Educação em saúde através dos meios de comunicação: contribuindo para a formação dos estudantes de enfermagem

Isabela Aparecida Gonçalves Prada, Sabrina Karla de Souza Cubas, Divanice Contim, Fernanda Carolina Camargo

Resumo


Este estudo tem como objetivo relatar uma experiência sobre a utilização de mídias (rádio e jornal) para difusão e acesso a informações seguras sobre cuidado em saúde, enquanto estratégia extracurricular na formação de enfermeiros. Teve como arcabouço conceitual metodológico a Literacia em Saúde, processo constituído por: compreensão e avaliação crítica das informações a serem difundidas e empreendimento de informações seguras sobre saúde capazes de apoiar a tomada de decisão. Iniciou-se em 2013 utilizando-se de veículos comunicacionais locais e universitários. Publicações dos textos informativos e dos assuntos reproduzidos na rádio foram definidas pelos acadêmicos. De forma geral, a difusão de informações seguras em saúde tem sido considerada prática potencial à transformação das condições de vida das populações. A utilização de mídias locais contextualiza a linguagem ao público alvo, permitindo maior amplitude de acesso das populações às informações. Sendo esta uma atividade extracurricular, possibilitou-se aos graduandos vivenciarem espaços de tecnologias inovadoras para a promoção da saúde.


Palavras-chave


Educação em saúde; Meios de comunicação; Estudantes de enfermagem

Referências


Medeiros AS, Magalhães R, Pereira JR. Lei de acesso à informação: em busca da transparência e do combate à corrupção. Inf Inf. [Internet]. 2014 [citado em 27 ago 2017]; 19(1):55-75. DOI:10.5433/1981-8920.2014v19n1p55

Presidência da República (Brasil), Secretaria de Comunicação Social. Pesquisa brasileira de mídia 2015: hábitos de consumo de mídia pela população brasileira. Brasília, DF: SECOM; 2014, 156p.

Lisboa SSM. Jornalismo e a credibilidade percebida pelo leitor: independência, imparcialidade, honestidade, objetividade e coerência. [dissertação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2012.112p.

Health in the post-2015 agenda: report of the global thematic consultation on health [Internet]. [S.l.: World Health Organization]; 2013 [citado em 27 ago 2017]. Disponível em: https://www.paho.org/arg/images/gallery/Health%20post-2015%20Apr13.pdf?ua=1

Mendes IAC, Ventura CAA. Protagonismo da enfermagem nas metas da ONU para a saúde dos povos. Rev Latinoam Enferm. [Internet]. 2017 [citado em 27 ago 2017]; 25:e2864. doi: ttp://dx.doi.org/10.1590/1518-8345.0000.2864

Bermejo L. Envejecimiento activo, pedagogia gerontológica y buenas prácticas socioeducativas con personas adultas mayores. Rev Interv Socioeducativa [Internet]. 2012 [citado em 27 ago 2017]; 51:27-44. Disponível em: http://www.raco.cat/index.php/EducacioSocial/article/view/260500/369075

Condeza AR, Bastías G, Valdivia G, Cheix C, Barrios X, Rojas R, et al. Adultos mayores en Chile: descripción de sus necessidades en comunicación en salud preventiva. Cuad Info. [Internet]. 2016 [citado em 27 ago 2017]; (38):85-104. doi: https://doi.org/10.7764/cdi.38.964

Ministério da Educação (Br). Secretaria de Educação Superior. Manual de Orientações básicas – PET. Brasília, DF: Ministério da Educação; 2006.

Sörensen K, Van den Broucke S, Fullam J, Doyle G, Pelikan J, Slonska Z, et al. Health literacy and public health: a systematic review and integration of definitions and models. BMC Public Health [Internet]. 2012 [citado em 27 ago 2017]; 12(1):80. doi: http//dx.doi.org/ 10.1186/1471-2458-12-80

Nutbeam D. The evolving concept of healt literacy. Soc Sci Med. [Internet]. 2008 [citado em jul 2017]; 67(12):2072-8. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0277953608004577?via%3Dihub

Quemelo PRV, Milani D, Bento VF, Vieira ER, Zaia JE. Literacia em saúde: tradução e validação de instrumento para pesquisa em promoção da saúde no Brasil. Cad Saúde Pública [Internet]. 2017 [citado em 27 ago 2017]; 33(2):e00179715. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0102-311x00179715

Nutbeam D. Health literacy as a public goal: a challenge for contemporary health education and communication strategies into the 21st century. Health Promot Int. [Internet]. 2000 [citado em 27 ago 2017]; 15(3):259-67. Disponível em: https://academic.oup.com/heapro/article/15/3/259/551108

Minghelli B. A importância da literacia para a saúde no controle do excesso de peso infanto-juvenil. RBONE. [Internet]. 2012 [citado em 27 ago 2017]; 32(6):96-105. Disponível em: http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/193/255

Luís FSL. Literacia para a saúde e alimentação saudável: os novos produtos e a escolha dos alimentos. [tese]. Lisboa, Pt: Escola Nacional de Saúde Pública; 2010. 277p.

Almeida M. A promoção da saúde nas mídias sociais: uma análise do perfil do Ministério da Saúde no Twitter. [Trabalho de Conclusão de Curso]. Goiânia: Universidade Federal de Goiás; 2012.16p.

Pinto ACS, Scopacasa LF, Bezerra LLAL, Pedrosa JV, Pinheiro PNC. Uso de tecnologias da informação e comunicação na educação em saúde de adolescentes: revisão integrativa. Rev Enferm UFPE online. [Internet]. 2017 [citado em 27 ago 2017]; 11(2):634-44.

doi: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v11i2a11983p634-644-2017

Cruz DI, Daher RR, Dias PWS, Martins VF, Gandolfi PE. O uso das mídias digitais na educação em saúde. Cad FUCAMP. [Internet]. 2011 [citado em 22 set 2017]; 10(13):130-42. Disponível em: http://www.fucamp.edu.br/editora/index.php/cadernos/article/view/215/228.

Silva MJ, Linhares RN, Chagas AM, Santos M. Reflexões sobre a produção acadêmica em mídias, saúde e educação no Brasil. In: 4º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa; 6º Simpósio Internacional de Educação e Comunicação; 5-7 ago 2015; Aracajú, SE. Linhares RN, Costa AP, editores. Atas do 6º Simeduc. [Internet]. [S.l.]: Ludomedia; 2015 [citado em 12 set 2017]. v. 5, p. 99-104. Disponível em: http://www.proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2015/article/view/202




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v7i1.3539

Apontamentos

  • Não há apontamentos.