Análise epidemiológica dos casos de Leishmaniose Tegumentar Americana em um município do Triângulo Mineiro

Hellen Cristina Bernardes, Ana Flávia Ferreira dos Santos, Daniel Gohm, Lineker Fernandes Dias, Keline Medeiros de Araújo Vilges, Stefan Vilges de Oliveira

Resumo


Este estudo tem o objetivo de analisar o perfil epidemiológico da Leishmaniose Tegumentar Americana no município de Patrocínio, Minas Gerais, Brasil, no período de 2007 a 2018. Trata-se de uma pesquisa epidemiológica descritiva a partir dos dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Ministério da Saúde. Nesta cidade foram notificados 21 casos no período, com uma incidência média de 0,21 casos de Leishmaniose Tegumentar Americana a cada 10 mil habitantes. O perfil dos indivíduos acometidos foi composto por homens (90,48%), brancos (71,43%), entre 50 e 64 anos de idade (33,33%), moradores da zona urbana (90,48%), com ensino fundamental completo (23,81%) e com a apresentação clínica na forma cutânea (85,71%). Todos os casos eram novos e evoluíram para cura em 80,59%. Embora a Leishmaniose Tegumentar Americana se manifeste com uma incidência baixa no município, observa-se a manutenção da sua ocorrência ao longo dos doze anos analisados, figurando-se como uma doença endêmica no local.


Palavras-chave


Leishmaniose; Prevenção de doenças; Vigilância em saúde pública; Zoonoses.

Referências


Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Manual de vigilância da leishmaniose tegumentar [Internet]. Brasília, DF: Ministério da Saúde; 2017. [citado em 30 maio 2019]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_vigilancia_leishmaniose_tegumentar.pdf

Vieira ÉLM, Keesen TSL, Machado PR, Guimarães LH, Carvalho EM, Dutra WO, et al. Immunoregulatory profile of monocytes from cutaneous leishmaniasis patients and association with lesion size. Parasite Immunol. [Internet]. 2013 [citado em 30 maio 2019]; 35(2):65-72. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/pim.12012. DOI: https://doi.org/10.1111/pim.12012

Gontijo B, Carvalho MLR. Leishmaniose tegumentar americana. Rev Soc Bras Med Trop. [Internet]. 2003 [citado em 30 maio 2019]; 36(1):71-80. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsbmt/v36n1/15310.pdf. DOI: http://dx.doi: 10.1590/S0037-86822003000100011

Lima EB, Porto C, Motta JOC, Sampaio RNR. Tratamento da leishmaniose tegumentar americana. An Bras Dermatol. [Internet]. 2007 [citado em 30 maio 2019]; 82(2):111-24. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/abd/v82n2/a02v82n2.pdf

Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Vigilância a Saúde. Leishmaniose Tegumentar (LT): o que é, causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção [Internet]. 2019 [citado em 30 maio de 2019]. Disponível em: http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/leishmaniose-tegumentar

Moreira RCR, Rebêlo JMM, Gama MEA, Costa JML. Nível de conhecimentos sobre leishmaniose tegumentar americana (LTA) e uso de terapias alternativas por populações de uma área endêmica da Amazônia do Maranhão, Brasil. Cad Saude Publica. [Internet]. 2002 [citado em 01 junho 2019]; 18(1):187-95. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/csp/2002.v18n1/187-195/pt. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2002000100019

Ministério da Saúde (Brasil). SINAN Sistema de Informação de Agravos de Notificação: o SINAN [Internet]. [Brasília, DF: Ministério da Saúde]; 2016 [citado em 1 junho 2019]. Disponível em: http://portalsinan.saude.gov.br/o-sinan

Temponi AOD, Brito MG, Ferraz ML, Diniz SA, Silva MX, Cunha TN. Ocorrência de casos de leishmaniose tegumentar americana: uma análise multivariada dos circuitos espaciais de produção, Minas Gerais, Brasil, 2007 a 2011. Cad Saude Pública [Internet]. 2018 [citado em 01 jun 2019]; 34(2):2-14. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v34n2/1678-4464-csp-34-02-e00165716.pdf. DOI: http://dx.doi: 10.1590/0102-311X00165716

Prefeitura de Patrocínio. Informações sobre o município [Internet]. Patrocínio, MG: Prefeitura; 2019 [citado em 03 jun 2019]. Disponível em: https://portal.patrocinio.mg.gov.br/pm/index.php/municipio/informacoes-sobre-o-municipio

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Panorama da cidade de Patrocínio-Minas Gerais [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2019 [citado em 01 jun 2019]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/patrocinio/panorama

Departamento de Informática do SUS (Brasil). DATASUS: histórico e apresentação [Internet]. Brasília, DF: DATASUS; 2019 [citado em 01 jun 2019]. Disponível em: http://datasus.saude.gov.br/datasus

Departamento de Informática do SUS (Brasil). Leishmaniose Tegumentar Americana: casos confirmados notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Brasil [Internet]. Brasília, DF: DATASUS; 2019 [citado em 03 jun 2019]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinannet/cnv/ltabr.def

Departamento de Informática do SUS (Brasil). Leishmaniose Tegumentar Americana: casos confirmados notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Minas Gerais [Internet]. Brasília, DF: DATASUS; 2019 [citado em 03 jun 2019]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinannet/cnv/ltamg.def

Miranda C, Marques CCA, Massa JL. Sensoriamento remoto orbital como recurso para análise da ocorrência da leishmaniose tegumentar americana em localidade urbana da região Sudeste do Brasil. Rev Saúde Pública [Internet]. 1998 [citado em 03 jun 2019]; 32(5):455-63. Disponível em: http://observatorio.faculdadeguanambi.edu.br/wp-content/uploads/2015/04/MIRANDA.C.-et-al-ARTIGO.pdf. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101998000500008

Negrão GN, Ferreira MEMC. Considerações sobre a leishmaniose tegumentar americana e sua expansão no território brasileiro. Rev Percurso [Internet]. 2014 [citado em 03 jun 2019]; 6(1):147-68. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/Percurso/article/view/49452. DOI: http://dx.doi.org/10.4025/revpercurso.v6i1.21375

Miranda C, Massa JL, Marques CCA. Análise da ocorrência de leishmaniose tegumentar americana através da imagem obtida por sensoriamento remoto orbital em localidade urbana da região Sudeste do Brasil. Rev Saúde Pública [Internet]. 1996 [citado em 03 jun 2019]; 30(5):433-7. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/ssm/content/raw/?resource_ssm_path=/media/assets/rsp/v30n5/5095.pdf. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89101996000500005

Campos SS, Campos FS, Gois GC, Silva TS. Perfil epidemiológico dos pacientes com leishmaniose tegumentar americana no município de Ilhéus - Bahia. Semina Cienc Biol Saúde [Internet]. 2017 [citado em 03 jun 2019]; 38(2):155-64. Disponível em: www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/download/28416/23161. DOI: http://dx.doi: 10.1590/S0037-86822003000100011

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo: amostra: características da população [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2019 [citado em 01 jun 2019]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/patrocinio/pesquisa/23/25888?detalhes=true

Rocha TJM, Barbosa ACA, Santana EPC, Calheiros CML. Aspectos epidemiológicos de leishmaniose tegumentar americana no Estado de Alagoas, Brasil. Rev Pan Amaz Saúde [Internet]. 2015 [citado em 3 jun 2019]; 6(4):49-54. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/pdf/rpas/v6n4/v6n4a07.pdf. DOI: http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232015000400007

França EL, Mandadori MN, França JL, Botelho ACF, Ferrari CKB, França ACH. Aspectos epidemiológicos da leishmaniose tegumentar americana no município de Juína, Mato Grosso, Brasil. Sci Med. [Internet]. 2009 [citado em 03 jun 2019]; 19(3):103-7. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/scientiamedica/article/viewFile/5231/4262

Guerra JAO, Barbosa MGV, Oureiro ACSP, Coelho CP, Rosa GG, Coelho LIACR. Leishmaniose tegumentar americana em crianças: aspectos epidemiológicos de casos atendidos em Manaus, Amazonas, Brasil. Cad Saúde Pública [Internet]. 2007 [citado em 04 jun 2019]; 23(9):2215-23. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2007000900029. DOI: 10.1590/S0102-311X2007000900029

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo agropecuário [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2019 [citado em 04 jun 2019]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/patrocinio/pesquisa/24/76693

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Cidades [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2019 [citado em 15 jul 2019]. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/

Departamento de Informática do SUS (Brasil). Leishmaniose Tegumentar Americana - casos confirmados notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Goiás [Internet]. Brasília, DF: DATASUS; 2019 [citado em 04 jun 2019]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinannet/cnv/ltago.def

Departamento de Informática do SUS (Brasil). Leishmaniose Tegumentar Americana - casos confirmados notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação - Rio de Janeiro [Internet]. Brasília, DF: DATASUS; 2019 [citado em 07 jun 2019]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sinannet/cnv/ltarj.def

Departamento de Informática do SUS (Brasil). Leishmaniose Tegumentar Americana - casos confirmados notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação - Rio Grande do Sul [Internet]. Brasília, DF: DATASUS; 2019 [citado em 07 jun 2019]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sinannet/cnv/ltars.def

Departamento de Informática do SUS (Brasil). Leishmaniose Tegumentar Americana - casos confirmados notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação - Acre. [Internet]. Brasília, DF: DATASUS; 2019 [citado em 07 jun 2019]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sinannet/cnv/ltaac.def

Xavier KD, Mendes FCF, Rossi-Barbosa, LAR. Leishmaniose tegumentar americana: estudo clínico-epidemiológico. Rev Univ Vale Rio Verde [Internet]. 2016 [citado em 07 jun 2019]; 14(2):1210-22. Disponível em: http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/2880/pdf_609

Conti RV, Pinto Junior VL. Abordagem terapêutica da leishmaniose visceral no Brasil: revisão para clínicos. Rev Med Saúde Brasília [Internet]. 2015 [citado em 08 jun 2019]; 4(2):240-9. Disponível em: https://bdtd.ucb.br/index.php/rmsbr/article/view/6170/3966




DOI: https://doi.org/10.18554/refacs.v8i1.4457

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.