Revista Triângulo https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo <p>A <em>Revista Triângulo</em> (ISSN 2175-1609) tem a missão de disseminar o conhecimento científico e incentivar debates acadêmicos nos campos de Fundamentos e das Metodologias Educacionais assim como das Políticas, dos Saberes e Práticas Educativas, da Formação de Professores e da Cultura Digital em interface com a Educação. </p> <p>The <em>Revista Triângulo</em> (ISSN 2175-1609) has the mission to disseminate scientific knowledge and encourage academic debates in the fields of the Fundamentals and Educational Methodologies, as well as the Policies, Knowledge and Educational Practice of Teacher Education Training and of Digital Culture in interface with Education.</p> <p>La <em>Revista Triângulo</em> (ISSN 2175-1609) es un periódico con la misión de difundir el conocimiento científico y fomentar los debates académicos en los campos de Bases y Metodologías Educativas, así como las Políticas, Conocimiento y Práctica Educativa, de la Formación Docente y de la Cultura Digital en la interfaz con la Educación. </p> pt-BR <p>Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos: Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/" target="_new">Licença Creative Commons Attribution </a>que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</p> retriangulo@uftm.edu.br (Prof.ª Dr.ª Vânia Cristina da Silva Rodrigues e Prof. Dr. Rosemberg Aparecido Lopes Ferracini) retriangulo@uftm.edu.br (Prof. Dr. Rosemberg Aparecido Lopes Ferracini e Prof.ª Dr.ª Vânia Cristina da Silva Rodrigues) Wed, 24 Jan 2024 14:58:58 -0300 OJS 3.3.0.8 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 O que compensa mais: gasolina ou etanol? https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6508 <p><span style="font-weight: 400;">Neste artigo apresentamos o relato de uma experiência vivenciada durante a disciplina de Estágio Supervisionado, em especial, durante a regência de uma aula na qual foi realizada uma atividade investigativa. Assim, estabelecemos como objetivo </span><span style="font-weight: 400;">analisar as estratégias adotadas pelos alunos durante tal atividade, na qual noções de porcentagem foram mobilizadas para reflexão sobre o consumo de combustível em automóveis. Para tanto, do ponto de vista teórico, o relato lança mão de um conceito de investigação que ressalta a importância de se valorizar o papel social da Matemática na sociedade. Do ponto de vista metodológico, nos valemos da legitimidade reconhecida nas pesquisas sobre a própria prática. Torna-se imperativo ressaltar que o material, sobre o qual incidirá a análise, foi produzido a partir do acesso aos registros de uma aula no relatório de estágio e no diário de campo de um dos autores. Como principais resultados, destacamos: i) a </span><span style="font-weight: 400;">atividade investigativa pareceu ter incentivado os alunos no sentido de utilizarem o conceito de porcentagem para comparar qual combustível era economicamente mais vantajoso, a partir de uma ação de coletar informações reais sobre os preços praticados pelos postos de combustível da cidade em que residiam; ii) por meio da atividade investigativa, os estudantes fizeram uso de duas estratégias diferentes para o cálculo de porcentagens. </span></p> Thais Ester Gonçalves, André Augusto Deodato Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6508 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Ensino e Aprendizagem da Escrita https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7261 <p><span style="font-weight: 400;">O Dossiê “</span><strong><em>Ensino e Aprendizagem da Escrita</em></strong><span style="font-weight: 400;">” que ora apresentamos foi produzido por membros do Laboratório de Estudos da Escrita</span><span style="font-weight: 400;">. Trata-se de um </span><span style="font-weight: 400;">grupo de estudo e pesquisa que vem trabalhando, desde 2016, sob a coordenação (liderança) do Prof. Dr. Messias Dieb, tendo como principais colaboradores os orientandos de mestrado e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação da Faced/UFC e pesquisadores de outras universidades em supervisão de estágio pós-doutoral.</span></p> <div>Agradecemos imensamente pela parceria.</div> <div> <div><span style="font-family: arial, sans-serif;">Atenciosamente,</span></div> <div><span style="font-family: arial, sans-serif;"> </span></div> <div><span style="font-family: arial, sans-serif;">Organizadores do Dossiê:</span></div> <div><span style="font-family: arial, sans-serif;">Prof. Dr. Messias Dieb (UFC)</span></div> <div><span style="font-family: arial, sans-serif;">Prof. Dr. Antonio Evanildo (UECE)</span></div> </div> MESSIAS DIEB, Antonio Evanildo Cardoso de Medeiros Filho Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7261 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Da relação com a escrita à aprendizagem de formas discursivas https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7136 <p>Nos trabalhos de pesquisa sobre o ensino da escrita, estão presentes duas correntes: uma delas se apropria da noção de representação de diferentes ramos das ciências sociais; a outra toma emprestada à linguística a noção de formas discursivas. Meu propósito é tentar relacionar as duas abordagens. Para isso, este trabalho está organizado em três tempos: (a) inicialmente, evoco os avanços recentes da pesquisa sobre o ensino da escrita, que incitam o apelo à noção de representação; em seguida, (b) analiso essa noção. Explico por que, no ensino da escrita, utiliza-se a noção de representações sem acrescentar a ela o adjetivo “sociais”; depois explico por que um certo número de pesquisadores prefere a noção de relação com a escrita à de representações da escrita; finalmente, (c) abordo as conexões entre a relação com a escrita e a aprendizagem de formas discursivas. Com essa finalidade, apresento alguns resultados de uma pesquisa de campo. Mostro como uma das dimensões da relação com a escrita – o modo de verbalização sobre a escrita – pode ser objeto de uma operacionalização didática.</p> MESSIAS DIEB Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7136 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Práticas de ensino na alfabetização https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7129 <p>O desenvolvimento de práticas de escrita que considerem os saberes dos educandos nos anos iniciais do ensino fundamental, favorecendo o seu protagonismo no processo de alfabetização, ainda representa um grande desafio para os professores do ciclo de alfabetização. Nesse sentido, tem-se como objetivo analisar práticas de ensino para a apropriação da escrita por crianças do ciclo de alfabetização do ensino fundamental, tendo a linguagem como forma de interação e interlocução no contexto escolar da alfabetização. Tomaremos como referência Vigotski, (2007; 2018) e Smolka (1988), Goulart, Gontijo, <em>et al.</em> (2017) concernente à perspectiva discursiva na apropriação dessa linguagem. A metodologia adotada para elaboração do estudo consiste na reflexão sobre os pressupostos da Alfabetização Discursiva a partir da análise da prática pedagógica de uma professora da turma de 2º ano do ensino fundamental de uma escola municipal de Fortaleza-Ceará. Conclui-se a relevância de os professores alfabetizadores refletirem sobre sua prática pedagógica e compreenderem que a alfabetização não consiste em um ato mecânico de ler e escrever, mas em um processo de interação e interlocução entre os professores e as crianças, além disso, precisam perceber que a escrita é uma prática social da qual as crianças se apropriam e participam.</p> <p> </p> Maria José Barbosa, Elizangela Silva Mesquita, Lílian Sousa de Castro Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7129 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 A representação social dos professores alfabetizadores sobre o letramento https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7133 <p>O objetivo deste artigo consistiu em descrever a estrutura organizacional dos elementos que compõem os sistemas central e periférico da representação social de professores alfabetizadores sobre o letramento. Em relação ao caminho metodológico, é uma pesquisa de natureza qualitativa. Para a coleta de dados, recorreu-se ao uso, a partir da Teoria do Núcleo Central (Abric, 2001; 2003), da técnica de associação livre de palavras e a hierarquização de itens para identificar e descrever os elementos da estrutura organizacional referentes à Representação Social (RS) dos docentes acerca do letramento. Baseamo-nos nos pressupostos da Teoria das Representações Sociais de Moscovici (1976), fundamentando-nos nas abordagens de Abric (2001), Flament (1994), Doise (2001) e Denise Jodelet (2001). As contribuições de Soares (2005; 2017) e de Kleiman (2008) sobre o conceito de letramento também fundamentaram este estudo. Os resultados obtidos apontam o termo cognitivo <em>conhecimento/leitura de mundo </em>como o elemento principal dentro do núcleo central da RS, com seus elementos adjuntos: fazer uso social e compreender. Concluímos que ser letrado, para os professores alfabetizadores, implica construir um conhecimento (uma leitura) de mundo, sabendo fazer uso social desse conhecimento e compreendendo o seu entorno, em especial no que diz respeito ao uso da linguagem escrita.</p> <p><strong>&nbsp;</strong></p> Elaine Vieira de Almeida, Milene Kinlliane Silva de Oliveira Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7133 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 "Muitos só querem aprender assinar o nome” https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7127 <p style="font-weight: 400;">O objetivo é analisar os significados construídos na relação de professores com o saber ensinar leitura e escrita em turmas da educação de jovens e adultos no município de Redenção – CE. A base teórica está centrada nos conceitos de mobilização, atividade e sentido, discutidos por Bernard Charlot (2000), em sua teoria sobre a Relação com o Saber. Acrescentam-se a essa base teórica a discussão de Magda Soares (2004) sobre as práticas de alfabetização e a compreensão de Brian Street (2006) sobre o letramento, além das ideias de Paulo Freire (1987) no diálogo com a formação humana. A pesquisa qualitativa, descritivo-interpretativa, produziu dados a partir de áudios autorizados pelos professores da EJA em encontros de formação e visita <em>in loco</em> nas escolas, em 2023. A análise dos dados nos autoriza a afirmar que, para os professores, é significativo o exercício da docência por meio do qual eles reconhecem o valor da leitura e da escrita pelos estudantes a partir da grafia de seu próprio nome, pois isso ultrapassa e amplia o sentido de ensinar a aquisição convencional da tecnologia da escrita, tendo como mobilização o desencadeamento de significados plurais nos aprendentes. Os dados confirmam ainda o pressuposto de que essa relação com o saber ensinar apresenta uma conexão, em forma de espelhamento, entre as histórias pessoais dos estudantes de EJA e a baixa escolarização vivenciada pelos pais dos professores.</p> <p style="font-weight: 400;">&nbsp;</p> Luís Carlos Ferreira, Júlio Araújo Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7127 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Oficina de elaboração de itens https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7135 <p><span style="font-weight: 400;">Esse artigo tem como objetivo descrever a experiência de uma oficina de elaboração de itens aplicada em uma turma de 9º ano de uma escola da rede pública municipal do EUSÉBIO-CE. Com base no trabalho com os descritores da Língua Portuguesa presentes na matriz de referência do Saeb e Spaece observamos o desenvolvimento dos alunos quanto ao nível de proficiência e aprendizagem significativa, no processo de construção do conhecimento. Utilizamos como fundamentação teórica os conceitos de avaliação da aprendizagem (LUCKESI, 1997) no contexto das avaliações externas e do planejamento do professor (FÁVERO; TONIETO, 2010), o conceito de letramento (SOARES, 2004) e dos gêneros do discurso (BAKHTIN, 1997). A oficina foi aplicada durante um mês, distribuído em encontros semanais totalizando quatro dias de execução. Apresentamos o passo a passo da oficina e a importância dessa metodologia para o desenvolvimento dos alunos, destacando sua formação e tornando-o capaz de intervir e construir o próprio conhecimento com responsabilidade e comprometimento.</span></p> Sue Ellen Guimarães dos Santos Franklin, Denise Andrea Nobre Lopes, Marcele Mara Alves Xavier Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7135 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Oficina de criação literária Mireveja https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7123 <p>Este artigo visa a refletir sobre a Oficina de Criação Literária Mireveja, desenvolvida em escola pública de ensino médio, localizada no município de São Gonçalo do Amarante, no Ceará. Para tanto, na condição de objetivos específicos, faz-se necessário debater a problemática que circunda o ensino de literatura, bem como discutir sua relação com a escrita literária e questões concernentes à fruição estética. O estudo fundamenta-se, sobretudo, em obras de Cosson (2021a, 2021b), Sanseverino (2019) e Tauveron (2014), autores que se debruçam, respectivamente, acerca do letramento literário como alicerce do ensino de literatura; da escrita criativa, como ferramenta para o letramento literário e de elementos que favorecem a democratização da escrita, relacionando-os ao conceito de aluno-autor. Parte-se da hipótese de que a escrita criativa constitui relevante instrumento de promoção do letramento literário em ambiente escolar, estimulando criações literárias autorais pelos estudantes que participam do projeto, bem como dos professores vinculados aos componentes curriculares de Literatura e História da instituição escolar, que medeiam a Mireveja, em periodicidade semanal. Este estudo justifica-se por refletir sobre experiências que oportunizam um letramento literário democrático, estético e responsivo, subvertendo um ensino de literatura hierarquizante, tradicional e arraigado somente em historiografias e descrições de escolas literárias.</p> Sebastião Soares de Sousa Junior, Manuelle Araújo da Silva, Paulo Glayson Lima Lopes Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7123 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 O artigo acadêmico na área de Educação https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7132 <p>Este artigo tem como objetivo descrever e explicar o gênero artigo acadêmico empírico na área de Educação por meio de três subáreas (Educação Especial, Política Educacional e Tecnologia Educacional), a partir das concepções de crenças epistêmicas, práticas disciplinares e práticas sociorretóricas (Pacheco; Bernardino, 2022). Como referencial teórico desta pesquisa, nos embasamos nas concepções de Swales (1990; 2004) quanto ao estudo dos gêneros acadêmicos e de sua proposta metodológica CARS; e em Hyland (2000), Pacheco e Bernardino (2022), no que concerne ao conceito de cultura disciplinar. Este estudo é exploratório-descritivo e de base qualitativa-quantitativa. O <em>corpus</em> desta pesquisa é constituído por 60 exemplares de artigos empíricos, 20 de cada subárea, publicados em língua portuguesa, entre os anos de 2016 e 2021. A partir de nossas análises, compreendemos que parece existir um comportamento sociorretórico na escrita dos artigos que aparenta ser uma configuração composicional geral para a área de Educação, uma vez que as variações existentes entre as subáreas são pouco expressivas.</p> Nícollas Oliveira Abreu, Cibele Gadelha Bernardino Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7132 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Letramentos acadêmicos https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7134 <p>O objetivo deste artigo foi analisar as relações entre o processo de escolha do tema do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e a formação docente. O estudo, com enfoque qualitativo, apresenta a construção de dados por meio de entrevistas semiestruturadas com estudantes concluintes do curso de Pedagogia de uma universidade pública cearense. Com base nos princípios do modelo dos letramentos acadêmicos (LEA; STREET, 2014), a análise dos relatos dos estudantes nos permite compreender que a escolha dos temas para o TCC é mediada por suas identidades, tanto estudantil como acadêmica, e que os significados em torno dessa escolha são negociados por meio do envolvimento deles em contextos e situações específicos de escrita, que são localizados ao longo da formação tanto dentro como fora da ambiência universitária.</p> Larissa Naiara Souza de Almeida, Maria do Carmo Carvalho Madureiro, Messias Dieb Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7134 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Delimitação e escrita do objeto de estudo na pesquisa científica em educação https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7131 <p>A delimitação do objeto de estudo se configura como um dos principais desafios dos professores e estudantes de graduação e pós-graduação na elaboração de pesquisas científicas. Diante disso, objetivamos discutir a construção e a delimitação do objeto de estudo na pesquisa em Educação. Como aporte teórico, utilizamos, dentre outros escritos: André (2016), Gamboa (2018), Ghedin e Franco (2011) e Severino (2009). Via questionário em formato eletrônico, participaram do estudo doutorandos vinculados a um Programa de Pós-Graduação em Educação, com área de concentração em formação de professores. A construção e delimitação do objeto de estudo partem, pelo menos, da história de vida, da história profissional e da história de formação do investigador, exigindo conhecimentos tácitos e científicos, tempo, dedicação, dentre outros elementos também problematizados ao longo do texto. Visamos, a partir das análises sistematizadas neste escrito, a contribuir para o enfrentamento dos desafios envoltos da construção e delimitação de um objeto de estudo, sobretudo, para pesquisadores iniciantes.</p> Antonio Evanildo Cardoso de Medeiros Filho, Isabel Maria Sabino de Farias Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/7131 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Gamification https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6809 <p>Com o rápido avanço e disseminação das Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação, a oferta de produtos e serviços foi modificada e a necessidade de inovação foi instalada nas organizações. Nas bibliotecas, primordialmente, nas universitárias, a busca pela inovação tem sido indispensável e pauta de discussão entre bibliotecários preocupados em acompanhar o cenário de transição, aperfeiçoar os atendimentos e cultivar seus usuários, marcados por novas expectativas e comportamentos ocasionados pelo progresso e convivência com as tecnologias. O Serviço de Referência é um dos serviços oferecidos pelas bibliotecas universitárias e lida diariamente com os acadêmicos e suas respectivas necessidades e comportamentos informacionais, oferece auxilio para a pesquisa científica e nos processos de aquisição de informação relevante, sendo essencial no tripé ensino-pesquisa-extensão das instituições de ensino. O objetivo do trabalho foi apontar as possibilidades do uso do <em>Gamification</em> nos Serviços de Referência de Bibliotecas Universitárias. Como ferramenta inovadora, o <em>Gamification</em> significa utilizar da mecânica, da estética e do pensamento baseados em games para engajar pessoas, motivar a ação, promover a aprendizagem e resolver problemas. O estudo possui caráter de pesquisa exploratória quanto aos objetivos e é bibliográfico quanto aos procedimentos adotados. Como resultado, foram apontadas bibliotecas que já utilizam o mecanismo e os benefícios que podem ser adquiridos a partir do uso do <em>Gamification</em> para atividades realizadas nos Serviços de Referência.</p> Amanda Franzão Rodrigues da Silva, Ariana de Campos Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6809 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 Cultura digital y tecnodocencia https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6745 <p style="font-weight: 400;">La pandemia (COVID-19) requirió que el mundo se reinventara. En las escuelas la figura del docente, posibilitó replantear acciones, desarrollando, en el sentido atribuído por Michel de Certeau, tácticas y estrategias para sobrellevar las nuevas dinámicas cotidianas de la virtualidad. En ese sentido, este artículo busca promover una reflexión desde diálogos de los autores sobre las implicaciones de las tecnologías en la educación, con el fin de acercar, a la luz de diferentes teóricos, los conceptos metafóricos de la tecnología en el proceso de enseñanza-aprendizaje, y en la relación hombre-conocimiento. Además, se explica el significado atribuido a la tecnología en la docencia, con mirada crítica, a partir de una visión más amplia de sus posibilidades pedagógicas.</p> Thiago Henrique Barnabé Corrêa, Luciana de Lima, Erick Omar Miranda Patiño, Robson Carlos Loureiro, Nidia Yaneth Torres Merchan, Ana Cristina Borges Fiuza Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6745 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 A simulação realística como método de aprendizagem significativa em cursos da área de saúde https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6866 <p>Este artigo decorre de um trabalho de pesquisa cujo objetivo principal foi verificar o nível de conhecimento de docentes dos cursos da área da saúde sobre simulação realística como método ativo de ensino-aprendizagem. Como método foi realizada uma pesquisa quantitativa, por meio da aplicação de um questionário na plataforma <em>Google Forms</em>, com captação de docentes dos cursos técnicos, tecnológicos, licenciaturas e bacharelados na área da saúde, visando identificar o seu conhecimento e o uso da metodologia de simulação realística em sua rotina docente. Foram analisados os resultados obtidos pelas respostas de 62 docentes, dentro dos quesitos: conhecimento da ferramenta por parte dos docentes, utilização da metodologia com os alunos, verificação sobre o aproveitamento discente, estrutura para o desempenho da metodologia e percepção sobre a facilitação do trabalho docente. Com este estudo, foi possível evidenciar que os docentes dos cursos da área da saúde possuem elevado conhecimento sobre a simulação realística como método ativo de ensino-aprendizagem, e que a simulação realística é uma metodologia valiosa como aprendizagem significativa, por agregar conhecimento e habilidades aos discentes, em um ambiente pedagógico e seguro, além de ser um instrumento engrandecedor do trabalho docente.</p> Cintia Pinheiro Broggio Benicasa Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6866 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300 O Programa Residência Pedagógica https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6857 <p>Este trabalho tem como objetivo apresentar as produções acadêmicas (dissertações) relacionadas ao Programa Residência Pedagógica, a partir da sua implementação pelo MEC e pela CAPES, no recorte temporal de 2018 a 2022, disponíveis no Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES. O Programa Residência Pedagógica (PRP), foco deste estudo, tem como um de seus objetivos a imersão do licenciando nas instituições de educação básica, a fim, de promover uma relação mais direta das Instituições de Ensino Superior (IES) com as instituições de educação básica. O estudo caracteriza-se como caráter qualitativo. Para tal, foi realizado uma busca com os seguintes descritores “Programa Residência Pedagógica” AND “Programa de Residência Pedagógica”. A base de dados forneceu ao todo dezessete dissertações, destas apenas dezesseis estavam disponíveis para <em>download</em> e dez foram analisadas, pois cinco não apresentavam relação com a temática, uma encontrava-se duplicada. A análise deu-se a partir de uma leitura flutuante do título, resumo e metodologia das produções identificadas, procedemos com a leitura parcial dos demais tópicos de modo a confirmar sua pertinência ao PRP. A partir das análises dos trabalhos, constata-se que há uma crescente dos trabalhos envolvendo o PRP, principalmente no que se refere a sua contribuição na formação profissional.</p> Ellen Portela Copyright (c) 2024 Revista Triângulo https://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0 https://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/revistatriangulo/article/view/6857 Wed, 24 Jan 2024 00:00:00 -0300