Autismo e inclusão escolar: em busca de diálogos interdisciplinares com a dança.

Douglas Louzakan Pereira Andrade, Carla Regina Rachid Otavio Murad

Resumo


O objetivo deste trabalho foi, a partir de uma revisão bibliográfica de estudos em dança e autismo, verificar o tipo de conhecimento que as práticas científicas de pesquisa nestes campos de conhecimento têm promovido no contexto escolar. O referencial teórico se pautou na noção de Michel Foucault (2004) de práticas discursivas que se constituem pela ordem do discurso poder-saber e que vai deixando marcas enunciativas constitutivas dos sujeitos através de práticas institucionais de produção escrita acadêmicas. Foram analisados quatro trabalhos de pesquisa escritos em língua portuguesa acessados e selecionados por meio das bases nacionais e internacionais publicadas nos últimos cinco anos. Os dados foram organizados e analisados em três frentes de indagação: interdisciplinaridade ou disciplinarização; educação e inclusão e sujeito e objetivo de pesquisa.  Os resultados sugerem que as concepções de dança dos trabalhos provocam distorções nos desenhos metodológicos que, por sua vez, recortam os sujeitos em grupos-objetos segregados de controle. Concluímos que a escola, enquanto instituição, tem incorporado conhecimentos de diversos campos do saber com o objetivo precípuo de manter o controle destes sujeitos.

Palavras-chave


Autismo; Dança; Inclusão; Discurso.

Texto completo:

PDF

Referências


BEZERRA, D. RIBEIRO, L. A história do ensino da dança no Brasil e o ensino na educação básica. Incomum Revista - Revista de Arte, Educação, Profissionalização e Comunidades. V. 1, N.1 Instituto Federal de Goiás – IFG. Acesso em agosto de 2020. Disponível em: https://revistas.ifg.edu.br/incomum/index. 2020

D’AGOSTINI, Fabiana Piccoli. Concepções de professoras que atuam na escola especial sobre a inclusão de alunos no ensino regular. Dissertação de Mestrado. Universidade Do Oeste de Santa Catarina. 2011.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. Aula inaugural no College de France, pronunciada em 2 de Dezembro de 1970. Tradução de Laura Fraga de Almeida Sampaio. Edições Loyola, São Paulo, 2004.

JAPIASSU, Hilton. O sonho transdisciplinar e as razões da filosofia. Rio de Janeiro: Imago, 2006.

Ministério da Educação. Resolução CNE/CEB nº 2, de 11 de setembro de 2001. Institui Diretrizes Nacionais para Educação Especial na Educação Básica/Secretaria de Educação Especial. Brasília. MEC/SEESP, 2001. Disponível em: < http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0201.pdf>>. Acesso em: 20 fev. 2020.

SAGE, Daniel D. Estratégias administrativas para a realização do ensino inclusivo. In: STAINBACK, Susan; STAINBACK William (Orgs.). Inclusão: um guia para educadores. Porto Alegre: Artes Médicas, 1999.

SCHÖN, Donald A. Formar professores como profissionais reflexivos. In: NÓVOA, António (Coord.). Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

MOURA, J. P. S. Atendimento especializado a alunos com transtornos do espectro autismo: Desafios na realização da avaliação pedagógica no município de Barra Mansa/RJ (Dissertação de Mestrado). Universidade Presbiteriana Mackenzie. São Paulo, SP, p. 123. 2014.

ROCHA, S. P. D.; SILVA, C. D. Pibid interdisciplinar: um olhar sobre as contribuições da arte para a construção de objetos pedagógicos para pessoas com deficiências. Educação, Artes e Inclusão, Florianópolis, SC, v. 11, n. 1, p. 127-144, 2015. Disponível em: . Acesso em: 30 Abril 2020.

RODRIGUES, I. D. B.; ANGELUCCI, C. B. Estado da arte da produção sobre escolarização de crianças diagnosticadas com TEA. Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, SP, v. 22, n. 3, p. 545-555, Setembro/Dezembro 2018. Disponível em: . Acesso em: 30 Abril 2020.

SILVA, E. D. C.; ORLANDO, R. M. A interface dança e autismo: o que nos revela a produção científica. Educação Especial , Santa Maria, RS, v. 32, n. Contínua, p. 1-18, 05 Junho 2019. Disponível em: . Acesso em: 30 Abril 2020.

VIANA, A. F. Dança, autismo e espaços de encontro. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, SP, p. 392. 2015.

LIMA, F. C. D. et al. A Influência de práticas pedagógicas e terapêuticas não verbais no transtorno do espectro autista: as possibilidades para o profissional de educação física. Motricidade, v. 13, n. Especial, p. 87-96, 9 Setembro 2017. Disponível em: . Acesso em: 8 Maio 2020.

MARQUES, M; ROSA, F. A interdisciplinaridade como crítica à fragmentação do saber. Capítulo 9. in: FÁVERO, A. et al. Interdisciplinaridade e formação docente. p. 146-159. 2020. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2017/23319_12105.pdf Acesso em agosto de 2020.

MAGALHÃES, A. P. L. D. S. B. Intervenção psicomotora com crianças e jovens com perturbação do espectro do autismo (PEA) do Agrupamento de Escolas Dr. Azevedo Neves. Dissertação (Mestrado em Reabilitação Psicomotora) - Universidade de Lisboa, Faculdade de Motricidade Humana. Lisboa, p. 143. 2019.

MIRANDA, I. P. Dança em intervenção psicomotora: um estudo sobre os reguladores de interação social em crianças com perturbação do espetro do autismo. Dissertação (Mestrado) - Universidade de Évora, Departamento de Esporto e Saúde. Èvora, p. 183. 2017.

NEVES, Anderson Jonas das et al. Escolarização formal e dimensões curriculares para alunos com autismo: o estado da arte da produção acadêmica brasileira. Educ. rev., Belo Horizonte, v. 30, n. 2, p. 43-70, jun. 2014. Disponível em . Acesso em 16 jul. 2020.

REIS, C. A; ZANELLA, A.V. Arte e vida; vida e(m) arte: entrelaçamentos a partir de Vigotski e Bakhtin. Psicologia Argumento, v 32 n. 79, Supl 1. p 97-107. 2014 Acesso em ago 2020. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/psicologiaargumento/article/view/20463VAZ,

P. S. B. B. A Influência da Música em Crianças com Autismo. Dissertação (Mestrado em Educação Especial - Domínio Cognitivo e Motor) - Instituto Superior de Ciências Educativas. Ramada, p. 199. 2013.

YAGHAN-VIAL, N. M. L. B. Un caso para la clínica de las psicosis: Vaslav Nijinsky. Disponível em: Estados Gerais da Psicanálise. 2000. Disponível em: http://www.oocities.org/hotsprings/Villa/3170/NafiaMarianne.htm. Acesso em: agosto 2020.




DOI: https://doi.org/10.18554/ifd.v7i3.4975

Apontamentos

  • Não há apontamentos.