Atividades em promoção da saúde para um grupo de idosos: relato de experiência

Núbia Galindo Nascimento, Mariana Resende Silva, Lislei Jorge Patrizzi Martins, Isabel Aparecida Porcatti de Walsh, Suraya Gomes Novais Shimano

Resumo


O presente estudo teve por objetivo relatar a experiência de ações de promoção da saúde em idosos por meio da prática de atividade física supervisionada, educação em saúde, interação social, empoderamento e lazer. Realizado entre 2018 a 2019, houve a participação no grupo, 33 idosos comunitários de uma Unidade Básica de Saúde da cidade de Uberaba, MG, Brasil. Os encontros consistiam em aquecimento com alongamentos estáticos e dinâmicos (15’); exercícios de fortalecimento, mobilidade, propriocepção, equilíbrio, coordenação e aeróbico (35’); desaquecimento com alongamentos (10’) e após a atividade física foram realizadas dinâmicas variadas abrangendo ações de educação em saúde, interação social e lazer (10’), e ao término uma oração. Observou-se aumento na assiduidade dos idosos além da manutenção na pressão arterial e a média da Pressão Arterial Sistólica diminuiu 3,52% e a média da Pressão Arterial Diastólica diminuiu 2,38% entre o início e o término do projeto. Foi perceptível e significativa a evolução e desenvolvimento nas variáveis físicas, no senso crítico e na participação efetiva, dinamismo e comunicação do grupo assim como a construção de um vínculo entre os idosos e os residentes. Houve ganho tanto para os residentes em forma de aporte/suporte teórico-prático, quanto para os usuários, que se beneficiaram de atividades físicas, psicológicas, sociais e de bem-estar geral, baseados sempre, nas suas angústias, perdas ou alterações no geral.
O presente estudo teve por objetivo relatar a experiência de ações de promoção da saúde em idosos por meio da prática de atividade física supervisionada, educação em saúde, interação social, empoderamento e lazer. Realizado entre 2018 a 2019, houve a participação no grupo, 33 idosos comunitários de uma Unidade Básica de Saúde da cidade de Uberaba, MG, Brasil. Os encontros consistiam em aquecimento com alongamentos estáticos e dinâmicos (15’); exercícios de fortalecimento, mobilidade, propriocepção, equilíbrio, coordenação e aeróbico (35’); desaquecimento com alongamentos (10’) e após a atividade física foram realizadas dinâmicas variadas abrangendo ações de educação em saúde, interação social e lazer (10’), e ao término uma oração. Observou-se aumento na assiduidade dos idosos além da manutenção na pressão arterial e a média da Pressão Arterial Sistólica diminuiu 3,52% e a média da Pressão Arterial Diastólica diminuiu 2,38% entre o início e o término do projeto. Foi perceptível e significativa a evolução e desenvolvimento nas variáveis físicas, no senso crítico e na participação efetiva, dinamismo e comunicação do grupo assim como a construção de um vínculo entre os idosos e os residentes. Houve ganho tanto para os residentes em forma de aporte/suporte teórico-prático, quanto para os usuários, que se beneficiaram de atividades 

Palavras-chave


Saúde do idoso; Assistência integral à saúde; Promoção da saúde.

Referências


Menezes JNR, Costa MPM, Iwata ACNS, Araújo PM, Oliveira LG, Souza CGD, et al. A visão do idoso sobre o seu processo de envelhecimento. Rev Contexto Saúde [Internet]. 2018 [citado em 10 fev 2019]; 18(35):8-12. DOI: http://dx.doi.org/10.21527/2176-7114.2018.35.8-12

Monteiro ACL, Sarmento WE, Queiroga ND, Machado HCL, Pereira DA, Lima SMF, et al. Envelhecimento populacional: efetivação dos direitos na terceira idade. PUBVET [Internet]. 2018 [citado em 10 fev 2019]; 12(2):1-8. DOI: https://doi.org/10.22256/pubvet.v12n2a29.1-8

Willing MH, Lenardt MH, Caldas CP. Longevity according to life histories of the oldest-old. Rev Bras Enferm [Internet]. 2015 [citado em 10 fev 2019]; 68(4):697-704. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2015680418i

Nóbrega ACL, Freitas EV, Oliveira MAB, Leitão MB, Lazzoli JK, Nahas RM, et al. Posicionamento oficial da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia: atividade física e saúde no idoso. Rev Bras Med Esporte [Internet]. 1999 [citado em 11 fev 2019]; 5(6):207-11. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-86921999000600002

Moura MS, Pedrosa MAC, Costa EL, Bastos Filho PSC, Sayão LB, Sousa TSS. Efeitos de exercícios resistidos, de equilíbrio e alongamentos sobre a mobilidade funcional de idosas com baixa massa óssea. Rev Bras Ativ Fis Saúde [Internet]. 2012 [citado 10 jan 2019]; 17(6):474-84. DOI: https://doi.org/10.12820/rbafs.v.17n6p474-484

Zambaldi PA, Costa TABN, Diniz GCLM, Scalzo PL. Efeito de um treinamento de equilíbrio em um grupo de mulheres idosas da comunidade: estudo piloto de uma abordagem específica, não sistematizada e breve. Acta Fisiatr. [Internet]. 2007 [citado 11 fev 2019]; 14(1):17-24. DOI: https://doi.org/10.5935/0104-7795.20070001

Gomes Júnior FF, Brandão AB, Almeida FJM, Oliveira JGD. Compreensão de idosos sobre os benefícios da atividade física. Rev Bras Ciênc Saúde [Internet]. 2015 [citado em 13 fev 2019]; 19(3):193-8. DOI: https://doi.org/10.4034/RBCS.2015.19.03.04

Ferreira MER, Cardoso GMP, Lima GD, Oliveira ALN. Treinamento resistido na qualidade de vida de idosos. Rev Saúde Meio Ambiente [Internet]. 2019 [citado em 13 fev 2019]; 8(1):52-62. Disponível em: http://seer.ufms.br/index.php/sameamb/article/view/7557/pdf_69

Mendonça FTNF, Santos AS, Buso ALZ, Malaquias BSS. Health education with older adults: action research with primary care professionals. Rev Bras Enferm [Internet]. 2017 [citado em 20 mar 2019]; 70(4):792-9. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0349

Ministério da Saúde (Brasil), Gabinete do Ministro. Portaria nº 2.528, de 19 de outubro de 2006. Aprova a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa – PNSI [Internet]. Brasília, DF, 2006 [citado em 20 mar 2019]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt2528_19_10_2006.html

Maia IMQ, Goya N. Percepções da residência multiprofissional em saúde da família e comunidade. SANARE (Sobral, Online) [Internet]. 2016 [citado em 11 mar 2019]; 15(2):67-77. Disponível em: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/1040/586

Lima Junior BA, Oliveira CAS, Bezerra EL, Santana RP, Cerdeira DQ. Caracterização dos principais exercícios terapêuticos na diminuição de quedas em idosos: revisão Integrativa. Braz J Health Rev. [Internet]. 2019 [citado 11 mar 2019]; 2(4):2365-75. Disponível em: http://www.brjd.com.br/index.php/BJHR/article/view/1740/1668

Assis HRC, Moura SKMSF, Ceriani RB, Bezerra JAX, Rabay AAN. O efeito da hidroginástica sobre a pressão arterial: uma revisão de literatura. Rev Diálogos Saúde [Internet]. 2018 [citado em 28 mar 2019]; 1(1):110-26. Disponível em http://periodicos.iesp.edu.br/index.php/dialogosemsaude/article/view/203/180

Silva JÁ, Araújo LOC, Xavier MCG, Amaral B. Envelhecimento e qualidade de vida: os idosos nos passos da dança de salão. Rev Saúde Fís Mental [Internet]. 2018 [citado em 17 mar 2019]; 6(2):43-57. Disponível em: https://revista.uniabeu.edu.br/index.php/SFM/article/view/3580

Kuchemann AB. Envelhecimento populacional, cuidado e cidadania: velhos dilemas e novos desafios. Soc Estado [Internet]. 2012 [citado 17 mar. 2019]; 27(1):165-80. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-69922012000100010




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v8i3.3719

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.