TECNOLOGIAS EDUCATIVAS: FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEM, DE DESAPRENDIZAGEM OU DE DISCRIMINAÇÃO?

Pedro Caldeira

Resumo


Resumo
Este artigo analisa o impacto que diferentes sistemas de apresentação de informação exercem sobre a aprendizagem superficial e profunda e a satisfação em alunos com orientações para o estudo contrastantes. Foram desenvolvidos quatro sistemas de informação: um impresso, um segundo digital contendo apenas texto (a versão digital menos dinâmica e interativa), um terceiro também digital, mas em que o texto era acompanhado de imagens (a segunda versão digital linear) e um quarto sistema também contendo texto e imagens, mas num formato hipermédia (a versão digital mais dinâmica e interativa). Grupos de participantes com três orientações para o estudo contrastantes (Significado/Sucesso, Reprodução e Desorganizada) aprenderam a mesma informação usando uma das quatro versões da mesma informação e os resultados mostraram que, em primeiro lugar, os participantes com uma orientação para o estudo desorganizada obtiveram melhores resultados quando interagiam com as versões menos dinâmicas e interativas (impressa e digital apenas com texto), em segundo lugar, o mesmo grupo de participantes prefere claramente versões mais dinâmicas e interativas e, em terceiro lugar, os participantes com uma orientação para o significado preferem os sistemas que apresentam a informação de uma
forma linear e tradicional. Estes resultados mostram a  necessidade de melhor se compreender a  relação entre orientação para o estudo do indivíduo e as características da informação, pois os estudantes com resultados escolar mais baixos preferem sistemas de informação mais dinâmicos e interativos  que exercem um profundo impacto negativo nas suas aprendizagens e eles não têm consciência da troca que fazem entre satisfação e aprendizagem. Esses alunos necessitam de apoio extra (através dos materiais educativos ou de outros agentes escolares) de modo a que eles ultrapassem essa troca.

Palavras chave: orientações para o estudo, dinamismo da informação, interatividade, segmentação da informação, aprendizagem superficial, aprendizagem profunda, satisfação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/rt.v5i1.272

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



A Revista Triângulo é signatária da DECLARAÇÃO DO MÉXICO - Declaração Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomenda o uso da licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual (CC BY-NC -SA, em inglês) para garantir a proteção da produção acadêmica e científica regional em Acesso Aberto. 

Triangulo Journal is signatory of MEXICO DECLARATION - LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT Joint Declaration recommending the use of the license to ensure the protection of academic production and regional scientific research in Open Access.

La Revista Triangulo es signataria de la DECLARACIÓN DE MÉXICO - Declaración Conjunta LATINDEX-REDALYC-CLACSO-IBICT que recomienda el uso de la licencia Creative Commons Asignación-NoComercial-CompartirIgual (CC BY-NC -SA, en inglés) para garantizar la protección de la producción académica y científica regional en Acceso Abierto.