Reflexões sobre o ensino do gênero resumo nas aulas de língua portuguesa na educação de jovens e adultos – EJA

Nubia Cristina Prates Santos Oliveira, Maria Eunice Barbosa Vidal

Resumo


Este artigo é o resultado de uma pesquisa mais ampla desenvolvida no Programa de Mestrado Profissional em Letras, ProfLetras / UFTM, que buscou identificar as possíveis dificuldades de compreensão textual de uma turma de nono da EJA, em escola pública da cidade de Franca-SP, usando como estratégia interventiva uma sequência de atividades de leitura e escrita com enfoque no gênero resumo. Com o intuito de construir um referencial teórico, baseamo-nos nos estudos de Bakhtin (2003), Geraldi (1997), Marcuschi (2001), entre outros. Em virtude de objetivos didático-metodológicos, também recorremos aos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) que, desde o final da década de 1990, já propunham o trabalho com os gêneros textuais na educação brasileira. Nesse sentido, verificou-se em que medida o resumo serve como ferramenta para auxiliar os alunos no desenvolvimento de técnicas de estudo de conteúdos escolares, como por exemplo, textos do livro didático da disciplina de Ciências também ofertada a esses estudantes da EJA. Os resultados desta pesquisa, de natureza interdisciplinar, mostraram que as atividades trabalhadas contribuíram para que os alunos se apropriassem de conhecimentos, dedicando maior atenção aos textos lidos na escola. De maneira complementar, os sujeitos da pesquisa relataram que o uso de estratégias apreendidas em sala de aula passou, naturalmente, a fazer parte não somente da sua rotina de estudos, mas também das práticas de leitura do cotidiano. Concluindo: foram relacionados os resultados obtidos, bem como algumas sugestões didático-pedagógicas a professores de língua portuguesa, em consonância com documentos oficiais de ensino, de modo a assegurar a compreensão de conteúdos escolares e estimular o gosto pela leitura.

 

 


Palavras-chave


EJA; Resumo; Ensino

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRASIL - MEC / Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRITTO, L. P. L. Inquietudes e desacordos: a leitura além do óbvio. Campinas: Mercado de Letras, 2012.

GERALDI, J. W. O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 1997.

MACHADO, A. R.; LOUSADA, E. G.; ABREU-TARDELLI, L. S. O resumo escolar: uma proposta de ensino do gênero. Signum: Estud. Ling. Londrina, n. 8/1, jun. 2005, p. 89-101.

MARCUSCHI, L. A. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 2001.

SÃO PAULO. Ciências: caderno do estudante. São Paulo: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI): Secretaria da Educação (SEE), 2014.

SOARES, Magda. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista brasileira de educação, [S.I.], n. 25, p. 5-17, jan/ fev/ mar/abr 2004.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo: Cortez, 2009.




DOI: https://doi.org/10.18554/rs.v9i1.4379

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN: 1983-3873