METODOLOGIAS DE ENSINO PARA LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS – REGIONAL JATAÍ

Natasha Vicente da Silveira Costa

Resumo


Resumo: Este artigo relata uma experiência docente na Universidade Federal de Goiás – Regional Jataí que pretendeu suavizar os efeitos colaterais da modernidade líquida no ensino de Literaturas de Língua Inglesa por meio da aplicação de 20 atividades didáticas cuja abordagem centra-se no aluno e na aprendizagem ativa. Elas se agruparam em 4 métodos gerais de ensino: o planejamento de atividades que durassem entre 15 e 20 minutos; o emprego de suportes como áudio, vídeo e imagens; o desenvolvimento das habilidades linguísticas de audição, fala, escrita e leitura; e o trabalho coletivo. A sensação de aprendizagem dos discentes foi gerada por meio de um questionário anônimo respondido por escrito ao final das disciplinas, instrumento que revelou a preferência por atividades de curta duração, o emprego de vídeos, o enfoque na habilidade linguística da fala e os trabalhos em equipe, em comparação aos individuais. Tais resultados, afinal, demonstram que é possível mitigar a liquidez no ensino e expõem a necessidade de reelaborar algumas práticas, principalmente as atividades de áudio e aquelas com suporte exclusivo em papel.

Palavras-chave: aprendizagem ativa; atenção discente; trabalho em equipe; atividades de curta duração; ensinar textos narrativos; ensinar textos teóricos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/rs.v7i2.2305

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Qualis B2 (área Letras/Linguística)

ISSN: 1983-3873