A educação em saúde no contexto da atenção primária em saúde

Rosane Aparecida de Sousa Martins, Cristiane Andion de Souza

Resumo


Este estudo objetivou identificar a concepção de educação em saúde bem como a compreensão dos gerentes e coordenadores do Centro de Educação em Saúde acerca de seus papéis na efetivação das atividades e práticas, no município de Uberaba/MG. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada a partir de entrevistas semiestruturadas e análise de conteúdo temática. Participaram oito gerentes dos serviços de atenção primária à saúde. A partir da investigação se pode afirmar que prevalece entre os gerentes das unidades de saúde uma visão reducionista e equivocada sobre o significado e as perspectivas de práticas de educação em saúde, contribuindo para a reprodução de práticas tradicionais de educação em saúde no contexto das Unidades Básicas de Saúde.


Palavras-chave


Política de saúde; Educação em saúde; Participação social

Referências


Brasil. Lei n. 8080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providencias. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília (DF); 1990 set 20; Seção 1:18055-9. [Acesso em 10/11/2016]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L8080.htm.

Couto IRR, Marins DS, Espirito Santo FH, Neves OS. Saber e prática: a educação em saúde como elo facilitador no processo de cuidar. Rev pesq cuid fundam (online). 2013; 5(1):3485-92. [acesso em: 22/10/2016]. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/1422/pdf_708

Jacobina RR, Souza IPMA. Educação em saúde e suas versões na história brasileira. Rev Baiana de Saúde Públ. 2009; 33(4):618-27. [Acesso em 10/11/2016] Disponível em: http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/

Ministério da Saúde (Br). Fundação Nacional de Saúde (FUNASA). Diretrizes de educação em saúde visando à promoção da saúde: documento base - documento I. Brasília (DF). 2007. [Acesso em 09/11/2016] Disponível em: http://www.funasa.gov.br/site/wp-content/files_mf/dir_ed_sau.pdf .

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. Resolução n. 466, de 12 de dezembro de 2012. Brasília (DF). [Acesso em 10/11/2016]. http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html.

Ministério da Saúde (Br). Política Nacional de Atenção Básica. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Brasília (DF); 2012. [Acesso em 12/11/2016]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_atencao_basica_2006.pdf

Colomé JS, Oliveira DLLC. Educação em saúde: por quem e para quem? A visão de estudantes de graduação em enfermagem. Texto Contexto Enferm [online]. 2012; 21(1): 177-84. [Acesso em 10 de outubro de 2015]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v21n1/a20v21n1.pdf

Salci MA, Maceno P, Rozza SG, Silva DMGV, Boehs AE, Heidemann ITSB. Educação em saúde e suas perspectivas teóricas: algumas reflexões. Texto Contexto Enferm [online]. 2013; 22(1):224-30. [Acesso em: 24 set. 2016.] Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072013000100027&script=sci_abstract&tlng=pt

Minayo MCS. O Desafio do Conhecimento: Pesquisa Qualitativa em Saúde. 11. ed. São Paulo: Hucitec, 2014.

Falkenberg MB, Mendes TPL, Moraes EP, Souza EM. Educação em saúde e educação na saúde: conceitos e implicações para a saúde coletiva. Ciênc saúde coletiva [Internet]. 2014 [cited 2017 Apr 24]; 19(3):847-52. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232014000300847&lng=en.

Santos AS, Mendonça FTNF, Silva DD, Souza MC, Pacífico LL, Paiva MHP. Atualização de profissionais para a prática de educação em saúde com grupos de idosos. REFACS (online) 2015; 3(2):113-21 [Acesso em 20 out. 2016]. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/refacs/article/view/1089/959

Moraes MCL. Promoção da saúde: visitando conceitos e ideias. REFACS (online) 2017; 5(1): 75-79. [Acesso em 20 de fev. de 2017]. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/refacs/article/view/1917/1936

Pinafo E, Nunes EFPA, González AD, Garanhani. Relações entre concepções e práticas de educação em saúde na visão de uma equipe de saúde da família. Trab Educ Saúde. 2011; 9(2):201-21. [Acesso em 15 de nov. de 2016]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-77462011000200003

Penna CMM, Alves M, Brito MJM, Abreu T, Soares CE. O trabalho do gerente no cotidiano das Unidades Basicas de Saúde. REME - Rev Min Enferm. 2004; 8(4):455-63. [Acesso em 11 de out. de 2015]. Disponível em http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/705

Oliveira SRG; Wendhausen ALP. (Re)significando a educação em saúde: dificuldades e possibilidades da Estratégia Saúde da Família. Trab educ saúde. 2014; 12(1):129-47. [Acesso em 20 de set 2016]. Disponível em: .

Franco TAV, Silva JLL, Daher DV. Educação em saúde e a pedagogia dialógica: uma reflexão sobre grupos educativos na atenção básica. Informe-se em promoção da saúde 2011; 7(2):19-22. [Acesso em 25 de out. de 2015]. Disponível em: http://www.uff.br/promocaodasaude/grpos%20ed.pdf

Lorenzetti J, Manzoni GMM, Assuiti LFC, Pires DEP, Ramos FRS. Gestão em saúde no Brasil: diálogo com gestores públicos e privados. Texto Contexto Enferm. 2014; 23(2):417-25. [Acesso em 22 de out. de 2015]. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v23n2/pt_0104-0707-tce-23-02-00417.pdf

Silva YC, Roquete FF. Competências do gestor em serviços de saúde: análise da produção científica, no período de 2001 a 2011. RAS. 2013; 15(58):2-12 [Acesso em 21 de out. de 2015]. Disponível em http://cqh.org.br/portal/pag/secao.php?p_nsecao=106

Coelho ES, Cortez DCM, Rodrigues CN, Noronha FMF, Santiago LCP. Perfil dos gestores de Unidades Básicas de Saúde em São Luis-MA. Rev Invest Bioméd. 2015; 7(1)43-52. [Acesso em 9 de out. de 2016]. Disponível em: http://www.ceuma.br/revistaeletronica/index.php/RIB/article/view/160/89

Uberaba. Prefeitura Municipal de Uberaba. Plano Municipal de Saúde 2014-2017. Uberaba (MG). 2014.

Garcia CA, Meneguci J, Bastos MAR. Ações de educação permanente na saúde pública brasileira: uma revisão Integrativa. REFACS (online) 2015; 3(3):194-205. [Acesso em 11/11/2016]. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/refacs/article/view/1237/1107




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v5i0.2261

Apontamentos

  • Não há apontamentos.