DA PRODUÇÃO TEXTUAL À ABORDAGEM METALINGUÍSTICA: ADJETIVAÇÃO COMO RECURSO DE PRODUÇÃO DE SENTIDOS

Pâmella Alves, Juliana Bertucci Barbosa

Resumo


O ensino de Língua Portuguesa na escola, há muito tempo, tem sido dividido em três partes:Literatura, Redação e Gramática, como se fosse possível dissociá-las. Nas escolasparticulares, em sua maioria, há professores diferentes para cada área, normalmente commaterial apostilado individual a cada uma. Também, nas escolas públicas, ocorre essaseparação: dentro das aulas de um único professor e em Livros Didáticos fielmente seguidospor ele. Realizando o caminho inverso, seguindo as reflexões que Geraldi inicia nos anosoitenta, mas que ainda são pouco utilizadas se comparadas com a presença do ensinogramatical, o presente artigo apresenta uma discussão em defesa do trabalho linguístico,epilinguístico e metalinguístico de maneira conjunta, refletindo sobre a língua, com a língua ena língua. Em seguida, relata-se uma sequência didática desenvolvida com uma sala de sextoano do ensino fundamental de uma escola pública apontando pontos positivos e pontos quemerecem maiores reflexões.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v8i2.1691

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.