Ação afirmativa em uma escola médica no Brasil: perspectivas dos estudantes

Luciana Almeida Silva Teixeira, Morgana Oliveira Couto, Patrícia Vaz Lima Santos

Resumo


O Sistema de Seleção Unificada (SISU) constitui atualmente a forma de seleção unificada nas instituições federais no Brasil. Em paralelo, a entrada de estudantes por meio de ação afirmativa foi ampliada para garantir a inserção de alunos de escolas públicas. Em 2014, a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) adotou 50% das vagas destinadas para ação afirmativa (socioeconômica e racial). O presente estudo foi realizado com a primeira turma do Curso de Medicina da UFTM com a utilização de 50% das vagas com entrada por ação afirmativa. Após dois anos de curso, os estudantes responderam questões referentes ao seu envolvimento em atividades extracurriculares e autopercepção de ganho de conhecimentos/habilidades no período. Para a maioria dos aspectos perguntados, não houve diferença entre os estudantes. Os alunos cuja entrada ocorreu por meio de ação afirmativa foram significativamente mais frequentes nos itens: recebimento de auxílio estudantil e percepção dos determinantes sociais, com reconhecimento do papel do médico. Conclui-se que a entrada por meio de ação afirmativa não interferiu no acesso a atividades extracurriculares no grupo estudado.


Palavras-chave


Ação afirmativa; Educação Médica; Ingresso ensino superior

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, C. F. et. al. Desafios do Ensino Superior para Estudantes de Escola Pública: um Estudo na UFLA. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração. Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 55-71, jan./mar, 2012.

ANDRIOLA, W. B. Doze motivos favoráveis à adoção do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) pelas Instituições Federais de Ensino Superior (IFES). Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 19, n. 70, p. 107-126, jan./mar. 2011

BHANJI, F. et al. The Retrospective Pre–Post: A Practical Method to Evaluate Learning from an Educational Program. Academic Emergency Medicine, v. 19, n. 2, p. 189-194, 2012.

BORGES, J. L. G.; CARNIELLI, B. L. Educação e estratificação social no acesso à universidade pública. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 124, p. 113-139, jan./abr. 2005

DURHAM, E. R. Uma política para o ensino superior brasileiro: diagnóstico e proposta. Documentos de trabalho NUPES, v. 1, p. 98, 1998.

MAIA, R. P.; PINHEIRO, H. P.; PINHEIRO A. S. Heterogeneidade do desempenho de alunos da UNICAMP, do ingresso à conclusão. Cadernos de Pesquisa, v. 39, n. 137, maio/ago. 2009.

MENDES JÚNIOR, A. A. F. Uma análise da progressão dos alunos cotistas sob a primeira ação afirmativa brasileira no ensino superior: o caso da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.22, n. 82, p. 31-56, jan./mar. 2014.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. PORTARIA NORMATIVA No - 18, DE 11 DE OUTUBRO DE 2012. Dispõe sobre a implementação das reservas de vagas em instituições federais de ensino de que tratam a Lei no 12.711, de 29 de agosto de 2012, e o Decreto no 7.824, de 11 de outubro de 2012. Diário Oficial da União. Nº 199, segunda-feira, 15 de outubro de 2012.

NEVES, P. S. C.; FARO, A.; SCHMITZ, H. As ações afirmativas na Universidade Federal de Sergipe e o reconhecimento social: a face oculta das avaliações. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.24, n. 90, p. 127-160, jan./mar. 2016.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO. Projeto Pedagógico do Curso de Medicina.2011 (atualizado em 2015). 172p. Disponível em:

WAINER, J. MELGUIZO T. Políticas de inclusão no ensino superior: avaliação do desempenho dos alunos baseado no Enade de 2012 a 2014. Educ. Pesqui., São Paulo, Ahead of print, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-9702201612162807




DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v0i0.2670

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Triângulo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.