A formação do diretor de escola: limites e possibilidades na conjuntura da política educacional atual

Eduardo Santos Araujo

Resumo


O trabalho ora apresentado discute a formação de diretores de escolas de educação básica como fator preponderante para que se alcance melhoria na qualidade educacional pública. Com recorte prioritário na rede de estado de educação de Minas Gerais, as políticas públicas (relativas ao tema) disponíveis são apresentadas e brevemente analisadas. A partir de Lück (2000 e 2009), Paro (2010), Teixeira e Malini (2012), entre outros, é construída a base teórica que visa responder à pergunta: Por que formar diretores? A partir dos hiatos formativos constatados, a importância do trabalho se constrói em torno do anúncio da carência de políticas públicas mais sistematizadas na rede estadual de educação em tela. Depreende-se que este tipo de pesquisa pela academia pode ser preponderante no processo de indicação do tema para inserção na agenda das políticas público-educacionais.

Palavras-chave


Formação de diretores. Políticas públicas educacionais. Gestão escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Eduardo Santos. Gestão Escolar na Rede Estadual de Minas Gerais: Desafios da Formação Administrativa do Diretor. Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Federal de Juiz de Fora, Faculdade de Educação/CAEd. Programa de Pós Graduação em Gestão e Avaliação da Educação Pública. P. 182. 2017. Disponível em: . Acesso em: 19 fev. 2018.

BRASIL. Avaliação do Plano Nacional de Educação 2001 – 2008. Volume 3. Magistério da Educação Básica Financiamento e Gestão Educacional. Brasília: Inep, 2009. Disponível em: . Acesso em: Ago. 2017.

______. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2014.

BURGOS, Marcelo Tadeu Baumann. O Cotidiano das Diretoras. Artigo. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2016.

Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED). O que é o PROGESTÃO. Disponível em: . Acesso em: 27 set. 2016.

FERNANDES, Cássia do Carmo Pires. O programa escola de gestores da educação básica e seus efeitos para a formação de gestores escolares em Minas Gerais. Tese (Doutorado em educação). Juiz de Fora: UFJF, 2015. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2017.

FORTUNATTI, José. Gestão da educação pública: caminhos e desafios. Porto Alegre: Artmed, 2008. pp. 51-54. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2016.

GOMES, Alfredo Macedo; SANTOS, Ana Lúcia Felix dos; MELO, Darci Barbosa Lira. Escola de gestores: política de formação em gestão escolar. RBPAE – v.25, n.2, p. 263-281, mai./ago. 2009. Disponível em: . Acesso em: 29 set. 2016.

LÜCK, Heloísa. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Editora Positivo, 2009. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

______. Perspectivas da Gestão Escolar e Implicações quanto à Formação de seus Gestores. Em Aberto, Brasília, v. 17, n. 72, p. 11-33, fev./jun. 2000. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

MACHADO, Maria Aglaê de Medeiros. Desafios a Serem Enfrentados na Capacitação de Gestores Escolares. Em Aberto, Brasília, v. 17, n. 72, fev./jun. 2000, p. 97-112. Disponível em: . Acesso em: 02 mar. 2017.

MEC. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA. Projeto do Curso de Especialização em Gestão Escolar (Lato Sensu). Brasília, 2007. Disponível em: . Acesso em: 29 set. 2016.

MINAS GERAIS. Edital SEE Nº 03/2015. Certificação Ocupacional de Diretor de Escola Estadual. Divulga normas relativas ao Processo de Certificação Ocupacional de Diretor de Escola Estadual. Imprensa Oficial de Minas Gerais, Minas Gerais, MG, 29 set. 2015a. p. 37-38.

______. Lista de Escolas (Lista atualizada de escolas estaduais de Minas Gerais. Contém nomes, endereços, telefones e outros dados das instituições). 05 de Maio de 2017. Disponível em: . Acesso em: 13 mai. 2017.

______. Organograma da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2016.

______. Resolução SEE nº 2795, de 28 de setembro de 2015. Estabelece normas para escolha de servidor ao cargo de diretor e à função de vice-diretor de escola estadual de Minas Gerais e trata de outros dispositivos correlatos. Imprensa Oficial de Minas Gerais, Minas Gerais, MG, 29 set. 2015b. p. 38-39.

PARO, Vitor Henrique. A educação, a política e a administração: reflexões sobre a prática do diretor de escola. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 36, n.3, p. 763-778, set./dez. 2010. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

TEIXEIRA, Anísio. Que é administração escolar? Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Rio de Janeiro, v.36, n.84, 1961. p.84-89. Disponível em: . Acesso em: 01 ago. 2016.

TEIXEIRA, Beatriz de Basto; MALINI, Eduardo. Formação de diretores: Exigência à melhoria da gestão escolar. III Congresso Ibero Americano de Política e Administração da Educação. 2012. Disponível em: . Acesso em: 29 set. 2016.




DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v0i0.2685

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Triângulo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.