Qualidade de vida e sintomas indicativos de depressão no puerpério

Sarah Gazarra Ferreira da Silva, Paulo César Condeles, Bibiane Dias Miranda Parreira, André Luiz Moreno, Marina Carvalho Paschoini, Mariana Torreglosa Ruiz

Resumo


Estudo quantitativo, de delineamento transversal, realizado em 2017 com 103 puérperas, que teve por objetivo analisar e mensurar a qualidade de vida de puérperas, identificar a prevalência de sinais indicativos de depressão pós-parto e associar escores de qualidade de vida com sintomas depressivos. Aplicou-se instrumentos sobre condições sociodemográficas, de saúde e obstétricas, “Índice de Qualidade de Vida” e o Inventário de Beck para Depressão. O escore de qualidade de vida total obteve média de 24,77. Os domínios com menor e maior escore foram Socioeconômico e, Família. A média de pontos obtida no Inventário de Beck foi de 9,42, porém 82,5% não possuíam sinais indicativos de depressão. Observou-se que presença de sinais indicativos alterou todos os escores de qualidade de vida e seus domínios. As puérperas obtiveram altos escores de qualidade de vida, contudo, sinais indicativos de depressão influenciaram negativamente a qualidade de vida em todos os seus domínios.


Palavras-chave


Período pós-parto; Qualidade de vida; Adaptação psicológica; Depressão pós-parto; Enfermagem obstétrica.

Referências


Organizacion Mundial de la Salud. Promoción de la Salud – Glosario. Genebra: Organización Mundial de la Salud; 1998.

Pereira EF, Teixeira CS, Santos AD. Qualidade de vida: abordagens, conceitos e avaliação. Rev Bras Educ Fís Esp. [Internet]. 2012 [citado em 31 out 2019]; 26(2):241-50. DOI: 10.1590/S1807-55092012000200007

Ministério da Saúde (Brasil), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco [Internet]. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2012 [citado em 02 abr 2020]. (Cadernos de Atenção Básica; n. 32. Série A. Normas e manuais técnicos). Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_atencao_basica_32_prenatal.pdf

Vieira F, Bachion MM, Salge AKM, Munari DB. Diagnósticos de enfermagem da NANDA no período pós-parto imediato e tardio. Esc Anna Nery Rev Enferm. [Internet]. 2010 [citado em 31 out 2019]; 14 (1):83-9. DOI: 10.1590/S1414-81452010000100013

Spindola T, Penna LHG, Lapa AT, Calvacanti ALS, Silva JMR, Santana RSC. Período pós-parto na ótica de mulheres atendidas em um hospital universitário. Enferm Foco [Internet]. 2017 [citado em 31 out 2019]; 8(1):42-6. DOI: 10.21675/2357-707X.2017

Lima-Lara AC, Fernandes RAQ. Quality of life in the mediate puerperium: a quantitative study. Online Braz J Nurs. (Online) [Internet]. 2010 [citado em 31 out 2019]; 9(1). DOI: 10.5935/1676-4285.20102815

Teixeira RC, Mandu ENT, Correa ACP, Marcon SS. Health needs of women in the postpartum. Esc Anna Nery Rev Enferm. [Internet]. 2015 [citado em 31 out 2019]; 19(4):621-8. DOI: 10.5935/1414-8145.20150083

Abuchaim ESV, Caldeira NT, Lucca MMD, Varela M, Silva IA. Depressão pós-parto e autoeficácia materna para amamentar: prevalência e associação. Acta Paul Enferm. [Internet]. 2016 [citado em 31 out 2019]; 29(6):664-70. DOI: 10.1590/1982-0194201600093

Ferreira AH, Godoy PBG, Oliveira NRCD, Diniz RAS, Diniz REAS, Padovani RC, et al. Investigação da ansiedade, depressão, e qualidade de vida em pacientes portadores de osteoartrite de joelho: um estudo comparativo. Rev Bras Reumatol. [Internet]. 2015 [citado em 31 out 2019]; 55(5):434-8. DOI: 10.1016/j.rbr.2015.03.001

Otavianni AC, Betoni LC, Paravini SCI, Say KG, Zazzetta MS, Orlandi FS. Associação entre ansiedade e depressão e qualidade de vida de pacientes renais crônicos em hemodiálise. Texto Contexto Enferm. [Internet]. 2016 [citado em 31 out 2019]; 25(3):1-8. DOI: 10.1590/0104-07072016000650015

World Health Organization. Depression and other comum disorders. Global health estimates. Genebra: World Health Organization; 2017. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/254610/WHO-MSD-MER-2017.2-eng.pdf;jsessionid=FD18DE3CECF6F6A83771F4464856795E?sequence=1

American Psychiatric Association. Diagnostic and statistical manual of mental disorders. DSM-5. 5ed. Whashington, DC: APA; 2013.

Moraes GPA, Lorenzo L, Pontes GAR, Montenegro MC, Cantilino A. Screening and diagnosing postpartum depression: when and how? Trends Psychiatr Psycother. [Internet]. 2017 [citado em 31 out 2019]; 39(1):54-61. DOI: 10.1590/2237-6089-2016-0034

Hartmann JM, Mendoza-Sassi RA, Cesar JA. Depressão entre puérperas: prevalência e fatores associados. Cad Saúde Pública [Internet]. 2017 [citado em 31 out 2019]; 33(9):1-10. DOI: 10.1590/0102-311x00094016

Cantilino A, Zambaldi CF, Sougey EB, Rennó Junior J. Transtornos psiquiátricos no pós-parto. Rev Psiq Clín. [Internet]. 2010 [citado em 31 out 2019]; 37(6):288-94. DOI: 10.1590/S0101-60832010000600006

Morais AODS, Simões VMF, Rodrigues LS, Batista RFL, Lamy ZC, Carvalho CA, et al. Sintomas depressivos e de ansiedade maternos e prejuízos na relação mãe/filho em uma coorte pré-natal: uma abordagem com modelagem de equações estruturais. Cad Saúde Pública [Internet]. 2017 [citado em 31 out 2019]; 33(6):1-16. DOI: 10.1590/0102-311x00032016

Soler DR, Zanon Ponce MA, Soler ZASG, Wysocki AD. Qualidade de vida no puerpério: avaliação no pós-parto imediato, tardio e remoto. Rev Enferm UFPE Online [Internet]. 2015 [citado em 31 out 2019]; 12(9):1093-101. DOI: 10.5935/1414-8145.20150025

Ferrans CE, Powers M. Quality of Life Index [Internet]. Chicago, IL: University of Illinois; [c1984][citado em 31 out 2019]. Disponível em: http://qli.org.uic.edu/index.htm

Ferreira FM, Haas VJ, Pedrosa LAK. Qualidade de vida de adolescentes após a maternidade. Acta Paul Enferm. [Internet]. 2013 [citado em 31 out 2019]; 26(3):245-9. DOI: 10.1590/S0103-21002013000300007

Gorenstein C, Andrade L. Validation of a Portuguese version of the Beck Depression Inventory and the State-Trait Anxiety Inventory in Brazilian subjects. Braz J Med Biol Res. [Internet]. 1996 [citado em 31 out 2019]; 29(4):453-7. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8736107

Kohler S, Annerstedt KS, Diwan V, Lindholm L, Randive B, Vra K, et al. Postpartum quality of life in Indian women after vaginal birth and cesarean section: a pilot study using the EQ-SD-SL descriptive system. BMC Pregnancy Childbirth [Internet]. 2018 [citado em 31 out 2019]; 18(1):427. DOI: 10.1186/s12884-018-2038-0

Bodhare TN, Sethi P, Bele SD, Gayatri D, Vivekanand A. Postnatal quality of life, depressive symptoms and social support among women in Southern India. Women Health [Internet]. 2015 [citado em 31 out 2019]; 55(3):353-65. DOI: 10.1080/03630242.2014.996722

Lee JY, Hwang JY. A study on postpartum symptoms and their related factors in Korea. Taiwan J Obstet Gynecol. [Internet]. 2015 [citado em 31 out 2019]; 54(4):355-65. DOI: 10.1016/j.jtog.2014.04.030

Poles MM, Carvalheira APP, Carvalhaes MABL, Parada CMGL. Sintomas depressivos maternos no puerpério imediato: fatores associados. Acta Paul Enferm. [Internet]. 2018 [citado em 31 out 2019]; 31 (4):351-8. DOI:10.1590/1982-01494201800050

Papamarkou M, Sarafis P, Kaite CP, Malliarou M, Tsounis A, Niakas D. Investigation of the association between quality of life and depressive symptoms during postpartum period: a correlational study. BMC Womens Health [Internet]. 2017 [citado em 31 out 2019]; 17(1):115. DOI: 10.1186/s12905-017-0473-0

Kalayasire R, Supcharoen W, Ouijanukoon P. Association between secondhand smoke exposure and quality of life in pregnant women and postpartum women and the consequences on the newborns. Qual Life Res. [Internet]. 2018 [citado em 31 out 2019]; 27(4):905-12. DOI: 10.1007/s11136-018-1783-x

Xiao X, Ngai F, Zhu S, Loke AY. The experiences of eartly postpartum Shenzen mothers and their need for home visit services: a qualitative exploratory study. BMC Pregnancy Childbirth [Internet]. 2020 [citado em 02 abr 2020]; 20:5. Disponível em: https://bmcpregnancychildbirth.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12884-019-2686-8

Van der Sand IC, Ressel LB, Monticelli M, Souza IEO, Schrimer J. “A ‘dieta’ é tempo de cuidados”: práticas de autoatenção no puerpério no cenário rural. Rev Enferm UFSM [Internet]. 2018 [citado em 02 abr 2020]; 8(4):794-811. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/29045

Van der Woude DA, Pijnenborg JMA, Vries J. Health status and quality of life in postpartum women: a systematic review of associated factors. Eur J Obstet Gynecol Reprod Biol. [Internet]. 2015 [citado em 31 de out 2019]; 185:45-52. DOI: 10.1016/j.ejogrb.2014.11.041

Ozdemir F, Ozturk A, Karabulutlu O, Tezel A. Determination of the life quality and self-care ability of the mothers in post-partum period. J Pak Med Assoc. [Internet]. 2018 [citado em 31 out 2019]; 68(2): 210-5. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29479095

Andrade RD, Santos JS, Maia MAC, Mello DF. Fatores relacionados à saúde da mulher no puerpério e repercussões na saúde da criança. Esc Anna Nery Rev Enferm. [Internet]. 2015 [citado em 31 out 2019]; 19(1):181-6. DOI: 10.5935/1414-8145.20150025




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v8i3.4114

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.