O trabalho de fisioterapeutas de Núcleos de Apoio à Saúde da Família na assistência ao idoso

Ana Luíza Moreira Pauferro, Fabiane Ribeiro Ferreira, Paula Maria Machado Arantes, Rosana Ferreira Sampaio, Júlia Baldoni

Resumo


Este estudo tem como objetivo investigar o processo de trabalho de fisioterapeutas do NASF de uma regional de saúde da cidade de Belo Horizonte. Trata-se de estudo descritivo, quantitativo, com dados de um questionário autoaplicado, respondido por 10 profissionais entre setembro e outubro de 2015. Os resultados demonstraram conformidade da maior parte das ações com as diretrizes relativas à atenção ao idoso e algumas inconformidades em relação às diretrizes do NASF, o que reforça a necessidade de ajustes na forma de atuação dos NASF, ainda em construção. Com ações que contribuem para redução de incapacidades, o fisioterapeuta atuando junto à equipe multiprofissional contribui para a assistência ao idoso na atenção primária.


Palavras-chave


Atenção primária à saúde; Saúde da família; Assistência integral à saúde; Fisioterapeutas

Referências


Mendes EV. As redes de atenção à saúde. Brasília, DF: Organização Pan-Americana da Saúde; 2011.

Ministério da Saúde (Br). Portaria n2528, de 19 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa [Internet]. Brasília, DF; 2006 [citado em: 18 jul 2018]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html

Ministério da Saúde (Br). Política Nacional de Atençao Básica. Brasília, DF; 2012. v. 1, 110p.

Ministério da Saúde (Br). Departamento de Atenção Básica. Nucleo de Apoio à Saúde da Família: ferramentas para a gestão e para o trabalho cotidiano. Brasília, DF; 2014. v. 1, 118 p. (Cadernos de Atenção Básica; n. 39

Silvestre JA, Costa Neto MM. Abordagem do idoso em programas de saúde da família. Cad Saúde Publica. 2003; 19(3):839-47.

Veras R. Envelhecimento populacional contemporâneo: demandas, desafios e inovações Population aging today: demands, challenges and innovations. Rev Saúde Pública. 2009; 43(33):545-48.

Campos GWS, Domitti AC. Apoio matricial e equipe de referência: uma metodologia para gestão do trabalho interdisciplinar em saúde. Cad Saúde Publica. 2007; 23(2):399-407.

Formiga NFB, Ribeiro KSQS. Inserção do fisioterapeuta na atenção básica: uma analogia entre experiências acadêmicas e a proposta dos núcleos de apoio à saúde da família (NASF). Rev Bras Ciênc Saúde. 2012; 16(2):113-22.

Bispo Júnior JP. Fisioterapia e saúde coletiva: desafios e novas responsabilidades profissionais. Ciênc Saúde Colet. 2010; 15(Suppl1):1627-36.

Aciole GG, Batista LH. Promoção da saúde e prevenção de incapacidades funcionais dos idosos na estratégia de saúde da família : a contribuição da fisioterapia. Saúde Debate. 2013; 37(96):9-10.

Araújo RE. Análise exploratória dos indicadores de resultados dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF): a experiência de Belo Horizonte. [dissertação]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG; 2014. 121p.

Lancman S, Gonçalves RMA, Cordone NG, Barros JO. Estudo do trabalho e do trabalhar no núcleo de apoio à saúde da família. Rev Saúde Pública. 2013; 47(5):968-75.

Anjos KF, Meira SS, Ferraz CEO, Vilela ABA, Boery RNSO, Sena ELS. Perspectivas e desafios do núcleo de apoio à saúde da família quanto às práticas em saúde. Saúde Debate. 2013; 37(99):672-80.

Silva ATC, Aguiar ME, Winck K, Rodrigues KGW, Sato ME, Grisi SJFE, et al. Núcleos de apoio à saúde da família: desafios e potencialidades na visão dos profissionais da atenção primária do município de São Paulo, Brasil. Cad Saúde Pública. 2012; 28(11):2076-84.

Mângia EF, Lancman S. Núcleos de apoio à saúde da família : integralidade e trabalho em equipe multiprofissional [Editorial]. Rev Ter Ocup. 2008;19(2):1.

Macedo MAV, Ximenes-Guimarães JM, Coelho-Sampaio JJ, Pereira-Morais AP, Carneiro C. Análise do processo de trabalho no núcleo de apoio à saúde da família em município do nordeste brasileiro. Rev Gerenc Polít Salud. 2016; 15(30):194-211.

Souza TT, Calvo MCM, Resultados esperados dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família: revisão de literatura. Saúde Soc. 2016. 25(4):976-87.

Campos RTO, Ferrer AL, Gama CAP, Campos GWS, Trapé TL, Dantas DV. Avaliação da qualidade do acesso na atenção primária de uma grande cidade brasileira na perspectiva dos usuarios. Saúde Debate. 2014; 38(Esp):252-64.

Alves MA, Ribeiro FF, Sampaio RF. Potencial de mudança nas práticas de saúde: a percepção de trabalhadores de uma rede de reabilitação em (trans) formação. Fisioter Pesqui. 2016; 23(2):185-92.

Quintana J, Ferreira E, Santos S, Pelzer M, Lopes M, Barros E. A utilização da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde no cuidado aos idosos. Referência. 2014; 4(1):145-52.




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v6i0.3127

Apontamentos

  • Não há apontamentos.