PROGRESSÃO TEXTUAL E ESCRITA ARGUMENTATIVA: PRÁTICAS DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Marcela Girotto de Lima

Resumo


Tendo em vista a centralidade da linguagem no desenvolvimento dos sujeitos, a escrita argumentativa tornou-se uma prática relevante na sociedade contemporânea. Contudo, alunos, tanto do ensino básico como do ensino superior, ainda apresentam dificuldades para apropriar-se de mecanismos que garantem e orientam uma produção escrita eficiente. Logo, o presente artigo visa apresentar um panorama acerca do ensino-aprendizagem da progressão textual e da escrita argumentativa no 3º ano do Ensino Médio, através da análise dos métodos utilizados no processo de ensino da escrita, da concepção de linguagem que permeia esse processo e das produções escritas resultantes desse ensino, considerando principalmente as estratégias de progressão temática e de progressão tópica. Para tal feito, foi realizado um trabalho de campo mediante observação participante em uma escola da rede estadual da cidade de Uberaba, que incluiu a observação de aulas de produção textual e a coleta de textos produzidos pelos alunos. A partir da interpretação dos dados recolhidos, foi possível identificar práticas que utilizam o texto para integrar e para viabilizar o ensino da escrita embasadas em concepção de linguagem lógica e sistematizadora, resultando na dificuldade dos alunos em mobilizar estratégias que permitam o texto progredir.

Palavras-chave


ensino-aprendizagem; progressão textual; argumentação

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Orientações Curriculares para o ensino médio. Linguagem, códigos e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, 2006.

ESTEBAN, M. P. S. Pesquisa qualitativa em educação – fundamentos e tradições. Porto Alegre: Artmed e McGraw Hill, 2010.

GERALDI, J. W. Portos de Passagem. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

INEP/MEC divulgam resultados do Enem 2017 e anunciam calendário do exame em 2018. Portal INEP, 2018. Disponível em: . Acesso em: 17 de set.de 2019.

KOCH, I. G. V.; ELIAS, V. M. Escrever e argumentar. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2017.

KOCH, I. G. V. Introdução à linguística textual: trajetória e grandes temas. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

MENDONÇA, M.; BUNZEN, C. Análise linguística no ensino médio: um novo olhar, um outro objeto. In: MENDONÇA, M (Org.). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola, 2006.

PEREIRA, A.A. Estratégias de progressão referencial em textos de alunos do PARFOR. Fórum Linguístico, Florianópolis, v. 12, n. 1, p.568-578, jan./mar. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.