Vítimas de Violência: atendimento dos profissionais de enfermagem em Atenção Primária

Bruna Aparecida Rodrigues Duarte, Marcelle Aparecida de Barros Junqueira, Carla Denari Giuliani

Resumo


Esta é uma revisão integrativa que teve como objetivo buscar, analisar e cotejar a literatura referente a atenção às mulheres vítimas de violência doméstica no contexto da Atenção Primária à Saúde (APS) com enfoque na percepção dos profissionais de enfermagem. Para a busca utilizou-se os descritores: violência contra a mulher, violência doméstica, atenção primária em saúde, nas bases de dados LILACS, MEDLINE, IBECS, BDENF, Coleciona-SUS e, BVS; entre os anos de 2012-2017, na íntegra, em português e inglês. Foram encontrados 73 artigos e selecionados 14 para este estudo. Verificou-se as seguintes categorias: Serviços da Atenção Primária de Saúde como porta de entrada para o atendimento de mulheres em situação, Falhas na identificação de situação de violência e na rede de apoio de violência e, Percepção da equipe de enfermagem em relação a mulher vítima de violência doméstica. Observou-se que as atividades realizadas na APS possuem grande potencial para atendimento adequado à mulher vítima de violência, porém o bloqueio da equipe de reconhecer essas situações, em conjunto com diversos fatores dificultam o processo. A APS apresenta-se como principal porta de entrada para assistência de qualidade a mulher vítima de forma integralizada e holística, porém demanda capacitação e fortalecimento da equipe.


Palavras-chave


Violência contra a mulher; Violência doméstica; Atenção primária à saúde

Referências


Negrão T. Saúde e violência de gênero. In: Sandenberg CMB, Tavares MS, organizadoras. Violência de gênero contra mulheres. Salvador: EDUFBA; 2016. p. 109-144.

Oliveira EM, Jorge MSB. Violência contra mulher: sofrimento psíquico e adoecimento mental. Rev RENE. [Internet]. 2007 [citado em 18 mar 2018]; 8(2):93-100. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/rene/article/view/5332. DOI: http://dx.doi.org/10.15253/rev%20rene.v8i2.5332

Scott J. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educ & Realid. [Internet]. 1995 [citado em 18 mar 2018]; 20(2):71-99. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/view/71721

Ministério da Saúde (Br), Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Análise de Situação de Saúde. Impacto da Violência na Saúde dos Brasileiros. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2005.

Costa LHR. Estendendo o Fio de Ariadne: sexualidade feminina e a interseção com o cuidado nos discursos de enfermeiras [Tese]. Salvador: Universidade Federal da Bahia/UFBA; 2011.

Ministério da Saúde (Br); Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa. Protocolos de Atenção Básica: saúde das mulheres [Internet]. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2016 [citado em 20 mar 2018]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/protocolos_atencao_basica_saude_mulheres.pdf

Celmer EG. Violência conjugal contra a mulher: refletindo sobre gênero, consenso e conflito na justiça criminal. Ártemis. [Internet]. 2007 [citado em 18 mar 2018]; 6:26-37. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/artemis/article/view/2122

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Integrative review: what is it? How to do it? Einsten. [Internet]. 2010 [citado em 19 mar 2018]; 8(1):102-6. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-45082010000100102 DOI: http://dx.doi.org/10.1590/s1679-45082010rw1134

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão Integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & Contexto Enferm. [Internet]. 2008 [citado em 19 mar 2018]; 17(4): 758-64. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072008000400018 DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072008000400018

Amarijo CL, Gomes VLO, Gomes AMT, Fonseca AD, Silva CD. Representação social de profissionais de enfermagem acerca da violência doméstica contra a mulher: abordagem estrutural. Rev Enferm UERJ. [Internet]. 2017 [citado em 20 mar de 2018]; 25(2). Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/enfermagemuerj/article/view/23648/22019 DOI: http://dx.doi.org/10.12957/reuerj.2017.23648

Moreira TNF, Martins CL, Feuerwerker LCM, Schraiber LB. A construção do cuidado: o atendimento às situações de violência doméstica por equipes de saúde da família. Saúde Soc. [Internet]. 2014 [citado em 20 mar 2018]; 23(3): 814-27. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v23n3/0104-1290-sausoc-23-3-0814.pdf DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902014000300007

Silva SA, Lucena KDT, Deininger LSC, Coelho HFC, Vianna RPT, Anjos UU. Análise da violência doméstica na saúde das mulheres. Rev Bras Crescimento Desenvolv Hum. [Internet]. 2015 [citado em 20 de mar 2018]; 25(2): 182-6. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbcdh/v25n2/pt_08.pdf DOI: http://dx.doi.org/10.7322/JHGD.103009

Krenkel SK, Moré Cloo, Motta CCL. The significant social networks of women who have resided in shelters. Paidéia. [Internet]. 2015 [citado em 20 mar 2018]; 25(60):125-33. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-863X2015000100125

Signorelli MC, Auad D, Pereira PPG. Violência doméstica contra mulheres e a atuação profissional na atenção primária à saúde: um estudo etnográfico em Matinhos. Cad Saúde Pública. [Internet]. 2013 [citado em 19 de mar de 2018]; 29(6): 1230-40. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v29n6/a19v29n6.pdf

Silva EB, Padoin SMM, Vianna LAC. Violência contra a mulher: limites e potencialidades da prática assistencial. Acta Paulista Enferm. [Internet]. 2013 [citado em 20 mar 2018]; 26(6):608-13. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v26n6/16.pdf DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002013000600016.

Presidência da República (Brasil), Secretaria Especial de Atendimentos para as Mulheres. Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. Brasília, DF: Presidência da República; 2005.

Aguiar RS. O cuidado de enfermagem à mulher vítima de violência doméstica. Rev Enferm Cent Oeste Min. [Internet]. 2013 [citado em 20 mar 2018]; 3(2):723-31. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/358 DOI: http://dx.doi.org/10.19175/recom.v0i0.358

Almeida LR, Silva ATM, Machado LS. O objeto, a finalidade e os instrumentos do processo de trabalho em saúde na atenção à violência de gênero em um serviço de atenção básica. Interface (Botucatu, Online). [Internet]. 2014 [citado em 20 mar 2018]; 18(48):47-60. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v18n48/1807-5762-icse-18-48-0047.pdf DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622014.0560

Gomes NP, Erdmann AL, Bettinelli LA, Higashi GDC, Carneiro JB, Diniz NMF. Significado da capacitação profissional para o cuidado da mulher vítima de violência conjugal. Esc Anna Nery Rev Enferm. [Internet]. 2013 [citado em 21 mar 2018]; 17(4):683-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v17n4/1414-8145-ean-17-04-0683.pdf DOI: http://dx.doi.org/10.5935/1414-8145.20130012

Mendonça ET, Souza LV. A violência doméstica contra a mulher como questão de saúde pública. Rev Enferm UFPE on line. [Internet]. 2010 [citado em 21 mar 2018]; 4(2):872-81. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgibin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=BDENF〈=p&nextAction=lnk&exprSearch=20180&indexSearch=ID

Baraldi ACP, Almeida AM, Perdoná GC. Violência contra a mulher na rede de atenção básica: o que os enfermeiros sabem sobre o problema? Rev Bras Saúde Mater Infant. [Internet]. 2012 [citado em 21 mar 2018]; 12(3):307-18. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbsmi/v12n3/a10v12n3.pdf DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292012000300010

Schmidt B, Coelho ESB. Abordagem da violência familiar na Estratégia Saúde da Família: revisão de literatura. Psicol Argum. [Internet]. 2013 [citado em 21 de mar 2018]; 31(74):373-81. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/psicologiaargumento/article/view/19633 DOI: 10.7213/psicol.argum.31.074.DS01

Silva NNFS, Leal SMC, Trentin D, Vargas MAO, Vargas CP, Vieira LB. Atuação dos enfermeiros da atenção básica a mulheres em situação de violência. Enferm Foco. [Internet]. 2017 [citado em 23 mar 2018]; 8(3):70-7. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1290

Osis MJD, Duarte GA, Faundes A. Violência entre usuárias de unidades de saúde: prevalência, perspectiva e conduta de gestores e profissionais. Rev Saúd Púb. [Internet]. 2012 [citado em 21 mar 2018]; 46(2):351-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/2012nahead/3137.pdf




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v7i3.3760

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.