Unidade e dispersão: os efeitos da polifonia na constituição das posições-sujeito no gênero Ata

Álvaro José da Silva Fonseca, Janete Silva dos Santos

Resumo


Os gêneros formulaicos (ofícios, memorandos, requerimentos, relatórios, atas etc.) são subestimados em sua importância para a construção das relações discursivas institucionais. Partindo dessa posição, o presente artigo se dedica a investigar a ata – um dos gêneros formulaicos mais presentes no ambiente organizacional – considerando uma de suas caraterísticas constitutivas: a polifonia. Nosso objetivo é analisar os efeitos dessa polifonia na constituição das posições-sujeito linguisticamente marcadas pelas irregularidades em relação ao intradiscurso. Trata-se de uma pesquisa documental cujo corpus é a Ata da 72ª reunião ordinária do Conselho Diretor do Câmpus Araguaína da Universidade Federal do Tocantins. Especificamente, analisamos a discursão do “ITEM XI - Proposta coletiva da criação da Secretaria das Coordenações de Cursos de Graduação (SEGRAD) ”. A escolha desse documento se deve ao fato de, como servidores da referida instituição, possuirmos acesso privilegiado às condições de produção materiais do texto, o que é fundamental dentro do campo teórico metodológico ao qual nos filiamos, a análise de discurso francesa de M. Pêcheux e E. Orlandi. De um modo geral, nossa investigação demonstra que, no recorte específico, a regularidade intradiscursiva marcada na Ata é deslocada num movimento de dispersão da posição-sujeito identificada como “prof./profa. ”. 


Palavras-chave


Análise de Discurso; Polifonia; Ata

Texto completo:

PDF

Referências


BATISTA, S. L.; NASCIMENTO, E. P. A Argumentatividade no gênero ata: operadores argumentativos e modalizadores discursivos. In: VI Congresso Internacional da ABRALIN, 2009, João Pessoa. Anais - VI Congresso Internacional da Abralin. João Pessoa: Idéia, 2009. v. Único. p. 2659-2666.

BATISTA, S. L.; NASCIMENTO, E. P. Redação Comercial/Oficial e Argumentação: operadores e modalizadores no gênero relatório. In: III ENSECE-PB (Encontro de Secretariado Executivo da Paraíba), 2010, João Pessoa e Mamanguape-PB. Desenvolvendo Novas Competências. João Pessoa: Idéia, 2010. v. Único. p. 154-169.

BRASIL. Manual de Redação da Presidência da República. 3 ª ed. Brasília: Presidência da República, 2018.

DEUS, K. R. A. G.; NASCIMENTO, E. P. O processo de ensino-aprendizagem de produção escrita do gênero memorando, a partir de sequências didáticas. In: III Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo, 2013, João Pessoa. ANAIS do III Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo - O conhecimento científico e as novas tecnologias em secretariado: relevância e impacto social. João Pessoa: Idéia, 2013. v. Único. p. 440-456.

DUCROT, O. O dizer e o dito. Campinas, SP: Pontes, 1987.

GONCALVES, K. R. A.; NASCIMENTO, E. P. Comunicação Escrita em Secretariado: a argumentação na carta comercial. In: II ENASEC Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo, 2011, Passo Fundo-RS. A Evolução da profissão por meio da pesquisa. Passo Fundo: UFP, 2011. v. Único. p. 01-17.

GONCALVES, K. R. A.; NASCIMENTO, E. P. Estratégias Argumentativas nas Cartas Comerciais. In: III ENSECE-PB (Encontro de Secretariado Executivo da Paraíba), 2010, João Pessoa. Desenvolvendo Novas Competências. João Pessoa: Idéia, 2010. v. Único. p. 73-84.

LIMA, G. B.; NASCIMENTO, E. P. A modalização avaliativa no gênero textual discursivo requerimento: marcas de subjetividade. In: III Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo, 2013, João Pessoa. ANAIS do III Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo - O conhecimento científico e as novas tecnologias em secretariado: relevância e impacto social. João Pessoa: Idéia, 2013. p. 411-424.

NASCIMENTO, E. P. (org). A argumentação na redação comercial e oficial: estratégias semântico-discursivas em gêneros formulaicos. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2012.

NASCIMENTO, E. P. A Polifonia de Locutores como Estratégia Semântico-Argumentativa no Gênero Ata. In: IX Encontro Nacional de Interação em Linguagem Verbal e Não Verbal, 2010, João Pessoa. Caderno de Resumos - IX ENIL. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2010. p. 93-94.

NASCIMENTO, E. P. A polifonia de locutores no gênero ata: estratégia semântico-argumentativa. Desenredo (PPGL/UPF), v. 8, p. 112-130, 2012.(a)

NASCIMENTO, E. P. A polifonia nos gêneros acadêmicos e formulaicos: a construção de sentidos a partir da evocação da palavra alheia. In: XXV Jornada Nacional do GELNE, 2014, Natal RN. Anais da XXV Jornada Nacional do GELNE. Natal-RN: EDUFRN, 2014. p. 01-14.

NASCIMENTO, E. P. La argumentación en los géneros de los universos empresarial y oficial: los modalizadores discursivos. In: II Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del MERCOSUR, 2014, Buenos Aires. Libro de actas II CIPLOM. Buenos Aires: Casa do Brasil, 2013. v. Único. p. 1488-1498.

NASCIMENTO, E. P.; ANDRADE, L. H. S. A produção textual mediada por sequências didáticas: uma experiências com gêneros formulaicos. In: II Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del MERCOSUR, 2014, Buenos Aires. Libro de actas II CIPLOM. Buenos Aires: Casa do Brasil, 2013. v. ùnico. p. 573-584.

NASCIMENTO, E. P.; GONCALVES, Y. S. O gênero do discurso resolução: características semântico-argumentatiivas. In: III Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo, 2013, João Pessoa. ANAIS do III Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo - O conhecimento científico e as novas tecnologias em secretariado: relevância e impacto social. João Pessoa: Idéia, 2013. p. 425-439.

NASCIMENTO, E. P.; OLIVEIRA, P. R. S. As estratégias polifônicas no gênero ata com locutores identificados como secretários. In: II ENASEC Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo, 2011, Passo Fundo-RS. A Evolução da profissão por meio da pesquisa. Passo Fundo: UFP, 2011. v. Único. p. 01-17.

ORLANDI, E. P. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. 4ª ed. Campinas, SP: Pontes. 2012.

ORLANDI, E. P. Discurso e argumentação: um observatório político. Fórum linguístico, Florianópolis, n. 1 (73-81), jul.-dez. 1998

ORLANDI, E. P. Discurso e Leitura. 8ª ed. São Paulo: Cortez, 2008.

ORLANDI, E. P. Análise do discurso: princípios e procedimentos. Campinas/SP: Pontes, 6ª edição, 2005.

SANTOS, S. M. C.; NASCIMENTO, E. P. O gênero edital e suas características linguístico-discursivas: para além dos manuais de redação. In: II ENASEC Encontro Nacional Acadêmico de Secretariado Executivo, 2011, Passo Fundo-RS. A Evolução da profissão por meio da pesquisa. Passo Fundo: UPF, 2011 (b). v. Único. p. 01-12.

SANTOS, S. M. C.; NASCIMENTO, E. P. Os modalizadores como estratégia semântico-argumentativa no gênero edital. In: VII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura, 2011, Campina Grande. ANAIS VII Seminário Nacional sobre Ensino de Língua Materna e Estrangeira e de Literatura. Campina Grande: Universidade Federal de Campina Grande, 2011 (a). v. Único. p. 112-126.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS (UFT). Resolução do Conselho Universitário da UFT n° 012/2004. Aprova a criação do Regimento Interno do Conselho Diretor do Campus de Araguaína. Palmas: 2004. Disponível em: < https://docs.uft.edu.br/share/proxy/alfresco-noauth/api/internal/shared/node/p42H2b32RsqXUR7bztm3sQ/content/12-2004%20-%20Regimento%20Interno%20Conselho%20Diretor%20Campus%20Aragua%C3%ADna.pdf>. Acesso em: 21 set. 2019.




DOI: https://doi.org/10.18554/rs.v8i2.4007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 1983-3873