A formação de professores para a inclusão de crianças com transtorno do espectro autista: um estudo qualitativo

Simone França de Sousa, Ronny Diogenes de Menezes

Resumo


Este trabalho é fruto de uma pesquisa realizada no curso de pós-graduação em Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva, do Instituto Federal do Triângulo Mineiro, voltada para profissionais que atuam com alunos com necessidades especiais na Educação Básica. Nosso objetivo, neste trabalho, foi observar a formação de professores para atuar na inclusão de crianças com necessidades especiais, dando ênfase para as portadoras do Transtorno do Espectro Autista (TAE). Dessa forma para alcançarmos tal objetivo quantificamos as publicações realizadas no intervalo 2004 a 2019 que abordam a formação de professores para atuar com crianças portadoras do TAE na Educação Infantil; Analisamos os resultados encontrados em teses e dissertações que abordam a formação de professores para a inclusão de pessoas com TAE, utilizando como metodologia a pesquisa bibliográfica. Após a realização do presente artigo, foi possível concluir que os estudos que abordam a inclusão de crianças com TEA em salas regulares ainda são poucos, apesar de termos uma legislação há mais de três décadas em vigor. Ressaltamos que houve avanços neste período, no entanto, poderíamos termos atualmente uma conscientização maior dos cidadãos, se houvesse um investimento maior na educação de maneira mais sólida, tanto nas redes básicas, como o fomento na formação docente.

 


Palavras-chave


Inclusão; Transtorno do Espectro Autista; Educação Básica; Formação de Professores.

Texto completo:

PDF

Referências


FERREIRA, N. S. A. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação & Sociedade, ano XXIII, n° 79, Agosto/2002. P.257-272,

GATTI, Bernardete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo de Afonso. Política educacional e políticas docentes.

GATTI, Bernardete Angelina; BARRETTO, Elba Siqueira de Sá; ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo de Afonso. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: UNESCO, 2011, p. 31-48. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0021/002121/212183por.pdf Acesso em 16/02/2020.

GOMES, Camila G. S. Desempenhos emergentes na aquisição de leitura funcional de crianças com autismo. 2007. 198 f. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2007. Disponível em: http://200.136.241.56/htdocs/tedeSimplificado/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=2128. Acesso em 10/02/2020.

LAGO, Mara Autismo na escola: ação e reflexão do professor. 2007. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio grande do Sul, Porto Alegre, 2007. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/13077. Acesso em 10/02/2020.

Legislação Informatizada - LEI Nº 12.764, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012 - Publicação Original. Disponível em:https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2012/lei-12764-27-dezembro-2012-774838-publicacaooriginal-138466-pl.htmlacesso em 29 de abril de 2020.

LEI Nº 13.146, DE 6 DE JULHO DE 2015.Disponível em:http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htmacesso em 29 de abril de 2020.

LIRA, Solange M. de. Escolarização de alunos autistas: histórias de sala de aula. 2004. 151 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004. Disponível em: http://www.bdtd.uerj.br/tde_busca/processaPesquisa.php?listaDetalhes[]=18&proces sar=Processar. Acesso em 26/02/2020.

LOSCHI, M. Pessoas com deficiência: adaptando espaços e atitudes, Agencia IBGE – 2017. Disponível em https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/16794-pessoas-com-deficiencia-adaptando-espacos-e-atitudes Acesso em: 20/03/2020

MANTOAN, M. T. E. Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Moderna, 2003.

MARTINS, Mara R. R. Inclusão de alunos autistas no ensino regular: concepções e práticas pedagógicas de professores regentes. 2007. 163 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília. Brasília, 2007. Disponível em: http://www.inclusive.org.br/?p=10164. Acesso em 26 abril 2010.

SUPLINO, Maryse H. F. de O. Retratos e imagens das vivências inclusivas de dois alunos com autismo em classes regulares. 2007. 169 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007. Disponível em: http://www.eduinclusivapesq- uerj.pro.br/teses/pdf/suplino_doutorado.pdf. Acesso em 21/02/2020.

UNESCO. Declaração de Salamanca. Sobre Princípios, Políticas e Práticas na Área das Necessidades Educativas Especiais. Disponível em: Acesso em: 23/02/2020.

WELLICHAN, Danielle S. P., FALEIRO Renata M. C. Publicado em 2017.

"O Autismo na Educação Infantil" em Só Pedagogia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2020. Consultado em 29/04/2020 às 15h27min. Disponível na Internet em http://www.pedagogia.com.br/artigos/autismoinfantil/




DOI: https://doi.org/10.18554/ifd.v7i3.4979

Apontamentos

  • Não há apontamentos.