Programa de Atividade Física Comunitária: tempo necessário e execução

Samantha Marie Harden, Fabio Araujo Almeida, Wendy You, Paul Andrews Estabrooks

Resumo


A dimensão Implementação do RE-AIM avalia a fidelidade ao protocolo de tratamento e seus custos relacionados. Neste estudo, um programa comunitário de atividade física e consumo de frutas e vegetais baseado em evidências foi implementado por educadores em saúde no âmbito do Sistema de Extensão Cooperativa. O objetivo deste estudo foi determinar: 1) a medida em que os educadores em saúde aderiram aos princípios subjacentes e 2) o tempo necessário para planejar, recrutar e executar a intervenção. Dezesseis educadores em saúde (100,0%) que aplicaram o programa completaram um questionário que incluiu itens sobre os requisitos de tempo e protocolo de tratamento. Verificou-se que os educadores em saúde aderiam aos três princípios subjacentes do programa, como observado através da criação de grupos (100,0%), coleta do alcance de metas dos grupos (80,1%, SD+0,08%), e fornecimento de feedback (72,5%, SD+0,16%) ao longo de 8 semanas do estudo. No entanto, quando o programa se aproximou do final (semanas 6-8), houve uma redução significativa (p<0,05) no fornecimento de feedback para as equipes. Os educadores em saúde passaram mais tempo na coleta de quilômetros percorridos por cada equipe (12,4 SD+18,8 horas), na coleta de informações dos participantes (9,47 SD+19,8 horas), se comunicando com os participantes (9,32 SD+13,7 horas) e no desenvolvimento de materiais locais para boletins informativos (5,7  SD+3,79 horas). Os componentes do programa que os educadores em saúde passaram a menor quantidade de tempo foram na preparação dos pacotes para os lideres de cada equipe (0,909 SD+2,7 horas), na condução de atividades (2,54 SD+7,17 horas) e no acompanhamento dos lideres (3,09 SD+2,81 horas). Este estudo indica que o tempo necessário para o programa Fit Extension se adequou às expectativas dos educadores em saúde. Pesquisas futuras são necessárias para comparar a fidelidade da implementação e estruturas que possam promover a sustentabilidade do programa. 

Palavras-chave


Exercício. Relações Comunidade-Instituição. Promoção da saúde. Educadores em saúde. Avaliação de Programas e Projetos de Saúde

Referências





DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v2i2.1166

Apontamentos

  • Não há apontamentos.