Uma leitura além da "margem": relações entre leitor, texto e vida

Daliane Nascimento Santos, Alessandra Cardozo Freitas

Resumo


Por compreendermos que a leitura de literatura pressupõe a relação palavra e vida, texto e leitor, investigamos como aprendizes respondem quando são mobilizados a estabelecer relações texto-vida durante discussão de histórias. A abordagem metodológica é de natureza qualitativa, envolvendo protocolos da pesquisa exploratória e de intervenção. Para a coleta de dados, foram realizadas oito sessões de leitura com alunos do 4º ano do ensino fundamental de uma escola pública de Natal/RN-Brasil, a partir das obras de Lygia Bojunga: A Bolsa Amarela e Tchau. Para este trabalho, recorremos a episódios de uma das sessões desenvolvidas com o livro A Bolsa Amarela, focalizando as atitudes dos alunos às perguntas que provocam a inter-relação texto-vida, com respaldo nas teorizações de Jauss (1994), Iser (1996), Jouve (2002), Petit (2008), Amarilha (2013) e Eco (1994). Constatamos que os alunos: i) colocam-se em lugar da personagem; ii) comparam situações vividas na ficção e na vida real; iii) julgam e sugerem novas ações para as personagens. Essa análise evidencia a presença de um leitor ativo, que pensa sobre o que lê, recorre às suas experiências de vida e atualiza o texto ao selecionar e combinar novas informações, construindo, assim, novos significados dando sentido a palavra escrita.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/rs.v5i4.1384

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN: 1983-3873