Qualidade de vida e sofrimento psíquico em agentes comunitárias de saúde

Bárbara Aline Bezerra de Miranda, Renata Fabiana Pegoraro

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi investigar a percepção de agentes comunitárias de saúde sobre sua qualidade de vida de vida e as atividades laborativas por elas desenvolvidas. Participaram 13 agentes comunitárias de saúde que atuavam em duas unidades de saúde da família do interior de Minas Gerais. O estudo foi de caráter exploratório, desenvolvido com metodologia quali-quantitativa, realizado entre 2017 a 2018, no qual utilizou-se como instrumentos uma escala para a avaliação da qualidade de vida, questionário sociodemográfico e entrevista semi-estruturada. A partir das análises dos relatos emergiram duas categorias: Atividades desenvolvidas e sua relação com a qualidade de vida e Sofrimento psíquico causado pelo trabalho e sua relação com a qualidade de vida. Os domínios referentes às Relações Sociais e ao Meio Ambiente apresentaram pior qualidade de vida e identificou-se nas entrevistas sofrimento psíquico associado a residir no mesmo bairro em que atuavam, com sobrecarga de trabalho em momentos de folga ou férias. Também, por escutar problemas de diversas ordens que necessitam de soluções que geralmente vão além do que a prática permite, as profissionais sentiam-se incapazes, agravando seu sofrimento.


Palavras-chave


Agentes comunitários de saúde; Atenção primária à saúde; Qualidade de vida.

Referências


Carli R, Costa MC, Silva EB, Resta DC, Colomé ICS. Acolhimento e vínculo nas concepções e práticas dos agentes comunitários de saúde. Texto Cont Enferm. [Internet]. 2014 [citado em 24 abr 2020]; 23(3):626-32. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072014001200013

Maciazeki-Gomes RC, Souza CD, Baggio L, Wachs F. O trabalho do agente comunitário de saúde na perspectiva da educação popular em saúde: possibilidades e desafios. Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2016 [citado em 24 abr 2020]; 21(5):1637-45. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232015215.17112015

Mascarenhas CHM, Prado FO, Fernandes MC. Fatores associados à qualidade de vida de Agentes Comunitários de Saúde. Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2013 [citado em 24 abr 2020]; 18(5):1375-86. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csc/v18n5/23.pdf

Speroni KS, Fruet IMA, Dalmolin GL, Lima SBS. Percepções dos agentes comunitários dos agentes comunitários de saúde: contribuições para a gestão em saúde. Rev Cuid. (Bucaramanga) [Internet]. 2016 [citado em 24 abr 2020]; 7(2):1325-37. DOI: http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v7i2.338

Nascimento VF, Terças ACP, Hattori TY, Graça BC, Cabral JF, Gleriano JS, et al. Dificuldades apontadas pelo agente comunitário de saúde na realização do seu trabalho. Saúde (Santa Maria) [Internet]. 2017 [citado em 24 abr 2020]; 43(1):60-9. DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236583423119

Guanaes-Lorenzi C, Pinheiro RL. A (des)valorização do agente comunitário de saúde na Estratégia Saúde da Família. Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2016 [citado em 24 abr 2020]; 21 (8):2537-46. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232015218.19572015

Paula IT, Marcacine PR, Castro SS, Walsh IAP. Capacidade para o trabalho, sintomas osteomusculares e qualidade de vida entre agentes comunitários de saúde em Uberaba, Minas Gerais. Saúde Soc. [Internet]. 2015 [citado em 24 abr 2020]; 24(1):152-64. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902015000100012

WHOQOL Group. What quality of life? World Health Forum [Internet]. 1996 [citado em 18 jan 2021]; 17:354-6. Disponível em https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/54358/WHF_1996_17%284%29_p354-356.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Resende MC, Azevedo EGS, Lourenço LR, Faria LS, Alves NF, Farina NP, et al. Saúde mental e ansiedade em agentes comunitários que atuam em saúde da família em Uberlândia (MG, Brasil). Ciênc Saúde Colet. [Internet]. 2011 [citado em 24 abr 2020]; 16(4):2115-22. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232011000400011

Furlan PG. O Agente comunitário de saúde e a prática na atenção básica: alguns apontamentos. In: Campos GWS, Guerrero AVP, organizadores. Manual

de práticas em atenção básica: saúde ampliada e compartilhada. São Paulo: Hucitec; 2010. p. 368-87.

Fleck MPA, Louzada S, Xavier M, Chachamovich E, Vieira G, Santos L, et al. Aplicação da versão em português do instrumento abreviado

de avaliação da qualidade de vida "WHOQOL-bref". Rev Saúde

Pública [Internet]. 2000 [citado em 24 abr 2020]; 34(2):178-83. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-89102000000200012

Pedroso B, Pilatti LA, Gutierrez GL, Picinin CT. Cálculo dos escores e estatística descritiva do WHOQOLbref através do Microsoft Excel. Rev Bras Qual Vida [Internet]. 2010 [citado em 18 jan 2021]; 2(1):31-6. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbqv/article/view/687

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2011.

Garcia ACP, Lima RCD, Galavote HS, Coelho APS, Vieira ECL, Silva RC, et al. Agente comunitário de saúde no Espírito Santo: do perfil às atividades desenvolvidas. Trab Educ Saúde [Internet]. 2017 [citado em 24 abr 2020]; 15(1):283-300. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-7746-sol00039. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rspagesp/v18n1/v18n1a03.pdf

Silva MA, Lampert SS, Bandeira DR, Bosa CA, Barroso SM. Saúde emocional de agentes comunitários: Burnout, estresse, bem-estar e qualidade de vida. Rev SPAGESP [Internet]. 2017 [citado em 24 abr 2020]; 18(1):20-33. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rspagesp/v18n1/v18n1a03.pdf

Nogueira FJS, Callou Filho CR, Mesquita CAM, Moura IFA, Souza ED, Bezerra FS. Satisfação dos profissionais da estratégia saúde da família no município de Fortaleza (CE). Saúde Pesqui. [Internet]. 2019 [citado em 24 abr 2020]; 12(1):151-8. DOI: https://doi.org/10.17765/2176-9206.2019v12n1p151-158

Fiocruz (Brasil), Grupo de Pesquisa Cultura e Processos Infocomunicacionais. Almanaque do agente comunitário de saúde. Brasília, DF: Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde; 2014. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/almanaque_agente_comunitario_saude.pdf

Machado LM, Pereira GS, Silva SO, Pieszak GM, Schimith MD, Rodrigues SO. Percepção dos agentes comunitários de saúde em relação à promoção da saúde nas visitas domiciliarias. Enferm Rev. [Internet]. 2019 [citado em 24 abr 2020]; 22(2):47-55. Disponível em: http://seer.pucminas.br/index.php/enfermagemrevista/article/view/20184

Rabelo AOM, Bueno DS, Andrade HS. Análise do trabalho do agente comunitário de saúde na estratégia de saúde da família. Rev Pesq Saúde [Internet]. 2018 [citado em 24 abr 2020]; 19(1):33-7. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/revistahuufma/article/download/9178/6758

Ministério da Saúde (Br). Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica, estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) [Internet]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2017 [citado em 18 jan 2021]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2017/prt2436_22_09_2017.html

Bornstein VJ, Stotz EN. Concepções que integram a formação e o processo de trabalho dos agentes comunitários de saúde: uma revisão de literatura. Ciência Saúde [Internet]. 2008 [citado em 24 abr 2020]; 13(1):259-68. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csc/v13n1/28.pdf

Rosa AJ, Bonfanti AL, Carvalho CS. O sofrimento psíquico de agentes comunitários de saúde e suas relações com o trabalho. Saúde Soc. [Internet]. 2012 [citado em 24 abr 2020]; 21(1):141-52. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/sausoc/v21n1/14.pdf

Gomes LCPC, Moraes AD, Lima IOF, Rolim GKL, Caldas SP, Cunha LMR. Capacitação para agentes comunitários de saúde: contribuições do PETSaúde/GraduaSUS de enfermagem. Rev Bras Educ Saúde [Internet]. 2019 [citado em 24 abr 2020]; 9(1):14-8. Disponível em: https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBES/article/view/6173

Santos AC, Hoppe AS, Krug SBF. Agente comunitário de saúde: implicações dos custos humanos laborais na saúde do trabalhador Physis [Internet]. 2018 [citado em 24 abr 2020]; 28(4):e280403. DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-73312018280403

Pereira AMP, Jucá AL, Lima IA, Facundes VLD, Falcão IV. A qualidade de vida do agente comunitário de saúde e possíveis contribuições da terapia ocupacional. Cad Bras Ter Ocup. [Internet]. 2018 [citado em 24 abr 2020]; 26(4):784-96. DOI: https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1254




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v9i0.4451

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.