Os argumentos mais usados nas redações produzidas pelos candidatos ao exame nacional do ensino médio (ENEM)

Suzimara de Oliveira Dantas, Elisete Maria de Carvalho Mesquita

Resumo


Este estudo visa a analisar os argumentos utilizados pelos candidatos que se submeteram ao processo de entrada ao Ensino Superior, mais especificamente, ao Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM (2017). Considerando que a prova de redação é exigida por todos os processos seletivos, seja ENEM sejam vestibulares, ainda realizados por poucas Instituições de Ensino Superior brasileiras, podemos dizer que os alunos, de um modo ou de outro, serão levados a mostrarem sua capacidade argumentativa. Essa realidade nos leva a concluir que a capacidade argumentativa dos candidatos é imprescindível para uma boa produção escrita, principalmente. Para alcançar o objetivo proposto, nos apoiamos nos pressupostos teóricos de Adam (2008), Bakhtin (1979), Geraldi (1997), Travaglia (1991), dentre outros autores que tratam de questões relacionadas à produção de textos orais e escritos. Em consonância com a base teórica adotada, coletamos e analisamos um corpus constituído de 20 redações produzidas por estudantes que se submeteram ao ENEM (2017). Ao olharmos para esse corpus, percebemos que dentre os diferentes tipos de argumentos existentes, o de exemplificação e o de autoridade são os mais recorrentes, o que, acreditamos, se deve à maneira como as escolas ensinam os alunos a produzirem os textos (GERALDI, 1997).


Palavras-chave


redação; produção de textos; argumentação; ENEM; ensino; Língua Portuguesa.

Texto completo:

PDF

Referências


ADAM, J-M. A Linguística Textual: introdução à análise textual dos discursos. São Paulo: Cortez, 2008.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. Tradução: Maria Ermantina Galvão G. Pereira. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BRASIL/MEC/SEB. A redação no ENEM 2017: Guia do Participante. Brasília: O Instituto, 2017. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/guia_participante/2017/manual_de_redacao_do_enem_2017.pdf. Acesso em: 18 de abr. de 2019.

BRASIL, Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília: MEC/ Semtec, 2000.

BRONCKART, J. P. Atividade de linguagem, textos e discursos. São Paulo: PUCSP, 1999.

CRUZ, M. C. (Org.). A produção textual no nível médio: Uma Análise das Condições de Produção. 2005. Disponível em: http://www.ple.uem.br/defesas/pdf/mccruz.pdf. Acesso em: 10 jul. 2019.

GERALDI, J.W. (Org.). O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 1997.

GERALDI, J.W. Portos de Passagem. São Paulo: Martins, 2003.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola, 2008.

ROJO, R. (org.). A prática de linguagem em sala de aula: praticando os PCNs. Campinas, SP: Mercado de Letras – Educ, 2000.

ROJO, R. (org.). Gêneros do discurso e gêneros textuais: questões teóricas e aplicadas. In J. L. Meurer, A. Bonini, & D. Motta-Roth (Org.), Gêneros: teorias, métodos, debates. São Paulo: Parábola. 2005.

TRAVAGLIA, L. C. Aspectos da pesquisa sobre tipologia textual. Revista de Estudos da Linguagem. UFMG, vol. 20, n. 2. 2012.

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Vestibular tradicional. Brasília, DF. c2016. Disponível em: https://www.unb.br/graduacao2/formas-de-ingresso/590-formas-de-ingresso?menu=434. Acesso em: 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ. Vestibular 2019. Itajubá, MG. c2019. Disponível em: https://unifei.edu.br/processos-seletivos/processo-seletivo-de-admissao/vestibular-2019/. 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA. Coordenação Geral de Processos Seletivos | COPESE.c2019. Disponível em: https://www2.ufjf.br/copese/vestibular-pism-2/vestibular-pism-edicoes-anteriores/vestibular-pism-2019/#concurso-vestibular-para-musica-2019. Acesso em: 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS. PAS – Processo de Avaliação Seriada. Lavras, MG. [s.d.]. Disponível em: https://ufla.br/pas-ufla. Acesso em: 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL. Portal de Ingresso UFMS. Campo Grande, MS. c2019. Disponível em: https://ingresso.ufms.br/publicacao/2019/vestibular-ufms-2019-edital-de-abertura/. Acesso em: 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Super PAVE. Edição Atual 2019. Pelotas, RS. [s.d.]. https://wp.ufpel.edu.br/pave/edicao-atual/. Acesso em: 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNANBUCO. Formas de Ingresso nos Cursos. Recife, PE. c2019. Disponível em: https://www.ufpe.br/formas-de-ingresso. Acesso em: 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA. Processo Seletivo Vestibular 2019-2. Uberlândia, MG. c2017. Disponível em: https://www.portalselecao.ufu.br/servicos/Edital/cronograma/883. Acesso em: 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ. Processo Seletivo 2019.2 – UNIFAP. [s.d]. Disponível em: https://depsec.unifap.br/index.php?c=ps192. Acesso em: 17 de jun. de 2019

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS. COMVEST - Comissão Permanente de Concursos. Processo Seletivo Contínuo – PSC. Manaus, AM. c2005. Disponível em: http://comvest.ufam.edu.br/psc.htm. Acesso em: 17 de jun. de 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Vestibular. Curitiba, PR. c2019. Disponível em: https://www.ufpr.br/portalufpr/concursos/vestibular/. Acesso em : 17 de jun. De 2019.

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. Ingresso no curso de graduação em Medicina da Faculdade de Medicina de Campos - 2019 - 1º semestre. Niterói, RJ. [s.d.]. Disponível em: http://www.coseac.uff.br/fmc/20191/index.htm. Acesso em: 17 de jun. de 2019.




DOI: https://doi.org/10.18554/rs.v9i1.4102

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 1983-3873