A PRÁTICA DE ANÁLISE LINGUÍSTICA: DIÁLOGO ENTRE PROFESSOR X TEXTO X ESCRITOR

Silvane Aparecida de Freitas

Resumo


Consideramos que não há atividade melhor para levar o aluno a agir e refletir com e sobre a linguagem do que levar o estudante a perceber as diversas maneiras de dizer o mesmo. No meio escolar, essas atividades são denominadas de Atividades de Análise Lingüística (GERALDI, 1984), termo que surgiu para denominar uma nova perspectiva de reflexão sobre o sistema lingüístico e sobre os usos da língua, com vistas ao tratamento escolar de fenômenos gramaticais, textuais e discursivos. Partindo desses pressupostos, pretendo analisar como um professor do 5º ano do ensino fundamental encaminha as atividades de refacção textual. Esse professor aponta apenas para a correção de aspectos pontuais do texto, ou trabalha de uma forma discursiva encaminhando para ampliação de idéias, informatividade, argumentação e coerência?

PALAVRAS-CHAVE: análise linguística; diálogo; produção textual; leitura; professor.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.18554/rs.v2i02.29

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN: 1983-3873