Balsano MA, Simonelli AP. Caracterização dos tipos de acidentes de trabalho do Ambulatório de Terapia Ocupacional do Hospital do Trabalhador de Curitiba, PR. Cad Ter Ocup UFSCar. [Internet]. 2015 [citado em: 23 maio 2017]; 23(1):53-61. doi: https://doi.org/10.4322/0104-4931.ctoAO443

Silva EC, Camarotto JA. Contribuições da análise da atividade do trabalho no processo de retorno do trabalhador afastado por LER/DORT. Rev Ter Ocup. [Internet]. 2016 [citado em: 28 mar 2017]; 27(2):131-7. doi: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v27i2p131-137

Freitas AF, Freitas AF. Representações sociais do trabalho artesanal: estudo de caso de uma associação de artesãos em Viçosa, Minas Gerais – Brasil. Serv Soc Rev. [Internet]. 2010 [citado em: 23 maio 2017]; 13(1):43-66. doi: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2010v13n1p43




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v6i0.2158

Apontamentos

  • Não há apontamentos.