Mario Osorio Marques: exigências à formação e à docência em sala de aula

Martin Kuhn, Mara Lúcia Welter Kuhn

Resumo


Partimos da compreensão que a formação inicial e continuada de professores é a possibilidade de transformação do cotidiano escolar. Nesse sentido, é imperativo ao professor conhecer os fundamentos de sua profissão, saberes e conhecimentos que balizam o trabalho docente. Ao professor cabe conhecer quais as bases epistemológicas que orientam sua prática docente. O artigo reflete acerca das contribuições de Mario Osorio Marques à compreensão da formação de professores e das práticas educativas de sala de aula. Trata-se de uma reflexão teórico-bibliográfica que busca situar que conhecimentos, saberes e disposições propostas por Marques como exigências para a docência e sua formação. Estrutura-se em dois movimentos: o primeiro abordará a formação do professor/educador a partir da dimensão hermenêutica, da crítico-dialética e da racionalidade epistêmico-instrumental e o segundo movimentos abordará os desdobramentos dessas dimensões na condução das práticas educativas do face a face em sala de aula.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Patrícia C. A. de; BIAJONE, Jefferson. Saberes docentes e formação inicial de professores: implicações e desafios para as propostas de formação. In: Educação e Pesquisa. São Paulo, v.33, n.2, maio/ago. 2007. p. 281-295

BOUFLEUER, J. P.; REZER, R. Mario osorio marques: breve biografia de um pensador da educação. Revista Pedagógica, Chapecó, v. 18, n. 37, jan./abr. 2016. p. 15-27. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/view/3164/1817 Acesso em: 08-01-2018.

FLICKINGER, Hans-Georg. A caminho de uma pedagogia hermenêutica. São Paulo: Autores Associados, 2010.

HEIDEGGER, Martin. Ser e tempo. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2002.

HOUSSAYE, Jean. et al. Manifesto a favor dos pedagogos. Porto Alegre: Artmed, 2004.

LIBÂNEO, José C. O debate sobre o estudo científico da educação: ciência pedagógica ou ciências da educação? Revista Espaço Pedagógico. Passo Fundo, v. 10, n. 15, 2003. p.11-33.

MARQUES, Mario Osorio. A formação do profissional da educação. 3. ed. Ijuí: Editora

Unijuí, 2000.

_______. A aprendizagem na mediação social do aprendido e da docência. Ijuí: Editora Unijuí, 1995.

_______. Pedagogia: a ciência do educador. Ijuí: Unijuí, 1990a.

_______. O educador/pedagogo na relação educativa direta. In: Contexto e educação, Ijuí, Livraria Unijuí editora, v. 1, n. 1, jan./mar. 1990. p. 17-30

PRESTES, Nadja Hermann. A razão, a teoria crítica e a educação. In: PUCCI, Bruno (Org.). Teoria crítica e educação. Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

PUCCI, Bruno. Teoria crítica e educação. In: PUCCI, Bruno (Org.). Teoria crítica e educação. Rio de Janeiro: Vozes, 1994.

SHULMAN, Lee S. Conocimiento y enseñanza: fundamentos de la nueva reforma. Revista de currículum y formación del professorado, Espanha, Universidad de Granada, v. 9, n. 2, 2005. Disponível em http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=56790202. Acesso: 02-03-2015.

STEIN, Ernildo. Epistemologia e crítica da modernidade. 3. ed. Ijuí: Editora Unijuí, 1986.

TARDIF, Maurice. Los saberes del docente y su desarrollo profesional. 3. ed. Madrid: Narcea, 2004.




DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v12i1.2556

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Triângulo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.