Planejamento estratégico situacional em saúde: abordagem da saúde do trabalhador na Estratégia Saúde da Família

Fernanda Carolina Camargo, Gabriela Gonçalves Machado, Jéssica Carvalho Lima, Luana Rodrigues Rosseto Felipe, Gabriela Souza Faria, Ana Laura Nogueira, Sandra Cristina Romano Marquez Reis, Isabel Aparecida Porcatti de Walsh

Resumo


Estudo por métodos mistos e de abordagem construcionista social, com objetivo de analisar a condução do Planejamento Estratégico Situacional em saúde para levantamento das demandas relacionadas a saúde do trabalhador com duas equipes da Estratégia Saúde da Família, realizado em maio a junho de 2018. Realizou-se observação ativa do território, entrevista com informantes-chave, análise de dados secundários e roda de discussão. As equipes possuíam 1637 famílias cadastradas, todas as casas são de tijolo, 80,1% com tratamento da água em domicílio e 99,6% com abastecimento pela rede pública. A coleta do lixo é pública, 99,9% possui rede de esgoto e 99,5% energia elétrica. A observação ativa indicou predominância de comércio informal. Equipamentos sociais foram identificados, como igrejas, bancos, centro comunitário para prática desportiva, escolas públicas e um Centro de Referência para a Assistência Social, bem como uma universidade pública. As áreas de abrangência apresentam características de moradores de classe média baixa, com pessoas em situação de pobreza. Os informantes-chave relataram que existem atividades ocupacionais domiciliares, frequentes entre as mulheres em idade produtiva. No adoecimento relacionado ao trabalho o sofrimento mental e depressão foram apontados como recorrentes e a inexistência de ações intersetoriais. No plano de ação, optou-se o problema Hipertensão Arterial, Diabetes Mellitus e Sofrimentos Mentais como as doenças frequentes entre os usuários trabalhadores”. O nó-crítico selecionado para a elaboração do plano de ação foi Organização do processo de trabalho das equipes com fragilidades nas investigações/reconhecimento das condições de saúde do usuário trabalhador”. O estudo propõe o fortalecimento e construção de competências que atuem na modificação da realidade social das coletividades, em consonância ao debate atual brasileiro na proteção e promoção da saúde e, prevenção de danos à saúde do trabalhador.


Palavras-chave


Saúde do trabalhador; Estratégia Saúde da Família; Planejamento em saúde comunitária; Diagnóstico da situação de saúde.

Referências


Santos DS, Mishima SM, Merhy EE. Processo de trabalho na Estratégia de Saúde da Família: potencialidades da subjetividade do cuidado para reconfiguração do modelo de atenção. Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2018 [citado em 05 fev 2020]; 23(3):861-80. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n3/1413-8123-csc-23-03-0861.pdf. DOI: 10.1590/1413-81232018233.03102016

Campos GWS. SUS: o que e como fazer? Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2018 [citado em 05 fev 2020]; 23(6):1707-14. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n6/1413-8123-csc-23-06-1707.pdf. DOI: 10.1590/1413-81232018236.05582018

Conselho Nacional de Saúde (Brasil). Documento orientador de apoio aos debates da 15ª Conferência Nacional de Saúde [Internet]. Brasília, DF; maio 2015 [citado em 11 jun 2018]. Disponível em: http:// conselho.saude.gov.br/web_15cns/docs/05mai15_Documento_Orientador_15CNS.pdf

Gomez CM, Vasconcellos LCF, Machado JMH. Saúde do trabalhador: aspectos históricos, avanços e desafios no Sistema Único de Saúde. Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2018 [citado em 05 fev 2020]; 23(6):1963-70. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v23n6/1413-8123-csc-23-06-1963.pdf. DOI: 10.1590/1413-81232018236.04922018

Silva TL, Dias EC, Pessoa VM, Fernandes LMM, Gomes EM. Saúde do trabalhador na Atenção Primária: percepções e práticas de equipes de Saúde da Família. Interface (Botucatu) [Internet]. 2014 [citado em 05 fev 2020]; 18(49):273-88. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v18n49/1807-5762-icse-1807-576220130227.pdf. DOI: 10.1590/1807-57622013.0227

Machado JMH, Santana VS, Campos A, Ferrite S, Peres MC, Galdino A, et al. Situação da Rede Nacional de Atenção Integral em Saúde do Trabalhador (RENAST) no Brasil, 2008-2009. Rev Bras Saúde Ocup. [Internet]. 2013 [citado em 05 fev 2020]; 38(128):243-56. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbso/v38n128/12.pdf

Lacaz FAC, Trapé A, Soares CB, Santos APL. Estratégia Saúde da Família e Saúde do Trabalhador: um diálogo possível?. Interface (Botucatu) [Internet]. 2013 [citado em 05 fev 2020]; 17(44): 75-87. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/icse/v17n44/a07v17n44.pdf

Uribe Rivera FJ, Artmann E. Planejamento e gestão em saúde: histórico e tendências com base numa visão comunicativa. Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2010 [citado em 05 fev 2020]; 15(5):2265-74. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v15n5/v15n5a02.pdf

Kleba ME, Krauser IM, Vendruscolo C. O planejamento estratégico situacional no ensino da gestão em saúde da família. Texto & Contexto Enferm. [Internet]. 2011 [citado em 05 fev 2020]; 20(1):184-93. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v20n1/22.pdf

Silva AK, Sousa JP, Rodrigues W, Cançado AC. Planejamento Estratégico Situacional - PES: uma análise bibliométrica da produção científica brasileira. Rev Serv Público. [Internet]. 2017 [citado em 05 fev 2020]; 68(2):365-88. Disponível em: https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/1269

Lorenzini E. Pesquisa de métodos mistos nas ciências da saúde. Rev Cuid. [Internet]. 2017 [citado em 05 fev 2020]; 8(2):1549-60. Disponível em: http://www.revenf.bvs.br/pdf/cuid/v8n2/2346-3414-cuid-8-2-1549.pdf. DOI: http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v8i2.406

Creswell JW. A concise introduction to mixed methods research. Thousand Oaks: Sage; 2015.

Campos FCC, Faria HP, Santos MA. Planejamento e avaliação das ações de saúde. 2ed. Belo Horizonte: NESCON/UFMG; 2010. (Caderno de Estudos do Curso de Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família)

Souza LV. Recursos dialógicos e seu uso em sala de aula no ensino superior: contribuições construcionistas sociais. Rev Grad USP [Internet]. 2018 [citado em 05 fev 2020]; 3(1):97-100. Disponível em: http://gradmais.usp.br/wp-content/uploads/2018/06/Gradmais6_R04_LauraVilela.pdf. DOI: 10.11606/issn.2525-376X.v3i1p97-100

Oliveira LP, Camargo FC, Hemiko IH. Violência relacionada ao trabalho das equipes de saúde da família. Rev Enferm Atenção Saúde [Internet]. 2013 [citado em 05 fev 2020]; 2(2 esp):46-56. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/view/388. DOI: https://doi.org/10.18554/

Pinto AGA, Jorge MSB, Marinho MNASB, Vidal ECF, Aquino OS, Vidal ECF. Experiences in the Family Health Strategy: demands and vulnerabilities in the territory. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2017 [citado em 05 fev 2020]; 70(5):920-7. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v70n5/0034-7167-reben-70-05-0920.pdf

Dias MSA, Parente JRF, Vasconcelos MIO, Dias FAC. Intersetorialidade e Estratégia Saúde da Família: tudo ou quase nada a ver? Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2014 [citado em 05 fev 2020]; 19(11):4371-82. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v19n11/1413-8123-csc-19-11-4371.pdf. DOI: 10.1590/1413-812320141911.11442014

Bastos-Ramos TP, Santana VS, Ferrite S. Estratégia Saúde da Família e notificações de acidentes de trabalho, Brasil, 2007-2011. Epidemiol Serv Saúde [Internet]. 2015 [citado em 05 fev 2020]; 24(4):641-50. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ress/v24n4/2237-9622-ress-24-04-00641.pdf. DOI: 10.5123/S1679-49742015000400006

Dias MDA, Bertolini GCS, Pimenta AL. Saúde do trabalhador na atenção básica: análise a partir de uma experiência municipal. Trab Educ Saúde [Internet]. 2011 [citado em 05 fev 2020]; 9(1):137-48. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tes/v9n1/v9n1a10.pdf

Amorim LA, Silva TL, Faria HP, Machado JMH, Dias EC. Vigilância em saúde do trabalhador na atenção básica: aprendizagens com as equipes de saúde da família de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2017 [citado em 05 fev 2020]; 22(10):3403-13. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v22n10/1413-8123-csc-22-10-3403.pdf. DOI: 10.1590/1413-812320172210.17532017

Silva RF, Fonseca BMC. A vigilância nos ambientes e processos de trabalho em Palmas – Tocantins: diagnóstico situacional e contribuições ao setor. Tempus. [Internet]. 2018 [citado em 05 fev 2020]; 11(2):199-217. Disponível em: http://www.tempusactas.unb.br/index.php/tempus/article/view/2236. DOI: http://dx.doi.org/10.18569/tempus.v11i2.2236

Gentilini JA. Atores, cenários e planos: o planejamento estratégico situacional e a educação. Cad Pesqui. [Internet]. 2014 [citado em 05 fev 2020]; 44(153):580-601. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/v44n153/a06v44n153.pdf. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/198053142954

Silva REBG, Ramalho APQ, Souza CCO. Oficinas de planejamento em saúde na disciplina de Saúde Coletiva: relato de experiência. Rev Grad USP [Internet]. 2018 [citado em 05 fev 2020]; 3(2):87-91. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/gradmais/article/view/147907. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2525-376X.v3i2p87-91

Silva CSSL, Koopmans FF, Daher DV. O Diagnóstico Situacional como ferramenta para o planejamento de ações na Atenção Primária a Saúde. Rev Pró-Universus . 2016; [citado em 05 fev 2020] 7(2):30-3. Disponível em: http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RPU/article/view/345

Silva A, Ferraz L, Rodrigues-Junior SA. Ações em saúde do trabalhador desenvolvidas na atenção primária no município de Chapecó, Santa Catarina. Rev Bras Saúde Ocup. [Internet]. 2016 [citado em 05 fev 2020]; 41:e16. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbso/v41/2317-6369-rbso-41-e16.pdf. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2317-6369000122415

Souza KMJ, Seixas CT, David HMSL, Costa AQ. Contribuições da saúde coletiva para o trabalho de enfermeiros. Rev Bras Enferm. [Internet]. 2017 [citado em 05 fev 2020]; 70(3):543-9. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v70n3/pt_0034-7167-reben-70-03-0543.pdf. http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0401




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v8i2.4330

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.