Iniciação & Formação Docente

A Revista Iniciação & Formação Docente (ISSN 2359-1064) da Universidade Federal do Triângulo Mineiro é um periódico semestral, e que publica artigos resultantes de pesquisa e relatos de experiências desenvolvidos nas áreas de Educação e/ou Linguagem e que enfoquem questões relacionadas às Políticas Públicas para Formação Inicial e Continuada de Professores; Linguagem, Educação e Sociedade; Metodologias de Ensino; Pesquisa e Formação de Professores; Leitura, Escrita e Produção de Conhecimento; Ensino-Aprendizagem da Leitura e Escrita na Escola.

The Journal Initiation & Teacher Training (ISSN 2359-1064) from Federal University of Triângulo Mineiro, Uberaba, MG, Brazil, is a semester periodical, and publishing research articles and reports of experiences developed in the areas of Education and/or Language and to focus on issues related to Public Policies for Initial and Continued Training of Teachers; Language, Education and Society; Teaching Methodologies; Research and Teacher Training; Reading, Writing and Production of Knowledge; Teaching and Learning of Reading and Writing in School.

La Revista de Iniciación y Formación Docente (ISSN 2359-1064) de la Universidad Federal del Triângulo Mineiro es un periódico semestral y publica artículos de investigación y reportes de experiencias desarrolladas en las áreas de Educación o Lenguaje y que se centren en temas relacionados con Políticas Públicas para la Formación Inicial y Continua de Profesores; Lenguaje, Educación y Sociedad; Metodologías de Enseñanza; Investigación y Formación de Profesores; Lectura, Escritura y Producción de Conocimiento; Enseñanza y el Aprendizaje de la Lectura y la Escritura en la Escuela.


Imagem para capa da revista

Notícias

 

CHAMADA PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS 2020 e 2021

 

CHAMADA 2

TEMA DO VOLUME: LIÇÕES DO EXPRESSO DO ORIENTE: METODOLOGIAS DE ENSINO DE LÍNGUAS NÃO-HEGEMÔNICAS NO BRASIL.

Prazo para o envio: 01 de agosto até 30 de outubro de 2020

Publicação: prevista para dezembro de 2020

Volume: 02/2020

Organizador: Prof. Dr. Milan Puh - Faculdade de Educação (USP), integrante do projeto de pesquisa “Imagens da língua: sujeito, conhecimento e tempo”

 

RESUMO: Neste volume, convidamos profissionais de Letras, Educação e de outras áreas correlatas para contribuírem com as suas reflexões a respeito das metodologias de ensino de línguas não- hegemônicas no Brasil. Inspirados na linha do trem que conectava diversas partes da Europa Oriental e Oriente Próximo à Europa Central e Ocidental, queremos fazer analogia a sua proposta ideológica que orientaliza povos e línguas, transformando-os em sujeitos exóticos e distantes do contexto educacional brasileiro. Portanto, o objetivo principal é proporcionar um espaço que explicite os conhecimentos construídos pelos estudiosos de línguas que foram, e são até hoje, alvo de inviabilização institucional em termos de falta de locais e materiais para seu ensino, legislação nacional específica e instituições públicas para o seu estabelecimento e crescimento. Esperamos receber contribuições especialmente sobre ensino de línguas menos estudadas ou presentes nas universidades e em espaços acadêmicos: a) línguas europeias (eslavas, germânicas, românicas, célticas, fino-úgricas e não pertencentes a um grupo linguístico ou sem estatuto de língua oficial);

b) línguas asiáticas (semíticas, indo-europeias, altaicas e sino- tibetanas) e c) línguas euro e afrobrasileiras, que poderão abrir novos panoramas de compreensão e avaliação de suas diferenças e semelhanças.

Serão aceitos textos desde alunos de graduação, licenciatura até de profissionais experientes e pós-graduados (desde que observadas as normas da revista) para fazer a colaboração e são livres os métodos, abordagens teóricas, procedimentos e técnicas utilizados pelos autores. Incentivam-se trabalhos colaborativos quando possível, bem como textos sobre processos formativos. Ainda se espera receber contribuições de profissionais que atuam no ensino formal e não formal e que desenvolveram métodos e trajetórias de ensino inéditas no contexto brasileiro para os mencionados grupos linguísticos.

 

 

CHAMADA 3

TEMA: A EDUCAÇÃO DE POVOS ORIGINÁRIOS (INDÍGENAS), AFRICANOS E AFRODESCENDENTES NO BRASIL.

 

Prazo para o envio: 01 janeiro a 30 de abril de 2021

Publicação: prevista para julho de 2021

Volume: 01/2021

Organizador: Prof. Dr. Lúcio Alvaro Marques – Universidade Federal do Triãngulo Mineiro (UFTM)

 

RESUMO: serão aceitos artigos que discutam esse tema à luz dos enfoques teóricos da ancestralidade (restituir o pensamento às suas origens, guiado pela fidelidade aos valores ancestrais e pelo imperativo da libertação, segundo E. Nkogo), hermenêutica pluritópica (admite-se que outras verdades também existem e têm o direito de existir, embora sua visibilidade tenha sido reduzida pela assimetria contínua de poder, baseada na colonialidade do conhecimento, poder, ser e gênero, segundo Tlostanova & Mignolo) e epistemologia decolonial (libertar o pensamento e desvinculá-lo do imperialismo eurocêntrico que reduz, continuamente, o outro à medida do eu, idem).

 

Podem ser submetidos artigos em língua portuguesa, inglesa e espanhola. Alunos de graduação (com textos resultantes de projetos de Iniciação Científica ou de Iniciação à Docência) e alunos de pós- graduação (mestrado) poderão enviar artigos desde que o orientador seja autor ou coautor.

 

 
Publicado: 2020-02-21
 
Outras notícias...