A memória como procedimento ficcional no conto “El Árbol” de María Luisa Bombal

Tatiane Lazaro de Oliveira, Deolinda de Jesus Freire

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o conto “El Árbol”, de Maria Luisa Bombal, que foi publicado pela primeira vez em 1940. A narrativa apresenta como personagem principal a jovem “Brígida”, filha mais nova de seis irmãs que foram educadas pelo pai. A personagem de Brígida desempenha o típico papel da mulher do início do século XX, ou seja, sempre submetida à figura masculina, primeiro à do pai e, após o casamento, à do marido. A partir das teorias de Alfredo Bosi e Ricardo Piglia sobre o conto, nossa proposta é analisar a estrutura e o estilo da narrativa considerando a memória como procedimento de construção ficcional. A partir da memória, interessa-nos analisar como o leitor é apresentado às angústias de Brígida desde a infância e como esses sentimentos vão se intensificando com o visível fracasso de seus anseios. Consideramos que esses anseios representam a forma como a mulher era vista pela sociedade patriarcal do início do século XX.


Palavras-chave


Memória; Narrativa; Conto.

Texto completo:

PDF

Referências


BENJAMIN, W. Escavando e Recordando. In: Rua de mão única. 5ª Ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1995, p.239-240.

BIBLIOTECA NACIONAL (Chile). María Luisa Bombal (1910-1980) Santiago: Memoria Chilena. Disponível em: . Acesso em 27 mai. 2015.

BOMBAL, M. L. El Árbol. In: Fernández, M. R. (org.). Antología de Cuentos Hispanoamericanos. Santiago de Chile: Editorial Universitaria, 1995, p. 209-220.

BOSI, A. Situação e formas do conto brasileiro contemporâneo. In: O conto brasileiro contemporâneo. São Paulo: Cultrix, 2004, p. 7-21.

BOSI,E. Memória e Sociedade: Lembranças dos Velhos. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

CHEVALIER, J.; GHEERBRANT, A. Dicionário de Símbolos: Mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. 17º ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.

DE MARCO, V. O conto espanhol contemporâneo: Fragmentos da história, Florianópolis: DLLE/UFSC, 1987, n. 3, JAN/DEZ. p.96.

HOUAISS ELETRÔNICO. São Paulo: Editora Objetiva, 2013.

LE JOLIFF, T.C. El vals de enajenación: la alteridad trágica en “El Arbol” de María Luisa Bombal. Revista de Literatura Latinoamericana, Valparaiso, ISSN 0145-8973, Vol. 42, Nº. 2, 2013.




DOI: https://doi.org/10.18554/rs.v9i2.4109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 1983-3873