A enfermeira obstétrica no cuidado ao parto domiciliar planejado: revisão integrativa

Silvana Regina Rossi Kissula Souza, Miriam Cristiane de Jesus Drygla Oliveira, Juliane Dias Aldrighi, Larissa de Oliveira Peripolli, Marilene Loewen Wall

Resumo


O objetivo deste estudo foi identificar na literatura científica as práticas de cuidado realizadas pela enfermeira obstétrica no Parto Domiciliar Planejado. Trata-se de uma revisão integrativa realizada nas bases de dados MEDLINE, LILACS e BDENF considerando o período de 2005 a 2015 e realizado em dezembro de 2015. Foram encontrados 139 artigos, dos quais oito atenderam aos critérios de inclusão, sendo esses selecionados e analisados por meio da análise temática. Os estudos evidenciaram quatro categorias: Humanização do parto; Práticas de Cuidado das Enfermeiras Obstétricas; Responsabilidade Profissional e Desfecho do Parto Domiciliar. O parto domiciliar planejado é uma modalidade de assistência humanizada e as práticas de cuidado realizadas pela enfermeira obstétrica contribuem para um trabalho de parto com desfecho favorável e satisfatório para as parturientes. E, esta profissional deve conhecer e atuar conforme sua legislação para que o cuidado prestado seja seguro e livre de dano à mulher e ao bebê.


Palavras-chave


Parto domiciliar; Parto humanizado; Parto normal; Enfermeiras Obstétricas; Enfermagem Obstétrica

Referências


Sanfelice CFO, Abbud FSF, Pregnolatto OS, Silva MG, Shimo AKK. Do parto institucionalizado ao parto domiciliar. Rev RENE. [Internet]. 2014 [citado em 18 set 2017]; 15(2):362-70. Disponível em: http://www.revistarene.ufc.br/revista/index.php/revista/article/viewFile/1561/pdf

Moura FMJSP, Crizostomo CD, Nery IS, Mendonça RCM, Araújo OD, Rocha SS. A humanização e a assistência de enfermagem ao parto normal. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2007 [citado em 18 set 2017]; 60(4):452-5. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-3371672007000400018

Ministério da Saúde (Br). Humanização do parto e do nascimento. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2014. 465p. (Caderno HumanizaSUS; v.4)

Conselho Federal de Enfermagem (Brasil). Resolução COFEN nº 0516/2016. Normatiza a atuação e a responsabilidade do Enfermeiro, Enfermeiro Obstetra e Obstetriz na assistência às gestantes, parturientes, puérperas e recém-nascidos nos Serviços de Obstetrícia, Centros de Parto Normal e/ou Casas de Parto e outros locais onde ocorra essa assistência; estabelece critérios para registro de títulos de Enfermeiro Obstetra e Obstetriz no âmbito do Sistema COFEN/Conselhos Regionais de Enfermagem, e dá outras providências [Internet]. Brasília, DF: COFEN; 2016 [citado em 08 abr 2017]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-05162016_41989.html

Conselho Federal de Enfermagem (Brasil). Nota oficial nº 001/2012/ASCOM. Brasília, DF: COFEN; 2012.

Silva TF, Costa GAB, Pereira ALF. Cuidados de enfermagem obstétrica no parto normal. Cogitare Enferm. [Internet]. 2011[citado em 18 set 2017]; 16(1):82-7. Disponível em: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/cogitare/article/view/21116/13942

Sanfelice CFO, Shimo AKK. Parto domiciliar: avanço ou retrocesso? Rev Gaúcha Enferm. [Internet]. 2014 [citado em 18 set 2017]; 35(1):157-60. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S198314472014000100157&script=sci_arttext&tlng=pt

Ganong LH. Revisão integrativa na pesquisa de enfermagem. Rev Nursing Health. 1987; 10(1):1-11.

Medeiros RMK, Santos IMM, Silva LR. A escolha pelo parto domiciliar: história de vida de mulheres que vivenciaram esta experiência. Esc Anna Nery Rev Enferm. [Internet]. 2008 [citado em 18 set 2017]; 12(4):765-72. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v12n4/v12n4a22.pdf

Frank TC, Pelloso SM. A percepção dos profissionais sobre a assistência ao parto domiciliar planejado. Rev Gaúcha Enferm. [Internet]. 2013 [citado em 18 set 2017]; 31(1):22-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v34n1/03.pdf

Offerhaus PM, Jonge A, Pal-de-Bruin KM, Hukkelhoven CWPM, Scheepers PLH, Lagro-Janssen ALM. Change in primary midwife-led care in the Netherlands in 2000-2008: a descriptive study of caesarean sections and other interventions among 789,795 low risk births. Midwifery. [Internet]. 2013 [citado em 18 set 2017]; 30(5):560-6. Disponível em: http://www.midwiferyjournal.com/article/S0266-6138(13)00186-1/abstract?cc=y

Garcia SAL, Lippi GUG, Garcia SAL. O parto assistido por enfermeira obstetra: perspectivas e controvérsias. RBPS [Internet]. 2010 [citado em 18 set 2017]; 23(4):380-8. Disponível em: http://www.unifor.br/images/pdfs/rbps/artigo11_2010.4.pdf

Souza RM, Soares LS, Quitete JB. Parto natural domiciliar: um poder da natureza feminina e um desafio para a enfermagem obstétrica. Rev Pesqui Cuid Fundam. [Internet]. 2014 [citado em 18 set 2017]; 6(1):118-31. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/2260/pdf_1100

Winck DR, Bruggemann OM, Monticelli M. A responsabilidade profissional na assistência ao parto: discursos de enfermeiras obstétricas. Esc Anna Nery Rev Enferm. [Internet]. 2012 [citado em 18 set 2017]; 16(2):363-70. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452012000200022&lng=pt&tlng=es

Koettker JG, Brüggemann OM, Dufloth RM, Knobel R, Monticelli M. Resultado de partos domiciliares atendidos por enfermeiras de 2005 a 2009 em Florianópolis, SC. 2012. Rev Saúde Pública. [Internet]. 2012 [citado em 18 set 2017]; 46(4):747-50. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102012000400020&lng=pt

Koettker JG., Bruggemann OM, Dufloth RM. Partos domiciliares planejados assistidos por enfermeiras obstétricas: transferências maternas e neonatais. Rev Esc Enferm USP. [Internet]. 2013 [citado em 18 set 2017]; 47(1):15-21. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342013000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=en

Ministério da Saúde (Br). Portaria nº 1.459, de 24 de junho de 2011. Institui no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS - a Rede Cegonha. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2011.

Feyer ISS, Monticelli M, Boehs, AE, Santos EKA. Rituais de cuidado realizados pelas famílias na preparação para a vivência do parto domiciliar planejado. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2013 [citado em 18 set 2017]; 66(6):879-86. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v66n6/11.pdf

Quitete JB. Atribuindo significados as enfermeiras obstétricas: uma construção social sob a ótica das usuárias na perspectiva do interacionismo simbólico. [Tese]. Rio de Janeiro: Faculdade de Enfermagem, Universidade do Estado do Rio de Janeiro; 2015.

Almeida OSC, Gama ER, Bahiana PM. Humanização do parto: a atuação dos enfermeiros. Rev Enferm Contemp. [Internet]. 2015 [acesso em 18 set 2017]; 4(1):79-90. Disponível em: https://www5.bahiana.edu.br/index.php/enfermagem/article/view/456

Dodou HD, Guerreiro EM, Rodrigues DP, Lago PN, Guedes MVC, Mesquita NS. A contribuição do acompanhante para a humanização do parto e nascimento: percepções de puérperas. Esc Anna Nery Rev Enferm. [Internet]. 2014 [citado em 18 set 2017]; 18(2):262-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v18n2/1414-8145-ean-18-02-0262.pdf

Reis CSC, Souza DOM, Nogueira MFH, Progianti JM, Vargens OMC. Análise de partos acompanhados por enfermeiras obstétricas na perspectiva da humanização do parto e nascimento. Rev Pesqui Cuid Fundam. [Internet]. 2016 [citado em 18 set 2017]; 8(4):4972-9. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3966/pdf_1

Versiani CC, Barbieri M, Gabrielloni MC, Fustinoni SM. Significado de parto humanizado para gestantes. Rev Pesqui Cuid Fundam. [Internet]. 2015 [citado em 18 set 2017]; 7(1):1927-35. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/5057/505750945017.pdf

Feyer ISS, Monticelli M, Volkmer C, Burigo RA. Publicações científicas brasileiras de enfermeiras obstétricas sobre parto domiciliar: revisão sistemática de literatura. Texto & Contexto Enferm. [Internet]. 2013 [citado em 18 set 2017]; 22(1):247-56. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v22n1/pt_30.pdf

Presidência da República (Brasil). Decreto nº 94.406, de 08 de junho de 1987. Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da enfermagem, e dá outras providências [Internet]. Brasília, DF; 1987 [citado em 08 abr 2018]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/decreto-n-9440687_4173.html

Presidência da República (Brasil). Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da enfermagem, e dá outras providências [Internet]. Brasília, DF; 1986 [citado em 08 abr 2018]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/lei-n-749886-de-25-de-junho-de-1986_4161.html

Organização Mundial da Saúde. Maternidade segura. Assistência ao parto normal: um guia prático. Genebra: OMS; 1996. 93p.

Silva MG, Marcelino MC, Rodrigues LSP, Toro RC, Shimo AKK. Violência obstétrica na visão de enfermeiras obstetras. Rev RENE. [Internet]. 2014 [citado em 18 set 2017]; 15(4):720-8. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/rene/article/view/1121/1079

Winck DR., Bruggemann OM. Responsabilidade legal do enfermeiro em obstetrícia. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2010 [citado em 18 set 2017]; 63(3):464-9. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&lng=pt&tlng=pt&pid=S0034-71672010000300019

Conselho Federal de Enfermagem (Brasil). Código de Ética: Resolução COFEN 240/2000. Brasília, DF: COFEN; 2000.

Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras. Assistência por enfermeiras(os) obstétricas(os) e obstetrizes tem respaldo na lei [Internet]. [S.l.]: ABENFO; 25 abr 2016 [citado em 30 maio 2017]. Disponível em: http://abenfo.wix.com/meusite#!Assistencia-por-enfermeirasos-obstetricasos-e-obstetrizes-tem-respaldo-na-lei/c193z/571e731e0cf2dcaa530e7383

Esteves TMB, Daumas RP, Oliveira MIC, Andrade CAF, Leite IC. Fatores associados a amamentação na primeira hora de vida: revisão sistemática. Rev Saúde Pública. [Internet]. 2014 [citado em 18 set 2017]; 48(4):697-708. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rsp/article/view/85720




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v7i3.3758

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.