Estudo de aplicação de uma micro central hidrelétrica para reaproveitamento de energia em estação tratamento de esgoto

Vinícius Oliveira Fávero, José Gustavo Coelho, Guilherme Azevedo Oliveira, Francisco Aurilo Azevedo Pinho

Resumo


As Estações de Tratamento de Esgoto, conhecidas como ETEs, tem a função de tratar a água presente nos esgotos das cidades devolvendo água límpida para o rio. O local de desague da água tratada geralmente apresenta características de queda d’água e vazão suficientes para gerar energia elétrica através da instalação de uma Micro Central Hidrelétrica (MCH). Foi analisada a ETE situada na cidade de Uberaba – MG e percebe-se que ela possui  uma queda d’água de 6 metros com vazão média de 465 litros por segundo, podendo gerar cerca de 22,51 kW com a utilização de uma turbina Kaplan do tipo Bulbo. Essa potência tem um custo inicial de instalação com todos os componentes necessário da MCH de R$ 136.217,89. Após isso, o presente estudo foi expandido de forma hipotética para outras Estações de Tratamento de Esgoto, mostrando a potência encontrada e o custo de instalação, variando as alturas de 1 a 11 m e a vazão de 200 a 1100 L/s. 


Palavras-chave


Estações de tratamento de esgoto; Energia alternativa; Micro centrais hidrelétricas; Pequenas centrais hidrelétricas; Redução de custo.

Texto completo:

PDF

Referências


BEVILACQUA, N. Materiais de tubulações utilizadas em sistemas de coleta e transporte de esgotos sanitários: estudo de caso da área norte de São Paulo. 2006. Dissertação (Mestrado em Engenharia Hidráulica) - Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. DOI: 10.11606/D.3.2006.tde-08122006-153912. Acesso em: 16 abr. 2019.

BRASIL. Ministério de Minas e Energia. Empresa de Pesquisa Energética. Plano Decenal de Expansão de Energia 2026 / Ministério de Minas e Energia. Empresa de Pesquisa Energética. Brasília: MME/EPE, 2017. Disponível em: http://www.epe.gov.br/sites-pt/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/PublicacoesArquivos/publicacao-40/PDE2026.pdf Acesso em: 16 abr. 2019.

CENTRO OPERACIONAL DE DESENVOLVIMENTO E SANEAMENTO DE UBERABA (CODAU). Relatório de Impactos Ambientais (RIMA): Relatório Técnico. Uberaba, v. I, n. 34, 2006.

COELHO, J. G. Estudo numérico de tubos de sucção de turbinas hidráulicas tipo bulbo, Dissertação de mestrado. 2006. 110 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Mecânicas) - Universidade de Brasília, Brasília, 2006. Disponível em: http://repositorio.unb.br/handle/10482/6258 Acesso em: 16 abr. 2019.

DUARTE, L. M. S. Estimativa de Custos para Projetos de Pequenas Centrais Hidrelétricas, Itajuba, 2009.

ELETROBRAS CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS. Diretrizes para estudo e projetos de pequenas centrais hidrelétricas: manual técnico, 1999. Rio de Janeiro (RJ), 199p. Disponível em: www.eletrobras.com.br. Acesso em: 16 abr. 2019.

ELETROBRAS CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS. Diretrizes para estudos e projetos de Pequenas Centrais Hidrelétricas. Rio de Janeiro (RJ), 199p. v. 21, 2000. Disponível em: www. eletrobras. com. br. Acesso em: 16 abr. 2019.

EMPRESA DE ENERGIA ELÉTRICA (EPE). Brazilian Energy Balance 2016 Year 2015. EPE. Rio de Janeiro, 2016, p. 296. Disponível em: http://www.epe.gov.br/sites-en/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/PublicacoesArquivos/publicacao-126/topico-94/Relatório%20Final%202016.pdf Acesso em: 16 abr. 2019.

EMPRESA DE PESQUISA ENERGÉTICA (EPE). Balanço Energético Nacional. Relatório síntese, ano base 2017, Rio de Janeiro, 2018. Disponível em: http://www.epe.gov.br/sites-en/publicacoes-dados-abertos/publicacoes/PublicacoesArquivos/publicacao-180/Summary%20Report%202018.pdf Acesso em: 16 abr. 2019.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Índice Nacional da Construção Civil. Disponível em: http://portalibre.fgv.br/main.jsp?lumChannelId=402880811D8E34B9011D92B7684C11DF. Acesso em: 18 mar. 2017.

GUITARRARA, G. B. Estimativa de vazão para a implantação de micro-centrais hidrelétricas com utilização do SIG. São Carlos, 2012. 44 p. Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação em Engenharia Elétrica, Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo. Disponível em: www.tcc.sc.usp.br/tce/disponiveis/18/180500/tce.../Guitarra_Gabriel_Bozzola.pdf Acesso em: 16 abr. 2019.

HARRIS, C. D.; DZWONKOSKI, J.; CAPUA, M. R. Reclamation of Power in Wastewater Treatment Facilities. 2014. Disponível em: https://digitalcommons.wpi.edu/mqp-all/3445/ Acesso em: 16 abr. 2019.

HENN, E. A. L. Máquina de Fluido. 3. ed. Santa Maria: Editora UFSM, 2012.

MCCARTY, P. L.; BAE,J.; KIM J. Domestic Wastewater Treatment as a Net Energy Producer À Can This be Achieved ?. California: Envirvomental Sciene & Technology, 2011, p. 6. Disponível em: https://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/es2014264 Acesso em: 16 abr. 2019.

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA (Brasil). Informativo Tarifário: Energia Elétrica. 22a Edição. Disponível em: http://www.mme.gov.br/documents/10584/3210408/Informativo+Tarifário+Energia+Elétrica+-+20o+edição+-+Outubro+2016+(PDF+-+2o+Quadro+Texto).pdf/d9508f7c-6bf5-49ba-8089-371fc0af5ffe?version=1.0 Acesso em: 20 mai. 2017.

NASA - Executive cost analysis steering group:NASA cost estimating handbook. NASA. EUA. 4 Ed., 2015, p. 63.

NYSERDA. Hydropower from Wastewater: final report 2011. New York State n. 12, 2011.

PERIUS, M. R.; CARREGARO, J. B. Pequenas centrais hidrelétricas como forma de redução de impactos ambientais e crises energéticas: ensaios e ciência ciências biológicas. Ensaios e Ciência: C. Biológicas, Agrárias e da Saúde, v. 16, n. 2, 2015. Disponível em: http://revista.pgsskroton.com.br/index.php/ensaioeciencia/article/view/2813. Acesso em: 16 abr. 2019.

PROJETO AGUA VIVA. Projeto de recuperação ambiental da bacia do rio Uberaba e revitalização do sistema de abastecimento de água – Projeto Água Viva, 2007, 16 p. Disponível em: http://www.uberaba.mg.gov.br/portal/acervo/agua_viva/arquivos/avaliacao_ambiental/Uberaba%20EA%20SumarioEX_R14_PORTU.pdf Acesso em: 16 abr. 2019.

SANTOS, T. B. Decisão de investimento: estudo de viabilidade de uma pequena central hidrelétrica. 2008. p. 61. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/18125/000686733.pdf?sequence=1 Acesso em: 16 abr. 2019.

SOARES, J., R. L. Projeto conceitual de uma turbina hidráulica a ser utilizada na usina hidrelétrica externa de Henry Borden, 2013, p. 73. Disponível em: http://monografias.poli.ufrj.br/monografias/monopoli10005429.pdf. Acesso em: 16 abr. 2019.

SOUZA, Z.; SANTOS, A. H. M.; BORTONI, E. C. Centrais Hidrelétricas - Implantação e Comissionamento. 2. ed. Rio de Janeiro: Interciência Ltda, 2009.

TOLMASQUIM, M. T. As origens da crise energética brasileira. Ambient. Soc., Campinas, n. 6-7, p. 179-183, June 2000. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-753X2000000100012. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2019.

TOLMASQUIM, M. T.; GUERREIRO, A.; GORINI, R. Matriz energética brasileira: uma prospectiva. Novos estud. - CEBRAP, São Paulo, n. 79, p. 47-69, Nov. 2007. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-33002007000300003. Disponível em: . Acesso em: 16 abr. 2019.




DOI: https://doi.org/10.18554/rbcti.v4i1.3327

Apontamentos

  • Não há apontamentos.